Tradição nas Ilhas Faroe promove matança de diversas baleias-piloto

Animais são encurralados em baía e mortos por moradores.
Águas ficam vermelhas de sangue; tradição anual foi herdada dos vikings.

Uma tradição anual nas Ilhas Faroe, território pertencente à Dinamarca, promoveu nesta terça-feira (5) a matança de diversas baleias-piloto (Globicephala melaena). (Foto: Andrija Ilic/Reuters)
Uma tradição anual nas Ilhas Faroe, território pertencente à Dinamarca, promoveu nesta terça-feira (5) a matança de diversas baleias-piloto (Globicephala melaena). (Foto: Andrija Ilic/Reuters)

 

Descendentes dos vikings, os moradores das Faroe mantêm a prática do 'Grindadrap' ('caça a baleias', no dialeto local) há vários séculos. (Foto: Andrija Ilic/Reuters)
Descendentes dos vikings, os moradores das Faroe mantêm a prática do ‘Grindadrap’ (‘caça a baleias’, no dialeto local) há vários séculos. (Foto: Andrija Ilic/Reuters)

 

Os animais são encurralados e mortos em uma baía perto de Sandur, na ilha Sandoy. (Foto: Andrija Ilic/Reuters)
Os animais são encurralados e mortos em uma baía perto de Sandur, na ilha Sandoy. (Foto: Andrija Ilic/Reuters)

 

A carne de baleia-piloto já foi uma importante fonte de alimentação nas ilhas. Após a pesca, a carne não é comercializada, e sim distribuída na comunidade. (Foto: Andrija Ilic/Reuters)
A carne de baleia-piloto já foi uma importante fonte de alimentação nas ilhas. Após a pesca, a carne não é comercializada, e sim distribuída na comunidade. (Foto: Andrija Ilic/Reuters)

No ano passado, foram 220 animais mortos, maior número registrado até então no que é localmente considerado um evento. (Foto: Andrija Ilic/Reuters)
No ano passado, a matança bateu recorde. Foram 220 animais mortos, maior número registrado até então no que é localmente considerado um evento. (Foto: Andrija Ilic/Reuters)
Fonte: http://g1.globo.com/natureza/noticia/2012/06/tradicao-nas-ilhas-faroe-promove-matanca-de-diversas-baleias-piloto.html

***

Tradição, tradição, tradição. Sempre a tradição.

Todas as tradições bárbaras. Todas as tradições e todas as práticas, que atentam contra o bem-estar, e contra a vida de outros seres sensíveis, têm de ser radicadas para sempre, do mundo. Tradições e práticas, como o assassinato de baleias e de golfinhos, nas Ilhas Faroé, e em Taiji, no Japão. Os circos com animais. Os espectáculos com baleias, golfinhos e focas. A tauromaquia. A caça. A matança de cães e gatos em países asiáticos, para comida. Todas estas tradições e práticas, e muitas outras que existem, que são igualmente bárbaras, e que atentam contra a bem-estar, e contra a vida de outros seres sensíveis, têm de erradicadas para sempre, no mundo. Não mais pode haver qualquer traço destas práticas, no mundo. O seu desaparecimento tem de ser total!

Mário Amorim

Anúncios