Vídeo mostra touro se aconchegando à pessoa que o resgatou

Foto: YouTube

Touradas são uma forma cruel de entretenimento humano. Nos dias anteriores ao evento, enquanto o toureiro está se alimentando bem e descansando, os touros estão trancafiados em pequenos recintos onde são espancados, privados de comida, e até mesmo drogados, como forma de “preparação”. Antes de uma disputa, esfrega-se vaselina em seus olhos para embaçar a sua visão e despojá-los de sua capacidade de se defender. Após deixarem esta triste existência, são enviados para o consumo humano.

Há uma crença equivocada e disseminada de que os touros explorados em touradas são animais agressivos e naturalmente zangados. No entanto, basta dar uma olhada no vídeo a seguir para ver que isso não é verdade. Esse doce animal foi salvo da indústria de touradas e, pelo jeito como se aconchega ao homem que o resgatou, ele parece incrivelmente feliz por ter sido levado a esse destino pacífico. As informações são do One Green Planet.

A boa notícia é que a direção do sentimento público com relação às touradas está mudando. Na Espanha, onde a tourada é uma tradição, mais de 90 por cento dos espanhóis desaprovam o massacre. Com a audiência diminuindo, turistas agora compõem a maior parte da plateia, mas as pessoas parecem começar a entender que os touros não são os animais selvagens como se anuncia. Espera-se que a conscientização aumente cada vez mais e as pessoas comecem a perceber que eles também têm sentimentos – assim como os bovinos e outros animais criados e mortos para consumo humano.

*É permitida a reprodução total ou parcial desta matéria desde que citada a fonte ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais com o link. Assim você valoriza o trabalho da equipe ANDA formada por jornalistas e profissionais de diversas áreas engajados na causa animal e contribui para um mundo melhor e mais justo.

Fonte: ANDA

***

Infelizmente o que a ANDA descreve neste artigo, é tudo verdade.
O Touro, antes de uma corrida, assim que chega à praça, é brutalizado durante 3 dias, com o intuito de o enfurecer e parecer aqui que não é.
Durante as 48 horas anteriores à corrida, o touro é propositadamente agredido física e psicologicamente nos curros, para posteriormente entrar na arena da praça parecendo aquilo que não é.

Há alguns anos, quando estava no facebook, após uma pesquisa de alguns dias, escrevi na altura um artigo, descrevendo todas as mais selváticas agressões que o touro é vítima antes de uma corrida. A aturada pesquisa que fiz, levou-me a inúmeras paginas portuguesas e estrangeiras, com textos escritos por pessoas que tinham conhecimento do que falavam. Depois, compilei num texto, as informações mais importantes dessas paginas, para um texto que tinha postado na minha pagina do facebook. E esse texto incluía a descrição que a ANDA faz neste artigo.

Porque será que por exemplo em Portugal, nunca foi realizado um documentário, sem censura alguma, de imagem e de som, mostrando todos os momentos do touro, numa praça, não somente durante a corrida, mas também antes e depois de uma corrida. Porque será que tal nunca foi feito? -E a resposta é a simples. É que se tal fosse feito, as pessoas ficariam verdadeiramente horrorizadas, com as agressões, físicas e psicológicas que o touro é vítima, assim que chega à praça. Agressões essas, que a serem mostradas num documentário, não somente as vis agressões que o touro é vítima durante a corrida, mas antes e depois, iriam provocar contra à industria tauromáquica, reacções tremendas. E como é óbvio, eles não querem que tal aconteça, o que como tal, leva a que eles tenham o mais absoluto pavor de revelar publicamente toda a brutalidade que têm contra o touro, não somente durante a corrida, mas também antes e depois de uma corrida, sem qualquer tipo de censura!

Mário Amorim

Anúncios