Touradas na RTP

Tourada - RTP

Resolvi enviar um mail à ERC.
Deixo aqui o texto do mail que lhes enviei.


Exmo. Senhores, envio este mail, pois não consegui introduzir o código postal neste formulário, http://www.erc.pt/pt/balcao-virtual/formulario-de-participacoes

Exmo. Senhores, envio este mail, para pedir à ERC que tome medidas, para que a RTP, deixe de transmitir touradas, seja em directo, ou em diferido.

A tourada, é uma prática medieval. É uma prática brutal, que já não tem lugar em pleno século 21.

Depois, sabemos que mesmo com a bolinha vermelha no canto, mesmo sendo transmitida a horas tardias, há sempre crianças a ver a transmissão de uma tourada, pela RTP. Crianças essas que vão ficar afectadas por observarem imagens tão violentas. Aconselho a verem este link; http://zap.aeiou.pt/touradas-improprias-para-criancas-15913. E já agora, aconselho a lerem este PDF: http://vitorrodriguespsicologo.weebly.com/uploads/3/5/9/1/3591670/touradas-psi.pdf

A maioria esmagadora dos portugueses são contra a tauromaquia. A maioria esmagadora dos portugueses, querem a abolição da tauromaquia.

Cada vez mais a tauromaquia em Portugal, é contestada.

Desde 2009, que as praças de touros, têm queda abrupta de púbico. O que quer dizer, que cada vez mais portugueses, estão fartos de um espetáculo tão cruel.

Proíbam a RTP de transmitir tourada, seja em directo, ou diferido, respeitando assim a vontade da maioria esmagadora dos portugueses!

Sem mais me despeço!

Com os meus melhores cumprimentos,
Mário Amorim

Anúncios

Parlamento. PAN avança com projeto de lei para proibir touradas na RTP

Diploma prevê proibição de programas prejudiquem crianças. “Designadamente os que contenha pornografia e violência contra animais”

O PAN apresentou um projeto de lei na Assembleia da República para proibir a RTP de transmitir touradas.O PAN argumenta que “a grande maioria dos portugueses já não se revê na prática de atos violentos e atentatórios da integridade física e bem-estar dos animais, como é o caso dos espetáculos tauromáquicos”.Outro dos argumentos utilizados pelo PAN, que elegeu pela primeira um deputado nas últimas eleições legislativas, é que a transmissão de corrida de toiros na televisão pública “revela desconsideração pelos direitos fundamentais das crianças”.

Com o projeto já entregue no parlamento, da autoria de André Silva, o PAN pretende proibir todos “os programas suscetíveis de prejudicar manifesta, séria

e gravemente a livre formação da personalidade de crianças e adolescentes, designadamente os que contenham pornografia e os que contenham violência explicita contra animais”.

O partido de André Silva apresenta ainda um projeto e lei para proibir que os menores de 18 anos possam participar em espetáculos tauromáquicos. A proposta vai no sentido de que “os artistas tauromáquicos e auxiliares devem ter a idade mínima de 18 anos, independentemente de se tratar de atividade profissional ou amadora”.

Fonte: ionline

Artigo imperdivel! Touradas na RTP é negligência social.

Touradas na RTP é negligência social.

Alguém me consegue dar um argumento lógico que justifique o facto de a RTP transmitir touradas? Vá, que seja meio argumento! Com meio já me contento, tal é a estupidez do acontecimento.

Já agora, e enquanto não acabam com a única coisa na TV que consegue ser pior que a Casa dos Segredos, há por aí quem me consiga explicar porque é que as touradas não passam com bolinha vermelha?

Primeiro, e corrijam-me se eu estiver enganado, a RTP continua a ser do Estado e, de uma ou outra forma, uma parte dos nossos impostos vão lá parar. Portanto, cada vez que eu choro por descontar 25% ao passar um recibo verde, por exemplo, posso chorar ainda mais por saber que estou a contribuir forçadamente para aquela barbaridade. Adoro saber que contribuo financeiramente para a não evolução do nosso país. Juro, até me sinto um cidadão melhor.

Depois, e desta vez insultem-me se eu não estiver certo, não é suposto a RTP desempenhar um serviço público com o objectivo de desenvolver o país? Claro que não podemos todos gostar de toda a programação, claro que há conteúdos mais bacocos e com pouco sentido. Mas espetar ferros num touro e fazer disso um espectáculo com direito a transmissão no canal público é como fazer com que toda a gente da vila vá para a praça central aplaudir os escravos a ser chicoteados no pelourinho. A única diferença é cerca de 6 séculos. “Ai! Mas não gostas, não vês, mudas de canal!” – o meu argumento preferido de quem é a favor. Claro, quando eu mudo de canal, o dinheiro dos meus impostos já não vai de certeza para a tortura animal. Problema resolvido. Quando há merda no mundo, fecha-se os olhos e espera-se que passe, não é?

Mas já agora, e enquanto não acabam com a única coisa na TV que consegue ser pior que a Casa dos Segredos, há por aí alguém que me consiga explicar porque é que as touradas não passam com bolinha vermelha no canto superior direito? Se calhar sou eu que estou a ser burro, mas como é que um filme com umas cenas de pancada, perseguições e explosões é mais violento que um homem a cavalo à volta de um touro a espetar-lhe ferros e desprezo enquanto aplaudido por tanto energúmeno? Como é que um filme com cenas de sexo e amor (e sabendo que tão poucas vezes é minimamente explícito) é mais ofensivo para a sociedade que um touro a esvair-se em sangue e dignidade? Perdoem-me se sou obtuso, mas não compreendo como é que ver touradas, ao vivo ou na TV, pode ser benéfico para a aprendizagem de uma criança, ao ponto de nem se dignarem a usar a bolinha vermelha.

Não, filho. Não podes ver o Fight Club porque há socos, sangue e problemáticas existenciais que não vais perceber. Sim, filho. Podes ver os Bastinhas e companhia (reparei que isto parece Batatinha e Companhia, o que até faz todo o sentido) porque há supremacia do Homem, sangue animal e vais perceber que o mundo funciona assim porque é tradição.

Uau, tanto sentido que isto faz.

E por tudo isto e mais alguma coisa, e no meio de tanto valor que a RTP tem, a transmissão de barbáries é uma nódoa que caiu no melhor pano mas que é grande demais para se poder ignorar.

Já chega, RTP. Chega desta negligência social.

Fonte: Sol