◕_◕ Massacre Turistas matam animais selvagens na África do Sul

Turistas escondem seus rostos antes de embarcar para o massacre. Foto: Wild Heart Wildlife Foundation

Turistas foram fotografados escondendo seus rostos da câmera antes de embarcar em uma caçada bárbara para matar dezenas de animais selvagens na África do Sul.

Eles participaram de “caçada em grupo”, em que os animais são atraídos para áreas abertas, onde os caçadores aguardam com suas armas.

A caça em Limpopo, província sul-africana foi denunciada como um “massacre pré-fabricado” pelos ativistas.

Cerca de 20 caçadores belgas e holandês participaram de uma semana de caça em uma fazenda perto da cidade de Alldays na semana passada.

Fotos mostram “caçadores” alinhados ao longo de 2 quilômetros de terra em roupas chamativas com o intuito de atrair babuínos, javalis, antílopes e outros animais para um campo aberto, onde caçadores os esperavam em plataformas de madeira.

Caçadores vestindo roupas chamativas são responsáveis por atrair os animais na direção dos caçadores. Foto: Wild Heart Wildlife Foundation Caçadores vestindo roupas chamativas são responsáveis por atrair os animais na direção dos caçadores.

De acordo com o The Mirror, cerca de 60 animais foram mortos nos primeiros três dias.

“As pessoas que não estão aqui nunca vão entender quão bárbaro isso é”, afirmou o ativista JC Carrington.

A Sociedade para Prevenção da Crueldade contra os Animais da África do Sul (NSPCA) condenou a caça. “Em 7 de Setembro, centenas de animais selvagens serão mortos em um massacre. Caçadores estrangeiros, na África do Sul, durante uma semana de entretenimento, estarão em plataformas construídas com o propósito de atirar nestes animais aterrorizados. Os animais não têm nenhuma chance de escapar do ataque”, afirmou a NSPCA nas redes sociais.

A chefe de proteção dos animais selvagens da NSPCA, Ainslee Hay, disse que caças em grupo são raras. “Já tínhamos ouvido falar de tais caçadas na Europa, mas esta é a primeira vez que nos deparamos com uma na África do Sul”, afirmou Hay.

Os caçadores aguardam nessas plataformas de madeira. Foto: Wild Heart Wildlife Foundation Os caçadores aguardam nessas plataformas de madeira.

“Oitenta e três seres humanos espalhados por 1 km perseguindo animais inocentes. O som de tiros ecoou apenas alguns minutos mais tarde. Tão triste e repugnante”, disse Paul Oxton, fundador da Wild Heart Wildlife Foundation.

Smaragda Louw, da Ban Animal Trading, chamou de um “massacre pré-fabricado.”

A caçada em grupo surge apenas dois meses após o assassinato do leão Cecil, no Zimbábue, que causou indignação global.

Segundo o porta-voz do Departamento de Assuntos Ambientais de Limpopo, Simon Matume, os caçadores levaram para casa as cabeças dos animais como troféu.

European-Tourists (3)

Fonte: ANDA

***

Absolutamente inqualificável.
Gente MONSTRA!

Anúncios