La Junta de Castilla y León deniega la autorización del Toro de la Vega de este año

El Gobierno de Castilla y León ha denegado la autorización del Toro de la Vega 2016, ya que incumple el Decreto Ley aprobado en el mes de mayo.

Toro dela Vega

El Toro de la Vega no volverá a celebrarse. En el día de hoy, la Junta de Castilla y León ha denegado al Ayuntamiento de Tordesillas la autorización del festejo, que había sido registrada hace unas semanas por el alcalde, José Antonio González Poncela.

Desde el Gobierno autonómico interpretan que las bases reguladoras del festejo están derogadas, ya que incumplen el Decreto que prohíbe lancear y dar muerte al toro y, por tanto, no se permite la celebración del festejo.

El Partido Animalista está personado en el expediente de tramitación (denegado en el día de hoy) para seguir puntualmente todo el proceso administrativo.

PACMA ha trabajado durante más de una década por acabar legalmente con este festejo, que se ha convertido en un icono del maltrato animal en nuestro país. Gracias a la presión social, mediática y política, hemos conseguido situar el debate sobre los festejos taurinos en primera línea.

La prohibición del Toro de la Vega marca un antes y un después para la situación de los animales en nuestro país. Continuaremos trabajando por la total abolición de todos los festejos taurinos.

Fonte: PACMA

Anúncios

Mais uma GRANDE vitória vinda de Espanha! conteúdo anda Massacre público de touros com lanças é finalmente proibido na Espanha

bull

Ativistas pelos direitos animais estão comemorando uma vitória histórica na Espanha: o festival Toro de la vega, onde touros são perfurados com lanças até a morte, foi finalmente banido.

As autoridades locais se recusaram a autorizar o evento na cidade medieval de Tordesillas. O parlamento de Castile & Leon já havia proibido recentemente o assassinato de animais em festivais populares, embora as touradas “não-letais” ainda sejam permitidas.

O Partido pelos Direitos Animais (PACMA) comemorou a decisão, que veio dois dias depois que o partido alcançou seu maior número do votos na história nas eleições gerais da Espanha (285 mil).

“Não vamos retroceder agora,” disse Luis Víctor Moreno, vice-presidente do PACMA. “A Espanha precisa continuar sua luta para se tornar parte da Europa realmente civilizada, onde animais não são torturados e mortos pelo entretenimento.”

Os defensores do festival brutal ainda tentam justificar o evento por ser realizado “há mais de 500 anos”, utilizando o argumento cultural para omitir a crueldade de suas práticas.

O Toro de la Vega começava com um touro correndo em disparada pela cidade, sendo perseguido pelos participantes. Assim que o animal saía da cidade, homens armados com lanças o atacavam e perfuravam até a morte.

O massacre foi alvo de protestos nos últimos anos, inclusive do PACMA, que credita a proibição do Toro de la Vega a seus 11 anos de campanha contra o evento.

O grupo continuará lutando para acabar com todos os outros festivais que torturam e exploram animais na Espanha, inclusive as cruéis touradas.

Fonte: ANDA


Mais um grande exemplo que mostra que em Espanha as coisas acontecem. E que em Portugal, não acontece absolutamente nada.

É uma vergonha para Portugal, assistir a vitória, atrás de vitória em Espanha. E em Portugal, não acontecer vitória alguma, depois de Viana do Castelo!

Mário Amorim

TIRANDO OS BONS, OS ESPANHÓIS SÃO DO MAIS CRUEL E PRIMITIVO QUE EXISTE À FACE DA TERRA, NO QUE RESPEITA À TORTURA ANIMAL

LUMINARIAS

TORO DE LA VEJA

TORO JUBILO

BECERRADA

TOURADA

 

Fonte: http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/tirando-os-bons-os-espanhois-sao-do-471314