ESTUPIDEZ HUMANA Caçadores de troféu posam para foto ao lado de urso polar morto

Foto: Daily Mail/Reprodução

Fotos de caçadores de troféus com os corpos de ursos polares mortos estão sendo usadas para anunciar excursões de caça que custam milhares de dólares, com “altas taxas de sucesso e boa qualidade de troféu” prometidas.

Em viagens de caça organizadas com o propósito de matar uma espécie específica para adicionar à sua “colecção”, os caçadores sedentos de sangue perseguem a enorme presa seu habitat natural, que se torna um alvo fácil.

Muitas vezes, os caçadores de troféus removem as partes do corpo do animal derrotado, às vezes transportando-os ilegalmente para o Reino Unido ou EUA para serem preservados e exibidos em suas casas.

Foto: Daily Mail/Reprodução

Especialistas revelam que em torno de 5 mil animais foram mortos “por desporto” no círculo polar árctico nos últimos anos.

Desde 1995, houve 17 tentativas de importar “troféus” de ursos polares para o Reino Unido, relata o The Mirror.

Acredita-se que um aumento no número de empresas especializadas em caça que oferecem viagens para a região do Círculo Polar Árctico directamente acima do Canadá para clientes no Reino Unido, nos EUA e na China tenha levado ao aumento da tendência preocupante.

Foto: Daily Mail/Reprodução

Eduardo Gonçalves, fundador da Campanha de Proibição da Caça ao Troféu, disse ao The Mirror: “É bem sabido que os ursos polares estão em sério risco de extinção devido à mudança climática”.

“Se quisermos vê-los sobreviver, precisamos parar com esse massacre sem sentido.”

“O governo deve proibir imediatamente a importação de todos os troféus de caça”.

Foto: Daily Mail/Reprodução

Segundo informações do Daily Mail existem vários sites que oferecem a “oportunidade única” de caçar as criaturas majestosas.

Um operador de caça, que declara ter trabalhado com caça polar por 30 anos, explica que usa “sistemas de cotas” implantados pela população inuíte local para atender às necessidades de caça daqueles que estão dispostos a pagar.

O preço publicado para um americano matar um urso polar durante uma excursão de 12 dias é listado como £ 845 (cerca de 1000 dólares) – adicional ao preço da caça listada em £ 36.000 (cerca de 44 mil dólares).

Foto: Daily Mail/Reprodução

O site anuncia a caça como sendo feita com “tendas de parede aquecidas e acampamentos avançados” e oferece um “guia de ursos polares inuit acompanhado de uma equipe de cães durante toda a caçada”.

Foto: Daily Mail/Reprodução

Um taxidermista para o “troféu” do cliente, no caso o urso assassinado, também é recomendado pelo site que escreve: ”o couro do ‘seu’ urso polar, assim como o crânio e osso de baculum serão enviados congelados para um recomendado taxidermista canadense para serem polidos e limpos adequadamente”.

Foto: Daily Mail/Reprodução

Os ursos polares são classificados como “vulneráveis” pela World Wildlife Foundation, que acredita que existam entre 22 mil e 31 mil indivíduos da espécie restantes na natureza.

Fonte: ANDA

ESTUPIDEZ HUMANA Elefantes são explorados em campanha contra apostas durante a Copa do Mundo na Tailândia

Evento similar já havia ocorrido durante a Copa de 2014 mas as autoridades não tomaram nenhum tipo de medida contra os maus tratos

Nove elefantes do Palácio de Elefantes de Ayutthaya em Phra Nakhon Sri Ayutthaya, na Tailândia, foram obrigados a jogar futebol com estudantes da região. Eles participaram de uma campanha contra apostas durante Copa do Mundo 2018, que acontece na Rússia de 14 de junho a 15 de julho.

Antes do torneio covarde, os elefantes tiveram que participar de um desfile no estádio de uma escola local. Considerados “domesticados”, os animais selvagens sofrem diversos maus-tratos para que se comportem de forma tranquila em ambientes barulhento e cheios de pessoas, contrariando seus instintos naturais.

Eles ainda foram pintados com bandeiras de diversos países, e obrigado a participar de uma disputa de chute livre entre elefantes, antes de se juntarem a um jogo com uma equipe de oponentes humanos – atletas jovens da escola.

Elefantes são forçados a jogar futebol

Os animais foram montados por pessoas usando estacas de madeira, com material pontiagudo na ponta, e batiam na cabeça dos animais para que seguissem suas ordens.

A atividade foi realizada na esperança de impulsionar o turismo da província histórica de Ayutthaya e levar as pessoas, especialmente crianças e jovens, a assistir aos jogos da Copa do Mundo nas próximas quatro semanas sem fazendo apostas.

Em 2014, a cidade também promoveu algo parecido, como é possível ver no vídeo. Elefantes sendo montados, pintados e recebendo espetadas na cabeça para correrem

A Tailândia é conhecida pela exploração de animais de prol do turismo, em caso já divulgados de macacos e passeios em elefantes.

Fonte: ANDA

ESTUPIDEZ HUMANA Treinadora passa batom em uma beluga em espetáculo na China

O abuso ocorreu no Sun Asia Ocean World, que já havia recebido um alerta do Peta Asia sobre os tratamentos dos animais

Um vídeo de uma treinadora aplicando maquiagem em uma beluga causou indignação na China. Usuários da web criticaram o comportamento da tratadora. Eles temem que os produtos químicos na composição do produto possam causar danos à saúde do mamífero.

beluga sofrendo abuso para entretenimento

O vídeo em questão foi postado em 9 de junho no Dou Yin (抖 音), um popular aplicativo de vídeo chinês, e viralizou nas redes sociais do país. Nele, a baleia beluga pode ser vista esperando pacientemente enquanto a treinadora desenhava um lábio em sua boca.

A imagem foi postada com uma mensagem se referindo à aparência da beluga, dizendo que o animal tinha ficado “incrivelmente bonito” após a crueldade. A treinadora foi acusado de usar a baleia para se popularizar nas mídias sociais.

Após a revolta dos usuário da plataforma, o vídeo foi excluído de sua postagem original.

“É realmente seguro passar batom em uma baleia? Ela [a treinadora] já pensou sobre isso antes de fazê-lo?” questiona um dos usuários do Dou Yin.

PETA Asia foi notificada do incidente através de um perfil na rede social Weibo, equivalente chinês ao Twitter. A organização disse que já havia flagrado a Sun Asia Ocean World em outros casos de maus-tratos animais. O aquário foi notificado pela Peta por manter as belugas e os golfinhos em tanques rasos, o que poderia representar um perigo para a saúde dos animais.

“Esses mamíferos marinhos têm necessidades sociais e espaciais, e foram encontrados ansiosos e sofrendo em um pequeno espaço”, disse o assessor de imprensa da Peta Asia, Keith Guo.

O Sun Asia Ocean World pediu desculpas ao público pelo incidente, e em um comunicado oficial. O aquário também expressou “profundo remorso” e autocrítica pela má conduta de seus funcionários, e alegou que a treinadora que aparece no vídeo deixou a empresa no mês passado. Ele também explicou que o vídeo foi filmado em 2017 e enviado para Dou Yin por outra pessoa, que não é o treinador em questão.

De acordo com o World Wildlife Fund, as baleias beluga são mamíferos extremamente sociáveis ​​que vivem, caçam e migram juntos em bandos, que variam de alguns indivíduos a centenas de baleias

Existem mais de 200.000 baleias beluga no mundo, afirmou a lista vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza.

Fonte: ANDA