VIANA DO CASTELO, NÃO TEVE, MAIS UMA VEZ, UM ESPECTÁCULO, MAFIOSO, CRUEL, ASSASSINO E PSICOPATA, CHAMADO TOURADA!

Resultado de imagem para viana do castelo

Ontem, em Viana do Castelo, voltou-se a não realizar um espectáculo mafioso, cruel, assassino e psicopata.

Estou muito feliz, por não ter avido tourada, em Viana do Castelo.

Só é pena, que pelo país fora, muitos outros tribunais, não façam o mesmo.

Assim que outros tribunais, deixarem de permitir, que os mafiosos da tauromaquia, façam o que querem, a tauromaquia será abolida de Portugal.

Está mais do que na hora, de os tribunais, e não apenas o de Braga, pararem os Psicopatas tauromáquicos.

Virá o dia, em que, se eles quiserem touradas, será entre eles, nas praças de touros, a espetar farpas e ferros, uns aos outros!

Viva Viana do Castelo!
Viva o Touro e o Cavalo!
Abolição da tauromaquia em Portugal!

Mário Amorim

Anúncios

Vitória para os touros e cavalos, em Viana do Castelo! Movimento pró-tourada cancela tourada este ano em Viana do Castelo

O movimento “Vianenses pela Liberdade” anunciou hoje o cancelamento, este ano, de uma corrida de touros em Viana do Castelo após o indeferimento, pelo tribunal, de uma providência cautelar para a instalação de uma arena amovível naquela cidade.

Movimento pró-tourada cancela tourada este ano em Viana do Castelo

Em declarações hoje à agência Lusa, o porta-voz daquele grupo de aficionados, José Carlos Durães afirmou que “a corrida de touros anunciada para domingo, na Meadela, foi cancelada” e “na segunda-feira o movimento irá reunir para analisar um eventual recurso da decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga”.

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga indeferiu hoje a providência cautelar interposta pelo movimento “Vianenses pela Liberdade” para a instalação de uma arena amovível para uma tourada a realizar no domingo, num terreno na freguesia de Meadela, na capital do Alto Minho.

De acordo com o despacho judicial, a que a agência Lusa teve acesso, a juíza de turno que julgou o procedimento considerou “totalmente improcedente” a ação movida pelo movimento de aficionados, rejeitando os argumentos invocados de “falta de fundamentação” do indeferimento camarário do passado dia 11, “de violação de direitos fundamentais de acesso à cultura e de livre iniciativa económica, consagrados na nossa Lei Fundamental” e do “uso de manobras dilatórias em violação dos princípios da justiça, da imparcialidade e da boa-fé”.

O recurso para aquela instância resultou do indeferimento, pela Câmara de Viana do Castelo indeferiu, no passado dia 11, do pedido de instalação de uma arena amovível para uma tourada, alegando “incumprimento” de vários regimes de ordenamento do território.

De acordo com o documento, a que a agência Lusa teve acesso, a autarquia alegou “a ausência de um projeto de segurança contra incêndios e medidas de autoproteção, uma vez que se trata de um terreno situado na encosta norte do monte de Santa Luzia, considerada zona de elevado risco de incêndio”.

Do ponto de vista da segurança, relativamente, à prevenção de incêndios florestais, dada a proximidade de um dos limites com a Serra de Santa Luzia, o local apresenta-se como “um dos mais críticos do concelho”, lê-se no documento.

Este ano, a tourada estava anunciada para as 17:00 de domingo, dia dedicado a Nossa Senhora da Agonia e em que se realiza um dos pontos altos da romaria, a procissão ao mar, em honra da padroeira dos pescadores.

Contactada pela Lusa, a porta-voz de um movimento local antitouradas, que marcou para domingo uma manifestação “pacífica” a realizar próximo do local onde estava prevista a corrida de touros, afirmou que a “ação vai manter-se mas em vez de manifestação será um encontro de defensores dos direitos dos animais que irão celebrar o cancelamento da corrida de touros”.

“Serão um grupo de amigos que se vão juntar para gritar ‘viva'”, afirmou Ana Macedo.

