QUANDO TORTURAM O TOURO E O CAVALO, ESTÃO TAMBÉM CAUSAR DANO A ELES PRÓPRIOS!

Os defensores da tauromaquia, recusam-se a aceitar que ao torturarem o touro e o cavalo, estão também, a causar dano a eles próprios. Só que, por muito que se recusem a aceita-lo, esta é uma verdade. É uma verdade insofismável.
Eles criam mau carma!
Com esta prática, a energia deles é negativa.
Desde muito cedo, quando começam a aprender a tauromaquia, nas escolas tauromáquicas, começam a aprender a serem más pessoas. Com isso, com o tempo, vão se tornando pessoas irra-cíveis, cada vez mais irra-cíveis.
Eles são cada vez mais incapazes de ver, que torturam outros seres sencientes, que têm o mesmo direito que eles têm, ao bem-estar, à felicidade.
Eles são cada vez mais incapazes de ver, que o touro e o cavalo, não são inferiores a eles. O cavalo e o touro, são exactamente iguais a eles. Volto a dizer que eles têm exactamente o mesmo direito que os defensores da tauromaquia têm ao bem-estar, à felicidade.
Quem semeia ventos colhe tempestades!

Mário Amorim

A RECUSA

Há um sentimento chamado compaixão.
Este belo sentimento, não existe no coração de quem defende a Tauromaquia.
E a inexistência de compaixão no coração deles, faz com que eles se recusem a perceber, de que o Touro e o Cavalo, têm o mesmo direito ao bem-estar, à felicidade que eles. Que o touro e o cavalo, têm tal como eles, o direito de não sofrer, e de serem felizes.
E um coração sem compaixão, que não é pena, e nem piedade, mas sim, não querer que o outro sofra, e nem as causas do sofrimento, é um coração feio.
Eles não têm noção disso, mas são pessoas profundamente tristes. E são profundamente tristes, porque a compaixão, a empatia, e a bondade, são partes integrantes de um bom coração. De um coração, alegre e feliz. E estas partes, não integram o coração deles. Pois, não podem existir em corações que convivam com a maldade, com a tortura, com a crueldade, com o sofrimento e dor, de outros seres sensíveis!

Mário Amorim

ESTES DOIS VÍDEOS FALAM POR SI!

O touro e o cavalo, são dois animais não-humanos que se dão muito bem, longe da crueldade, física e psicológica.
Vejam estes dois vídeos muito, muito bonitos e tirem as vossas conclusões!


(Não concordo nada com o nome escolhido para este vídeo; força bruta?!)

RAZÕES DA CADA VEZ MAIOR PUTREFACÇÃO DA TAUROMAQUIA, EM PORTUGAL

A tauromaquia, em Portugal, está cada vez mais putrefacta. E estas são as razões.

Os Psicopatas Tauromáquicos, não conseguem provar cientificamente, incluindo com publicação numa revista cientifica, as alegações sobre o touro.
Os Psicopatas Tauromáquicos, não são capazes de provar, com documentação, a alegação que a tauromaquia se subsidia a si própria. Não são capazes de provar, com documentação, que não recebem anualmente, milhões de € de subsídios, do Estado, da União Europeia e das Camaras Municipais.

Eles sabem, que os milhões de € de subsídios que anualmente recebem, numa questão de tempo, vão acabar. E sem eles, a tauromaquia será abolida. Pois são esses milhões de € que permitem a sua existência, em Portugal.

Os Psicopatas Tauromáquicos, não são capazes se realizar uma sondagem séria, e completamente imparcial, por todo o continente e ilhas. Pois sabem muito bem, qual seria o resultado.

As praças de touros, estão cada vez mais as moscas. E nem com entradas de borla, e com convites, elas enchem.

Cada vez mais pessoas, por não quererem ser vistas como Psicopatas, se afastam da tauromaquia, e passam a lutar contra a tauromaquia.

Cada vez mais pessoas, se recusam a ser coniventes, com os Psicopatas, os Sociopatas que torturam, física e psicologicamente o touro e o cavalo, na arena de uma praça da touros, e se afastam da tauromaquia.

Ontem, virão o seu projecto derrotado, o que aumentou, ainda mais o estado de putrefacção da tauromaquia.

O desespero dos Psicopatas Tauromáquicos é cada vez mais crescente e evidente.

Em suma. A ABOLIÇÃO da tauromaquia, em Portugal, está cada vez mais perto!

