Nova Zelândia proíbe teste de cosméticos em animais

O Governo da Nova Zelândia aprovou recentemente uma lei que proíbe os testes da indústria cosmética em qualquer tipo de animal. A prática nunca foi comum no país, mas o Governo quis salvaguardar a situação adicionando uma emenda à lei de protecção dos animais do país.

“Segundo o nosso conhecimento, nunca houve qualquer teste de cosméticos em animais na Nova Zelândia, mas esta alteração vai transmitir uma importante mensagem de que este tipo de teste é inaceitável para os neozelandeses e que nunca aqui vai acontecer”, afirma o ministro da Indústria neozelandês, Nathan Guy, em comunicado citado pelo Dodo.

A Nova Zelândia é um país pouco popular para os testes em animais. Uma sondagem recente dá conta que 89% dos neozelandeses inquiridos não suportam este tipo de prática. Os testes de cosméticos – que podem envolver a colocação de toxinas nos olhos dos animais ou a esfrega de produtos na pele – são considerados uma prática cruel para os porquinhos-da-índia, ratos, coelhos e outros pequenos roedores que frequentemente são sujeitos a este tipo de testes.

A emenda restringia originalmente também os testes médicos em animais, mas o parlamento neozelandês voltou atrás nesta proposta, banindo apenas os testes de produtos cosméticos em animais.

A Nova Zelândia junta-se aos 28 países da União Europeia que em 2009 baniram a prática, mas também a Israel, Índia e ao estado de São Paulo, no Brasil, que também proibiram os testes. Actualmente, países como os Estados Unidos, Canadá, Austrália, Taiwan e Brasil estão a equacionar proibir os testes de cosméticos em animais.

Fonte: http://greensavers.sapo.pt/2015/04/02/nova-zelandia-proibe-teste-de-cosmeticos-em-animais/

Anúncios