Fonte: Notícias ao minuto

***

Esses cobardolas dos Psicopatas Tauromáquicos, enchem a boca com liberdade. E nem reparam na figura triste e ridícula, que fazem, ao invoca-la.

Liberdade?!
– A liberdade está com o touro, de não ser torturado, física e psicologicamente, para que vocês se divirtam.
Querem divertir-se?
– Divirtam-se entre vocês, toureando-se nas praças de touros, e deixem o touro em paz e sossego!

Mário Amorim

TAURICIDAS INSULTAM AS MULHERES DE VIANA

CARTAZ VIANA2.png

Esperemos que a Câmara Municipal de Viana do Castelo não seja cúmplice de tal insulto e impeça que as Vianenses e a Senhora d’Agonia sejam deste modo enlameadas.

Mulheres vianenses, revoltai-vos. Querem homenagear-vos com tortura de Touros.

Digam um rotundo NÃO a este enxovalho.

As mulheres vianenses devem ser homenageadas com flores, poesia e música, e não com esta selvajaria sangrenta com que uns falsos vianenses pretendem ofender-vos.

Os tauricidas acham que as mulheres vianenses são como as mulheres deles, para as homenagearem deste modo tão vil?

Cavalheiros de Viana do Castelo vão permitir que os bárbaros conspurquem as vossas mulheres, com o lixo tauromáquico?

Esperemos que a Lucidez vença a estupidez. Se a estupidez vencer, pobre Viana!!!

Fonte: Arco de Almedina

SE O PRESIDENTE DA CÂMARA DE VIANA DO CASTELO NÃO QUISER, A TOURADA PREVISTA PARA O PRÓXIMO DIA 20 DE AGOSTO NÃO SE REALIZARÁ

É tudo uma questão de coerência.

Quem manda em Viana do Castelo?

Vejamos:

VIANA.jpg

O actual primeiro-ministro de Portugal, no início do seu mandato, questionado no Parlamento sobre a existência das touradas, como costuma fazer a maioria dos políticos, deu uma no cravo e outra na ferradura, dizendo que nos municípios onde é “tradição” a realização de selvajaria tauromáquica, podem decidir pela sua continuidade ou não, assim como, naqueles que não há “tradição”, e aqui referiu-se mesmo a Viana do Castelo, que se declarou Cidade Anti-Tourada, em 2009, pode optar-se pela sua proibição.

Então de que está à espera o senhor Presidente da Câmara de Viana do Castelo?

Se a cidade se declarou Anti-Tourada, há que respeitar esta vontade dos vianenses. Há que respeitar as decisões camarárias. Ou elas existem apenas para inglês ver?

Dizer uma coisa e fazer outra não é honesto.

O primeiro-ministro disse, está dito.

Viana do Castelo não tem de vergar-se a vontades alheias, só porque existe quem permite touradas ilegais pelo país.

Quem manda em Viana são os Vianenses, e estes não querem o lixo tauromáquico na sua cidade anti-tourada.

Ponto final.

E isto devia bastar para que as outras “autoridades” respeitassem a lei.

A realizar-se, esta tourada será ILEGAL.

BASTA de tanta ilegalidade! De tanta impunidade!

Senhor Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, mostre quem manda em Viana.

Não permita que desautorizem a vontade expressa dos Vianenses, nem as decisões municipais.

O que querem fazer em Viana é uma afronta à soberania do município e à vontade do povo de Viana do Castelo.

Este é o momento certo para acabar com esta vergonhosa subserviência a um lobby decadente e corrupto.

Portugal está com Viana e com o seu Presidente.

E eu também estou.

Isabel A. Ferreira

Fonte: Arco de Almedina

NA SENHORA D’AGONIA QUEREMOS TOUROS SEM AGONIA

Chegou-nos a notícia de que deu entrada na Câmara Municipal de Viana do Castelo, um pedido da associação “vianenses pela liberdade” de instalação de uma praça de touros amovível para realização de uma tourada a 20 de Agosto, último dia da Romaria da Senhora d’Agonia.

O que esses falsos vianenses não sabem é que os verdadeiros Vianenses querem Touros sem agonia, na Senhora d’Agonia.

E é o que teremos.

