Art or blood sport? Mexico considers banning the bullfight

A tauromaquia, seja onde for, é uma pratica abjecta. É uma pratica hedionda, cruel, assassina.

A tauromaquia, que como já disse, aqui no meu blog, é uma pratica onde impera a Máfia, o Crime, a Psicopatia, a Sociopatia.

E está na hora desta Monstra prática ser completamente erradicada, seja de Espanha, da América Latina, de França, ou de qualquer outro continente, ou país!

Anúncios

A VERDADE É SÓ UMA!

Aqueles que se divertem a espetar farpas e ferros nos touros, numa praça de touros.
Aqueles que divertem a enfrentar um ser sensível, que está cheio de farpas e ferros cravados no lombo, que está mais morto do que vivo.
Aqueles que se divertem a ver o massacre para com o touro, nas bancadas de uma praça de touros, e gritam vivas e olés.
Todos têm algo em comum.
São todos Psicopatas.

Quem provoca sofrimento para com um ser sensível, por prazer, como acontece na tauromaquia, é Psicopata.
E quem vê. Quem é conivente, e nada faz para por um ponto final, é tão Psicopata, como os Psicopatas que na arena de uma praça de touros, são cruéis para com o touro.

Por causa disto, toda esta gente, é altamente nefasta para a sociedade.
E por ser altamente nefasta para sociedade, tem de ser parada, de uma vez por todas!

BASTA DA PSICOPATIA DA TAUROMAQUIA EM PORTUGAL!
BASTA DE TAUROMAQUIA EM PORTUGAL! 

Mário Amorim

Faz-me impressão!

Faz-me impressão, ouvir, a cambada de psicopatas, que estão, nas bancadas de uma praça de touros, a gritarem Olé, para com a tortura, a crueldade, que ocorre na arena.
Fico com pela de galinha, só de pensar, na total insensibilidade dessa gente.

Um país que seja um país moderno e civilizado, não compactua com esse espetáculo, vil e psicopata, chamado tauromaquia.

É absolutamente urgente, abolir-se a tauromaquia, de Portugal.
É absolutamente urgente, limpar o sangue, provocado por Tauricidas, por Psicopatas Tauromáquicos, de Portugal. Sangue esse, que dá uma má imagem de Portugal, pelos quatro cantos do mundo.

Abolição da tauromaquia, de Portugal; JÁ!

Mário Amorim

« O TOUREIO TEM OS DIAS CONTADOS»

Na Colômbia progride-se. A petição que assinei deu preciosos frutos. Em Portugal caminha-se ainda por trilhos mediavalescos, ensanguentados, viscosos, infectos…

Abolicionistas portugueses: ponham os olhos neste exemplo. Não basta o blá blá blá habitual É preciso PRESSIONAR os que podem e mandam.

Eis o comunicado que me foi dirigido (traduzido do original).

NO.jpg
Julian Andrés Coy

Colômbia

«Feb 6, 2017 — Demos um grande passo! Aplaudimos o facto de o Tribunal Constitucional ter chumbado a norma que dava aval à existência de touradas, no entanto, a nossa luta continua.

O Tribunal concedeu ao Congresso dois anos para que legisle sobre as touradas. Isto implica que agora devemos pressionar o Congresso, recordando-lhes que o toureio tem os dias contados.

YVrxYRuxtSuNjGC-800x450-noPad.jpg

O Congresso não só deve legislar sobre a tauromaquia, como também sobre qualquer actividade que envolva animais na Colômbia. Se isto não acontecer essas actividades transformar-se-ão em delito.

Foi notável todo o apoio alcançado nesta petição. É incrível ver tantas pessoas juntas rejeitando o maltrato animal.

 No entanto agora temos de estar mais unidos do que nunca. Chegámos a este ponto, graças à mobilização de milhares de pessoas como tu (61.803 assinantes), só falta um pouco mais.

A nossa luta continua, agora no Congresso.

Muito obrigada por fazeres parte desta comunidade. Em breve estaremos a convidar a todos para nos unirmos numa nova petição para pressionar o Congresso».