Mário Amorim

Está na hora de todos os grupos parlamentares perceberem…

Está na hora de todos os grupos parlamentares perceberem de que o espectáculo cruel, chamado tauromaquia, tem de ser abolido, em Portugal.

Está na hora de todos os grupos parlamentares perceberem de a tauromaquia não tem mais lugar, em pleno século vinte e um, num país que se quer um país civilizado.

Está na hora de todos os grupos parlamentares perceberem de que a tauromaquia, mancha o nome de Portugal, pelos quatro cantos do mundo, por ser um espectáculo de horror.

Está na hora de todos os grupos parlamentares perceberem de que a dor, o sofrimento, o sangue, a morte, de outros seres sensíveis, não pode ser mais celebrada. Pois tal significa de que o bem-estar deles, a vida deles, não tem valor.

Está na hora de todos os grupos parlamentares perceberem de que não existe liberdade de se gostar e de ir às touradas. Onde fica a liberdade do touro e do cavalo, de não serem torturados, física e psicologicamente?

Para que uns achem que têm liberdade de gostar e de ir ás touradas, outros seres, que têm liberdade de não serem torturados, física e psicologicamente, passam nas praças de touros, momentos horríveis de dor, de sofrimento, de tortura. Quando deveriam nascer, viver e morrer em paz e sossego, no campo, na natureza.

O destino do touro e do cavalo, não é serem torturados, física e psicologicamente, nas praças de touros. O destino deles, é serem felizes, no campo, na natureza, longe das praças de touros.

Está na hora de todos os grupos parlamentares perceberem isto, de uma vez por todas!

Mário Amorim

Que 2017 traga, em Portugal

Resultado de imagem para 2017

Que o ano que hoje começa, traga, em Portugal, uma luta anti-tourada, a sério, tal como acontece em Espanha.

Que o ano que hoje começa, traga, como principal, na luta anti-tourada, o fazer ouvir a sério, a voz do touro e também do cavalo.

Que 2017, signifique o fim de manifestações anti-tourada, que não fazem ouvir a sério, a voz do touro e também do cavalo, que não têm impacto publico algum, e que não resultam em nada.

Que neste novo ano, se faça ouvir a sério, e com um grande impacto publico, a voz do touro e também do cavalo, num dia a si dedicado, por ruas e praças de norte a sul do país e nas ilhas, num grande grito, dado por muitos milhares de pessoas, a exigir a ABOLIÇÃO da tauromaquia.

Que 2017 traga a ABOLIÇÃO da tauromaquia, em Portugal, e nos restantes sete países, onde ainda é praticada!

Mário Amorim

Essa é uma luta que tenho há anos!

0o-imagem

Há anos, que sou da opinião, que as manifestações contra a tauromaquia que se realizam em Portugal, numa só cidade, não servem os interesses dos touros, e dos cavalos, por não terem a força de que eles desejam, por não terem o impacto publico de eles também desejam.

Perdi a conta, do numero de vezes que disse, que em termos de protesto de rua, só mesmo, um protesto em simultâneo, no maior numero possível de cidades, no continente e ilhas, serve os interesses do touro e do cavalo.

Há anos que luto por isso.

Sou coerente.
Mantenho a opinião que tenho há anos.

Em 2012 realizou-se no México, uma manifestação por todo o México, contra a tauromaquia. E tendo em conta, que México e Portugal, lutam contra a tauromaquia, em Portugal, não se fez o mesmo, em solidariedade com a luta no México, e também contra a tauromaquia em Portugal. Foi um erro!

Espero que em Portugal, se abra os olhos, de uma vez por todas, se olhe, de uma vez por todas, para os interesses do touro e do cavalo.
Espero que a Primavera, ou o inicio do Verão de 2017, seja, finalmente, o inicio, de uma verdadeira luta, nas ruas, pelos interesses do touro e do cavalo. E se tal não vier a acontecer, será a confirmação, de que em Portugal, não existe um verdadeiro movimento anti-tourada.

Estarei muito atento.

Quero ver, se em 2017, se vai cair no mesmo erro, de realizar uma manifestação, numa só cidade, que não resultará em nada, e que por tanto, não estará de acordo com os interesses do touro e do cavalo, ou se faz um verdadeiro protesto, de acordo com os interesses do touro e do cavalo, um pouco por todo o continente e ilhas!

Mário Amorim