VIANA20747960_10155686295764106_763871717396806133

 TODOS A VIANA DO CASTELO PARA VARRER O LIXO TAUROMÁQUICO

Fonte da imagem.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10155686295764106&set=gm.269419406890074&type=3&theater

O requerimento já se encontra na autarquia para “apreciação”.

José Maria Costa, o seu presidente, dirá de sua justiça.

Bem, já se sabe que Viana do Castelo declarou-se Cidade Anti-Tourada, em 2009, a partir de uma proposta do então presidente da Câmara Municipal, Defensor Moura, dando um passo gigantesco para a modernidade, catapultando Viana para o rol dos municípios civilizacionalmente evoluídos, e que rejeitam esta barbárie, ainda mais para celebrar Senhoras d’Agonia ou outras.

No ano passado, os bárbaros fizeram uma tentativa de invadir Viana com a sua “tropa” medievalesca, mas foram corridos pelo bom senso da autarquia e pela vontade dos Vianenses, e não por terem desistido da tortura, como pretendem, alegando que «não encontraram enquadramento no programa das festas». Como poderiam encontrar tal enquadramento, se a tortura não se enquadra em nada que diga respeito a festas, muito menos de Santas, e ainda menos numa cidade luminosa e iluminada pela luz da civilização?

Pois este ano, irão ser corridos novamente, até porque a Senhora d’Agonia merece ser celebrada com alegria e sem agonia de Touros, e não se conspurca um município anti-tourada, apenas para uns poucos e sempre os mesmos sádicos forasteiros, provenientes de municípios civilizacionalmente atrasados, ali transportados em camionetas pagas com dinheiros públicos, irem dar aso à sua mórbida sede de sangue.

Haja racionalidade.

Mahatma Gandhi encorajava: «Quando uma lei é injusta, o correcto é desobedecer“. E não há lei mais injusta e estúpida do que aquela que permite a tortura de um ser vivo, para diversão de sádicos.

Os verdadeiros Vianenses e todos os seus apoiantes estão mobilizados, e em Viana, touradas, nunca mais.

VIANA.jpg

Fonte da imagem

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10155674989849106&set=gm.267961777035837&type=3&theater

Fonte: Arco de Almedina

 

«ROMARIA D’AGONIA SEM TAUROMAQUIA»

Esta é a palavra de ordem gritada em Viana do Castelo.

Hoje e para sempre.

«A “calendarização” usada como desculpa (pelos “Vianenses pela Liberdade”) para a não tentativa este ano, é absurda e ridícula, uma vez que até durante a Procissão já tentaram realizar touradas em Viana

ROMARIA.jpg

«Mesmo entre os que se assumem como anti tourada é visível uma enorme falta de informação sobre Viana do Castelo. Viana é a única cidade assumidamente anti touradas (desde 2009). A lei nacional é privilegiada em relação à local e os tauricidas aproveitam esse facto para se imporem na cidade, usando meios corruptos e sujos e cuspindo em todas as regras e leis que permitem à camara defender Viana. Fazem-no, perante a passividade daqueles que tem por missão fazer cumprir a lei.

Mas Viana e as suas gentes NÃO aceitam touradas e NÃO ficam impassíveis. Não paramos de lutar, gritar, esbracejar, fazer das fraquezas forças… E temos ganho algumas batalhas. E vamos ganhar a guerra! A “calendarização” usada como desculpa para a não tentativa este ano, é absurda e ridícula uma vez que até durante a Procissão já tentaram realizar touradas em Viana.

O facto é que as touradas perdem força a cada minuto que passa e cabe a cada um de nós analisar o local onde vive e adaptar à sua terra a forma de combater esta chaga que envergonha Portugal.