***

A Colômbia pode contar comigo. Como sempre.

Fonte:

https://www.change.org/p/cconstitucional-magistrados-nom%c3%a1sdilaci%c3%b3n-colombiasintortura-colombiasintoreo/u/19312421?utm_medium=email&utm_source=notification&utm_campaign=petition_update&sfmc_tk=my8cdGJ66Q%2fhFN2%2bNLwF3V6LEDQO7pk91wUzuyOotBTLlIqB9xyIRu9hUiqpNLfN

Fonte: Arco de Almedina

***

A Colômbia também pode contar comigo, sempre!

Quanto à luta contra a tauromaquia em Portugal, o que se passa, é que ainda não foi percebido, de que a luta, não pode ser feita, apenas nas cidades onde é realizada. Tem de ser feita por todo o país. Em Lisboa, no Porto, em Coimbra, em Braga, em Faro, em Lamego, em Évora, em Portalegre, em Guimarães, em Viana do Castelo, em Chaves, em Freixo de Espada à Cinta, em Marco de Canaveses, em Mirandela, na Guarda, em Viseu, em Aveiro, em Espinho, em Santa Maria da Feira, em Paços de Ferreira, em Leiria, em Tomar, e em muitas, muitas outras cidades, do continente e das ilhas. E como tem de ser feito? – Tem de ser feito, numa grande manifestação, simultânea, a exigir a ABOLIÇÃO da tauromaquia. E essa é a melhor, a mais clara e mais forte pressão, para que o Parlamento perceba, de que a tauromaquia tem de ser abolida.

O grande problema, é que não se quer perceber isto, em Portugal. E resultado disso? – A Colômbia avança. Espanha avança. México avança. E Portugal, parado, paradinho. Portugal, enquanto outros avançam, vai ficando cada vez mais para traz. Outros são a Lebre. E Portugal é a tartaruga!

Mário Amorim

A TAUROMAQUIA É A SUPREMA “ARTE” DA COBARDIA, DA ESTUPIDEZ E DA IGNORÂNCIA…

https://i1.wp.com/c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B8305680a/20320197_8r6BP.jpegQuem é capaz de deixar neste estado um animal indefeso, não passa do mais reles cobarde, e quem aplaude “isto” não passa do mais reles monstro.

Em tempos que já lá vão, tempos obscuros, mergulhados na mais profunda ignorância, a tauromaquia era o divertimento de um povo europeu ainda pouco evoluído. Essa barbárie existia na Europa, mas foi sendo banida, à medida que os padrões éticos, morais, culturais e sociais assim o foram exigindo.

Hoje, a prática tauromáquica continua a existir na Europa, mas apenas em três países, em que uma pequena franja da população, nela incluída a classe política, ficou especada nesses tempos sombrios, vá-se lá saber porquê: Espanha, Portugal e algumas regiões do sul de França.

Contudo, também nestes três tristes países, a contestação a este tipo de divertimento medievalesco tem-se feito ouvir, e, nomeadamente em Espanha, centenas de municípios já abandonaram estas práticas que não dignificam o ser humano. De acordo com a listagem divulgada pelo CAS International, foram 109 os municípios espanhóis que já se declararam anti-tauromaquia. O que significa um grande passo em direcção à evolução e à claridade.

Em Portugal as coisas são bem mais lentas, se bem que, também aqui, as actividades tauromáquicas diminuíram consideravelmente. E elas só ainda subsistem, porque existem deputados da Nação (escolhidos a dedo pelos partidos defensores da crueldade e violência contra animais indefesos) que não têm pejo algum em investir nessas actividades trogloditas, os impostos que com tanto custo os portugueses desembolsam. Além disso, contrariam acintosamente as recomendações do Comité dos Direitos das Crianças da ONU.

De acordo com vários estudos e sondagens, são poucos aqueles que defendem activamente a crueldade e a violência cometidas contra animais indefesos, no entanto, é devido à indiferença da maioria e, nomeadamente, da comunicação social, onde, ao que parece, tudo se resolve depois de denunciado, que estas práticas cruéis ainda se mantêm.

