TOURADAS E CLIENTELAS POLÍTICAS

Não deixa de ser estranha a indiferença e o alheamento com que a esmagadora dos deputados reagiu a esta exposição nua e crua da tortura animal.”

Editorial do Público a 22 de Julho de 2016.

PAN ::: Pessoas-Animais-Natureza

PÚBLICO.png

Fonte:

Refere o Diário de Notícias:

“Pateada forte na bancada social-democrata”, com o deputado “a fazer o gesto de quem espeta um par de bandarilhas e a lançar um ‘olé!'”.

A ideologia tauromáquica assusta e faz perpetuar uma actividade parasita do Estado, traduzida em numerosos e criativos procedimentos com dinheiros públicos. Vejam a lista:

– Isenção de taxas para ocupação da via pública;

– Mão de obra de funcionários camarários para trabalhos de montagem, manutenção e desmontagem de estruturas de apoio;

– Compra de publicidade;

– Empréstimo de transportes municipais, aluguer de viaturas, cedência de materiais e equipamentos municipais;

-Organização de touradas e festejos taurinos, compra e oferta de bilhetes de corridas;

– Aluguer de touros, contratação de cavaleiros e matadores, subsídios a colectividades tauromáquicas;

– Contratação de serviços de limpeza de ruas e de recintos que receberam eventos tauromáquicos;

– Oferta de almoços e jantares, prémios, condecorações e ofertas;

– Compra de livros alusivos;

– Patrocínio de escolas de toureio, financiamento de casas-museu de matadores de touros;

– Cedência de fracções de imóveis, doação de propriedades;

e

– A cereja no topo do bolo, as faraónicas obras de reabilitação e recuperação de praças de touros, templos da cultura da violência e da morte.

Até quando?

PAN – A causa de tod@s

Fonte: Arco de Almedina

Anúncios