Não façam como Viana do Castelo… façam “como a Póvoa“, “como Lisboa“, como a terra A ou B. Usem o que sabem sobre a vossa terra e as vossas gentes, transformem as vossas formas de lutar. E aí sim… serão como Viana do Castelo onde a “Romaria É sem tauromaquia“!» (Ana Macedo)

***

«Pela minha perspectiva, uma das provas de que a gente da tauromaquia é realmente mal-intencionada é a insistência em querer realizar touradas em Viana do Castelo. Até poderiam ser “apenas” muito ignorantes, limitados, lunáticos e pensar que os touros e cavalos não sofrem nas touradas (é difícil eu sei, eu não acredito mas vamos supor que é possível carregar um cérebro tão atrofiado), agora, fazer questão de levar touradas a uma cidade que as repudia, onde não há praça de touros, nem público, onde a câmara municipal não as licencia, onde não são bem-vindos e têm de recorrer ao tribunal para impor a sua presença, não há desculpa, revela mau carácter.» (Cláudia Vantacich)

Fonte: Arco de Almedina

ESTE ANO NÃO HAVERÁ TOURADA EM VIANA DO CASTELO

O Grupo Anti-tourada de Viana do Castelo diz que “imperou o bom senso”, e eu acrescento que para tal contribuiu também a decadência em que se encontra esta actividade degradante, que já não interessa nem à mais estúpida das criaturas.

VIANA.jpg

Origem da foto:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10154407137039106&set=gm.919432281501169&type=3&theater

Na passada quinta-feira, os “Vianenses pela Liberdade” (que nem sequer são de Viana) anunciaram que este ano não vão avançar com a tentativa de realizar uma tourada durante a Romaria em Honra de Nossa Senhora da Agonia, devendo-se esta impossibilidade (pasmemo-nos!!!) ao facto de na tarde de 21 de Agosto se realizar o tradicional cortejo histórico etnográfico, como se já não tentassem realizar uma tourada à hora da procissão!!!!!

Chamem-lhe “impossibilidade de enquadrar a selvajaria no programa das festas!!!”. Enganem-se a si próprios.

O que importa é que Viana do Castelo, este ano, não será conspurcada pelo lixo tauromáquico que uma minoria inculta e encruada queria, porque sim, impor a uma cidade que se declarou Anti-Tourada.

13942197_10155105115402586_1758234613_n ANA.jpg

As reacções a esta notícia borbulharam por toda a parte.

Ana Macedo, líder e porta-voz do Grupo Anti-tourada de Viana do Castelo salientou a este propósito que “ganhou o bom senso” e manifestou-se “muito contente” com esta decisão.

«Estamos muitos satisfeitos e desejamos que os aficionados das touradas vivam as festas de Nossa Senhora da Agonia como devem ser vividas, com alegria e amor. A Romaria d’Agonia deve ser vivida sem sobressaltos e sem guerras mas com amor, tal como Viana é conhecida», e acrescentou: “Desejo a esses senhores, que têm feito essa tentativa todos os anos, umas óptimas festas, uma óptima Romaria. Viana é isso mesmo, é alegria, é amor, é a Romaria, não tem nada a ver com tortura nem com maus tratos a animais. Não vale sequer a pena tentarem em Viana”, e deixou um aviso à organização de actividades tauromáquicas: «Se no próximo ano insistirem, cá estaremos».

O porta-voz dos “vianenses”, José Carlos Durães, por sua vez, e numa tentativa de tapar o sol com uma peneira, tentou justificar, deste modo, o recuo deste ano: “Não iríamos conseguir facturar para pagar as despesas. Não vamos dar tiros nos pés“. No entanto assegurou que em 2017 a tourada está prevista realizar-se no dia 20 de Agosto.

Pois sim!

Mas a verdade é outra. Nem este ano, nem em qualquer outro ano, conseguiriam empurrar o lixo tauromáquico com os pés, para dentro de Viana, porque estava tudo a postos para o impedir e, com um grande trunfo na manga, que guardaremos para o ano, se tentarem invadir a cidade.

Acabaram-se os privilégios!

ROMARIA.jpg

Fonte: Arco de Almedina

***

A actividade tauromáquica só interessa a quem quer ser conivente com Mafiosos, com Bárbaros, com Assassinos, com Criminosos, com Psicopatas, com Sociopatas, nada mais. 

A tauromaquia não interessa a pessoas com valores. Não interessa a pessoas de bem. Não interessa a pessoas de bom coração. Para este tipo de pessoas, só há um caminho; a Abolição da tauromaquia!

Mário Amorim