FALAM EM LIBERDADE. MAS, E A LIBERDADE DO TOURO E DO CAVALO?

Um dos argumentos mais utilizados por eles, é; “temos liberdade de ir aos touros”.
E a liberdade do touro e do cavalo; onde fica?
A nossa liberdade termina, onde ela colide, contra o bem-estar de outros seres!
Eles falam, falam em liberdade. Mas nunca falam que essa liberdade, é para torturarem, física e psicologicamente dois seres sencientes. Logo; essa liberdade, não existe. Ela está completamente do lado do touro e do cavalo, que têm o direito de não serem maltratados, para gaudio deles!

Mário Amorim

HOJE, MAIS DO NUNCA

Hoje, mais do que nunca, a ciência afirma que maltratar animais não-humanos, é psicopatia.
Maltratar animais não-humanos, é um comportamento criminal.
A tauromaquia existe, para maltratar física e psicologicamente, dois belos animais não-humanos. Logo, é uma actividade psicopata.
Aqueles que na arena das praças de touros, e também quem é conivente com eles, vendo, e nada fazendo para impedir, são criminosos!

Mário Amorim

VIOLÊNCIA É SEMPRE VIOLÊNCIA!

Violência é sempre violência!
Não se pode afirmar, que se gosta da violência tauromáquica, e não se gosta de violência, seja ela contra o não-humano, ou contra o humano.

Quem gosta de tauromaquia, gosta de violência domestica, de violência de gênero, gosta de guerra.
Então; quem gosta de tauromaquia, delicia-se com tudo o que for violência. E é assim, porque violência, é sempre violência.

Quem não gosta. Quem não tolera violência, é absolutamente contra a tauromaquia!

Mário Amorim

O MUNDO DA MENTIRA PARTE DOIS

O touro é bravo. Mentira!
-O touro é um herbívoro, que só ataca para se defender. Se ele não for provocado, e sim amado e admirado, na Natureza, no campo, mostra o seu temperamento dócil. Dou um exemplo disso, em muitos outros exemplos que existem. O touro Fadjen. Esta é então, uma das grandes falácias dos Psicopatas tauromáquicos.
A tauromaquia não é crueldade. Mentira!
-Quando prejudicamos o bem-estar, a felicidade de outro ser, estamos a ser cruéis para com ele!
A tauromaquia, não prejudica crianças e jovens. Mentira!
-O objectivo da tauromaquia, para com crianças e jovens é mesmo esse. Prejudicar gravemente o bem-estar psicológico deles.
-As crianças e jovens, envolvidos na tauromaquia, são educados por monstros, para se tornarem Psicopatas. E isto tem ser dito desta maneira. Pois esta é a verdade!

Mário Amorim

O MUNDO DA MENTIRA

O mundo da mentira, chama-se tauromaquia.
Se não vejamos.
A tauromaquia, não recebe subsídios do estado. É mentira!
O touro, não é agredido, física e psicologicamente, durante três dias, antes de uma tourada. É mentira!
O touro nasceu para ser toureado. É mentira!
O touro gosta de ser toureado. É mentira!
O touro não sofre. É mentira!
A tauromaquia, não é psicopatia. É mentira!
Os tauromáquicos, não são psicopatas. É mentira!
O mundo tauromáquico, não é um mundo mafioso. É mentira!
A tauromaquia é cultura. É mentira!
A tauromaquia não é crueldade. É mentira!
Mentira e mais mentira.
E assim é, a tauromaquia!

Mário Amorim

NÃO PODEMOS

Não podemos fazer afirmações eminentemente cientificas, se não estivermos seguros, quanto à sua aprovação, pela comunidade cientifica, e quanto à sua publicação, numa revista cientifica. E se assim não for, o que dizemos, não passa de uma mão cheia de nada.
Os processos científicos, são exigentes.
Eles exigem absoluto rigor e ética.
E no mundo tauromáquico, não existe rigor e ética.
Existe mentira. Não existe a prova…
O que me surpreende.
Se um médico mentir a um doente, esse médico irá sofrer as consequências do seu acto.
Mas no mundo tauromáquico, médicos veterinários mentem sistematicamente, e não lhes acontece nada. É uma vergonha!!!

Mário Amorim

O INSULTO DOS PRÓ-TOURADAS

A única arma que os pró-touradas têm, é o insulto.
Eles sabem perfeitamente que todos os argumentos que utilizam, são facilmente rebatidos por científicos que cumprem o código deontológico. Então; eles estão cientes que tudo aquilo que alegam, não tem sustentação cientifica alguma. E isso os desespera. Daí os insultos que eles nos fazem!

Mário Amorim

TENTEI

Felizmente, no meu tempo de Facebook, consegui que muitos entendessem o que está em causa, e deixassem de gostar de touradas.
Quanto aos outros, tentei que me dessem uma justificação séria, alicerçada na ciência. Mas não consegui. Vinham sempre com as alegações que não valem nada. Alegações, não sustentadas pela ciência e não publicadas em nenhuma revista idêntica. Eu dizia-lhes. Mas essas alegações são totalmente falsas! Juravam-me a pés juntos serem verdadeiras. Então perguntava-lhes se essas alegações alguma vez foram provadas pela comunidade cientifica e publicadas numa revista cientifica. Não me respondiam e como fazem inevitavelmente, partiam para o insulto. Essa é arma deles, o insulto, como se viu no Montijo, com a líder do PAN. Como não têm argumentos válidos, recorrem sempre, sempre ao insulto!

Mas esta aberração, esta violência chamada Tauromaquia, está com os dias contados em Portugal!

Mário Amorim

TEMOS DE ABANDONAR COMPLETAMENTE

Já falei sobre este assunto, anteriormente. Mas entendo que devo voltar a fazê-lo.

Temos de abandonar completamente a ideia de que é difícil, e muito menos, que é impossível, conseguirmos a abolição da tauromaquia.
Temos de abandonar completamente a ideia de que é difícil fazer aprovar o projecto lei, da Deputada não inscrita Cristina Rodrigues.
E porquê que tem de ser assim?
Em primeiro lugar, porque aquilo que pensamos, que acreditamos, cria a nossa realidade.
E em segundo lugar, porque estas ideias, não são simplesmente verdade!

Temos apenas de acreditar.
Repito. Temos de acreditar que vamos conseguir a abolição.
Que o projecto lei da Deputada não inscrita Cristina Rodrigues, vai ser discutido no Parlamento e vai ser aprovado.
Pois, se acreditarmos apenas nisto, teremos acções que conduzirão a tal.
Mas se ao invés, acreditarmos na dificuldade, no impossível, as nossas acções, serão nesse sentido!

Mário Amorim

Um recado de Paz Romero, a todos os toureiros do mundo

Esperamos que os governantes dos oito tristes países que ainda mantém esta prática bárbara, entre eles Portugal, comecem a perceber o que Paz Romero quer dizer quando diz o que se segue:

Torero, lo tuyo no es arte ni culturaToureiro o que é teu não é arte nem cultura.
El arte no mata. La tortura no es culturaA arte não mata. Tortura não é cultura.
¡Jamás serán iguales!Jamais [um bailarino e um toureiro] serão iguais!

A tauromaquia é VIOLÊNCIA!

(O que é que os governantes não entendem nesta mensagem?)

#LaTorturaNoEsCultura #TauromaquiaEsViolencia
#tauromaquianoconmisimpuestos #TauromaquiaAbolicion

 

Torero não es arte.jpg

Fonte: Arco de Almedina