TOURADAS: O QUE É DO SENSO COMUM E DA RACIONALIDADE

O povo português só tem de suportar governantes aficionados de touradas se não puder correr com eles…

Mas como queremos e podemos, avancemos!

O que se segue é uma compilação do que o senso comum diz sobre a irracionalidade tauromáquica, e que corre nas redes sociais

12079487_488067918031466_4907970813996681188_n BER
Pois … mas o óbvio é apenas óbvio para as mentes evoluídas… As outras, nem repetindo mil vezes conseguem lá chegar…

É o caso dos governantes que, não tendo capacidade para entender o óbvio, insistem em políticas retrógradas e anticivilizacionais.

«Já mais do que uma vez me cruzei com a evidente incapacidade do mundo da tauromaquia encaixar a mais leve crítica, partindo não raras vezes os seus protagonistas para o mais rasteiro insulto.

Curiosamente, os forcados, que eram tidos como os “valentões” da função tauromáquica, do desfile da brutalidade sanguinária (vulgo tourada), na verdade, chegou-se à conclusão de que são uns grandes cobardes, porquanto são eles que, no final, atacam um Touro já moribundo, enfraquecido, a sangrar, despedaçado por dentro e por fora, num sofrimento atroz. E veja-se o que os cobardes lhe fazem:

https://www.facebook.com/banbloodsports/videos/835357963246430/

E leiam o que os estrangeiros dizem a este respeito:

Ban Bloodsports (O nome do grupo significa Banir desportos sanguinários)

One of the bulls tormented and tortured live on Portuguese TV – 4th September 2015. The animal gasps for breath and bleeds from wounds inflicted on his back. Witness the plight of the bulls live at

Um dos touros atormentados e torturados ao vivo na televisão portuguesa – em 4 de Setembro de 2015. Os gemidos do animal para respirar, e o sangue que escorre das feridas que lhe foram infligidas no lombo. Testemunhe-se o sofrimento dos touros ao vivo em

http://www.rtp.pt/play/direto/rtp1

 

Shame on the Portuguese Government for allowing this barbarity to continue.

Quanta vergonha para o governo português por permitir que esta barbárie continue.

***

É normal, que quem gosta desta carnificina ou o pratique seja ele próprio violento com o seu semelhante… Freud explica este desvio comportamental.

É “gente” desta que é condecorada por Cavaco Silva e António Costa, e aplaudida por Paulo Portas, Marcelo Rebelo de Sousa, Gabriela Canavilhas, Elísio Summavielle, Passos Coelho, e tantos outros governantes aficionados, que são a nossa vergonha.

É como diz um amigo meu:

«As condecorações portuguesas não têm qualquer valor, eu já o tenho dito várias vezes. Condecora-se um qualquer desconhecido, para tal, basta ter um amigo influente, e então temos: fadisteiros que não são conhecidos para lá das fronteiras, o autor de um libreco sobre um assunto fútil (e disto temos conhecimento), um conjunto de música de abanar o capacete, que ensaiava numa cave e mal tinha vindo a público, já estava a ser condecorado (isto por influência de um amigo, segundo um membro do conjunto).Tudo isto e muito mais, explica a banalidade em que caíram as condecorações portuguesas.»

***

Festivais de Verão e Touradas

Outro dia, quando eu andava a responder em Tribunal a um processo-crime por ter defendido os Direitos dos Animais Humanos (crianças) e Não Humanos (bezerros) de predadores tauromáquicos, utilizando as palavras correctas para esse tipo de situação, disseram-me o seguinte:

«Amiga, estás a lidar com lóbis poderosos, sinistros, incultos e infelizmente arreigados em tradições de muitas regiões do nosso país, incluindo aqui na minha ilha Terceira. O país está em decadência económica e ética e só com cultura e humanismo atingiremos outros patamares de desenvolvimento. Estou muito pessimista. Isso vai levar gerações..

Não, não levará mais do que a actual geração decadente que está a afundar-se de dia para dia, cada vez mais.

Se observarmos bem, às touradas assistem sempre os mesmos, e apenas aqueles que vivem à custa da tortura animal: ganadeiros e tauricidas mais as respectivas famílias, e um ou outro marialva e betinhos e betinhas do século passado, que por terem nascido e sido criados entre a violência e crueldade têm a tauromaquia impregnada na pele, como uma doença incurável.

Em comparação, os nossos jovens, milhares deles, preferem os Festivais de Música de Verão…

Haja esperança!