É tempo, pois, de acabar com esta crueldade gratuita, para que um pequeno bando de anormais encha os bolsos e se divirta.(Atenção! Isto não é um insulto. É um facto.)

(Atenção! Isto não é um insulto. É um facto.)

Texto baseado neste original:

https://www.facebook.com/Queima.das.Farpas/photos/a.1585670385007976.1073741828.1568326173409064/1650537581854589/?type=1&theater

Fonte: Arco de Almedina

 

 

Uma vergonha para os Açores!

Um dos locais mais belos de Portugal, os Açores, tal como acontece com o continente, é manchado de crueldade, com a existência de tauromaquia.

E tal como a tauromaquia é uma vergonha para o continente, é igualmente uma vergonha para os Açores.

 

 

Ao contrário dos Açores, um outro arquipélago, a Madeira, que é igualmente um dos locais mais belos de Portugal, não contem de tauromaquia. E sempre recusou a ter. Um exemplo que deveria ser seguido pelos Açores.

Basta de tauromaquia em Portugal!

Mário Amorim

Acciones en el mundo contra el toreo en Colombia

CAS en embajada de colombia

Desde varias partes del mundo se solicitó al congreso de Colombia de prohibir las corridas de toros en el país. CAS International hizo lo mismo desde los Países Bajos. La Corte Constitucional de Colombia decidió en febrero que las corridas de toros no pueden ser excepciones en las leyes de protección animal en Colombia. Ahora la corte reconoce que el toreo es maltrato animal. La corte pidió al congreso desarrollar nuevas leyes sobre esta materia. De esta forma se abre la puerta hacia la prohibición de las corridas de toros en el país.

Reunión Embajada La Haya
Colombia Sin Toreo, una coalición nacional de organizaciones sociales y animalistas, está trabajando intensamente con el fin de conseguir la abolición de las corridas de toros en Colombia. Apoyan el proyecto de ley del Ministro de Interior Juan Fernando Cristo, que tiene como objetivo la prohibición de la tauromaquia. CAS International apoya el trabajo de Colombia Sin Toreo.

Con el fin de apoyar públicamente el proyecto de ley del ministro de Interior, entregamos una carta a la embajada de Colombia en la Haya, Países Bajos. El embajador nos recibió y con él tuvimos una conversación. Entre otras cosas hemos expresado nuestro aprecio sobre los desarrollos positivos en Colombia. El embajador hará lo posible para que nuestra carta llegue a las instancias relevantes en Colombia.

Acción Mundial
Por otra parte apoyamos una acción mundial contra la tauromaquia que fue realizada el 18 de febrero. Durante esta acción conmemoramos a los toros y caballos que fueron matados por el sector taurino. Desde Holanda la acción fue celebrada en La Haya, frente al centro político del país. Desde twitter enviamos a varios políticos e instancias relevantes nuestras fotos de la acción con el mensaje que queremos el fin de las corridas de toros. La misma acción fue realizada en varios países, por ejemplo en Francia, Portugal, España, México, Perú y Tailandia. No solo en el extranjero la gente quiere el fin de la tauromaquia, en Colombia el 78% de la población es contraria a la tauromaquia.

Acción Mundial

Atentado plaza de toros Bogotá
El día posterior a nuestra acción hubo un atentado terrorista contra policías en ese momento se encontraban en la plaza de toros. Ese día se iba a realizar una corrida de toros. Durante las últimas semanas hubieron muchas protestas en Bogotá contra el toreo y desafortunadamente varios medios de comunicación tanto desde Colombia como el extranjero dieron la culpa al movimiento antitaurino del atentado. Totalmente erróneo, porque nuestro movimiento es pacifista. Por ejemplo, durante la mañana de atentado hubo en Bogotá una reunión para practicar yoga y meditación por los toros y caballos víctimas del sector taurino. Afortunadamente el alcalde de Bogotá dijo en una rueda de prensa que el movimiento antitaurino no es responsable del atentado. Siempre estaremos en contra de cualquier tipo de violencia.

Fonte: Cas Internacional