Portugal Após acidente cão fica cinco horas entalado entre duas paredes

Divulgação

De acordo com o que o JN conseguiu apurar, o incidente deu-se por volta das cinco da manhã, depois do animal ter sido atropelado. Ao fugir, o cão ficou entalado entre duas casas, na Rua do Borbulhão, em Valongo.

Os Bombeiros Voluntários de Valongo foram avisados da situação pouco depois, mas tiveram de esperar até às 9 horas para realizarem o salvamento do animal, juntamente com o veterinário municipal.

“Se é um animal que caiu a um poço ou um gato que está numa árvore temos meios para rapidamente o resgatar, mas neste caso concreto o animal estava entalado entre duas paredes”, explicou ao JN Bruno Fonseca, comandante dos Bombeiros Voluntários de Valongo.

A operação, segundo o mesmo responsável, só podia ser feita “num trabalho conjunto com o veterinário municipal”. Operacional que foi avisado da situação quando entrou ao serviço, “por volta das nove horas”.

De acordo com Bruno Fonseca, a solução foi “fazer um corte na parede” e, assim, resgatar o cão. O que veio a acontecer por volta das 10 horas.

“O animal estava cansado e apresentava algumas escoriações”, referiu o comandante que, juntamente com a dona do animal, o transportou até a uma clínica veterinária.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: ANDA

Anúncios