***

Os verdadeiros activistas procedem assim:

«Enviei e-mail para esta J. F e publiquei na página deles, o seguinte: São as autarquias que mais têm contribuído para a manutenção da barbárie contra seres sencientes como são os touros !! A permissão por parte dos autarcas da realização de touradas nos espaços por eles geridos e a atribuição de subsídios a esta vergonhosa actividade, com dinheiros públicos (só em 2012 foram 9 milhões de Euros !!!), apenas representa não só uma condenável sujeição ao lobby tauromáquico como uma falta de sensibilidade para com o sofrimento de animais o que é ainda mais vergonhoso e desumano !! Gandhi disse: “O carácter dum povo revela-se pela forma como trata os seus animais”. O carácter de quem promove e/ou autoriza espectáculos como touradas (caso da J. F. de Frejim), leva-me a que nunca visite esse local e desaconselhe todos os meus conhecimentos a visitar-vos!!!» (Carlos Ricardo)

***

A propósito da Ordem dos Médicos Veterinários nada fazer em defesa dos bovinos trucidados futilmente pelos carrascos tauricidas:

«As Ordens não são mais que resquícios do sistema corporativo que a liberdade do 25 de Abril de 1974 não conseguiu abolir! De estrutura e enquadramento jurídico duvidoso se considerarmos que vivemos num país que se quer livre de controlo de exclusividade da profissão, só servem para perpetuar privilégios afrontando quem ouse invadir a esfera da sua competência! A Ordem dos Veterinários tem como missão apenas proceder à inscrição das profissionais de veterinária, esquecendo que a profissão destes deveria ser mais nobre, consistindo em ajudar a salvar os animais e não apenas torná-los prisioneiros do mercenarismo! A Bastonária não serve simplesmente porque não ajuda nem deixa ajudar os animais! É caso para se dizer: não faz, nem deixa fazer!» (Paulo Serrão)

***

Bos Tauros dá uma lição ao homo stupidus, que não pertence propriamente á espécie humana.

***

Nem tudo o que reluz é ouro

Fui insultadíssima no Google, como PORTUGUESA, por um espanhol que se diz NOBRE e AFICIONADO.

O que em nada me afectou, obviamente. Mas é só para dizer que até os espanhóis, que têm tantos telhados de vidro no que respeita à tortura de Touros, arrasam o Portugal pequenino…

O que dirão então os povos mais civilizados!

***

A propósito do meu hábito de responder aos aficionados terceirenses:

Responder a essa “gentinha” é mostrar-lhe um outro modo de ver o mundo. Eles estão tão espartilhados e atados naquele mundinho deles, naquela ilha rodeada de ignorância por todos os lados, que temos o dever de lhes mostrar que o mundo evoluiu e eles ficaram para trás.

Eu sigo algo que aprendi com George Orwell: «Caímos tão fundo que atrever-se a proclamar aquilo que é óbvio, transformou-se no dever de todo o ser inteligente».

Concordo em absoluto com o que diz Orwell.

***

Uma miscelânea de ideias:

*** Quando o mundo estiver livre das touradas, Portugal ainda as praticará, porque com os governantes que temos… a EVOLUÇÃO está comprometida.

*** Os animais humanos irracionais divertem-se com a tortura de animais não humanos racionais.

*** É da qualidade de seres inferiores brincar aos broncos com animais indefesos.

*** «Esta canalha devia ser esterilizada, para não deixar descendência…

A esta gente (não querendo ofender as pessoas normais) dá-se o nome de “projecto que não deu certo“.

Acho mesmo que só acontece nos humanos e nos vegetais.

É assim ………… que Deus os mantenha longe da minha família e dos meus animais.

Dirigir a palavra a esta chungaria demente, é uma perda de tempo. São ervas daninhas que em nada dignificam a espécie humana. São de um baixo nível cultural, de um primitivismo assustador. Como é possível haver gente tão ordinária, tão cobarde, tão reles. Quem serão os pais destes anormais? De que buraco saiu esta gentinha?» (estas palavras são da minha amiga Judite)

***

Aos aficionados que andam sempre a falar em democracia:

Sabem lá eles o que é Democracia!

Nós vivemos numa democraciazinha disfarçada de ditadura nazista, um regime onde os energúmenos se divertem a torturar seres vivos.

*** Esta é a horrenda supremacia humana que escraviza, aprisiona e tortura os restantes seres vivos.

*** Isto nem devia estar a acontecer, porque está mais do que provado, desde Darwin, que animais somos todos nós: os que se dizem humanos e os ditos não humanos. Então porque tratá-los como “coisas”?

***

Sobre a ignorância:

No mundo ainda existe uma senhora chamada Ignorância, que é tão velha, tão velha, que já lhe perdemos a conta dos anos, mas infelizmente ainda vive. E numa época em que o mundo já devia ter regressado ao paraíso primordial…

Eis então a questão que se põe:

Se podemos ir à Lua, porque não podemos ser civilizados?

Fonte: http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/touradas-o-que-e-do-senso-comum-e-da-587745

***

Forcados_COBARDES

Anúncios