SANTA MARIA DA FEIRA ANTI-TOURADAS

Uma música de intervenção original anti-touradas

Gostei.

«É normal que um anormal faça mal a um animal»

Mas isso faz-se ao animal
isso faz-se ó animal
ah e tal é cultural
diz que é tradicional
é normal que um anormal
faça mal a um animal
numa exibição mortal,
brutal em Portugal

Um macaco do nariz
deste nosso país
a vergonha matriz
o vermelho chafariz
de licras e rendas viris
vindas de Paris
sapatinho de verniz
mas que país infeliz

Alheios ao sofrimento
na bancada de cimento
ao sol e ao vento
aplaudem tormento
que giro, que violento
um evento sangrento
que divertimento
um esvaimento

Refrão:
Mas isso faz-se ao animal?
O animal fez-te algum mal?

Fonte: Arco de Almedina

***

E já agora, este grande tema português, que no que diz respeito à tourada, está absolutamente actual!

Não importa sol ou sombra
camarotes ou barreiras
toureamos ombro a ombro
as feras.

Ninguém nos leva ao engano
toureamos mano a mano
só nos podem causar dano
espera.

Entram guizos chocas e capotes
e mantilhas pretas
entram espadas chifres e derrotes
e alguns poetas
entram bravos cravos e dichotes
porque tudo o mais
são tretas.

Entram vacas depois dos forcados
que não pegam nada.
Soam brados e olés dos nabos
que não pagam nada
e só ficam os peões de brega
cuja profissão
não pega.

Com bandarilhas de esperança
afugentamos a fera
estamos na praça
da Primavera.

Nós vamos pegar o mundo
pelos cornos da desgraça
e fazermos da tristeza
graça.

Entram velhas doidas e turistas
entram excursões
entram benefícios e cronistas
entram aldrabões
entram marialvas e coristas
entram galifões
de crista.

Entram cavaleiros à garupa
do seu heroísmo
entra aquela música maluca
do passodoblismo
entra a aficionada e a caduca
mais o snobismo
e cismo…

Entram empresários moralistas
entram frustrações
entram antiquários e fadistas
e contradições
e entra muito dólar muita gente
que dá lucro as milhões.
E diz o inteligente
que acabaram asa canções.

Anúncios