Ternura Mulher cria cobertores especiais para confortar bebês morcegos que ficaram órfãos

Divulgação

Eles não precisam ser apenas coadjuvantes de filmes de terror,animais domésticos de vampiros ou animais sombrios que lembram o Batman o tempo todo. Sim, os morcegos têm sua dose de fragilidade e sensibilidade, principalmente os que ficaram órfãos ainda bebês. O coração apertou por aí? Pois é! Pensando nisso, a australiana Meg Churches resolveu fundar o Cuddlebatz, um projeto que cria pequenos cobertores especiais para esses filhotes que estão enfrentando uma barra sem suas mamães-morcego.

O Mashable conversou com Meg Churches para entender melhor o que está por trás dessa iniciativa. Meg explicou que muitos morcegos perdem suas mães ainda quando bebês, em Sidney, na Austrália, devido a condições climáticas desfavoráveis (como o calor excessivo) ou ataques de predadores. A sobrevivência desses pequenos, portanto, só é possível com a reprodução do “comportamento” das mães, ainda que artificialmente.

Os cobertores são feitos com um material macio e especial, para “acalmar” aqueles filhotes mais nervosos por conta da separação materna. O resultado é que eles se sentem abraçados pelas asas da mãe, ao serem enrolados nos pequenos mantinhos. Alguns vêm equipados, também, com uma chupetinha, caso o estresse esteja fora de controle. São verdadeiros bebês, né, gente?

A única diferença é que eles ficam de ponta cabeça dentro dos cobertores, desse jeitinho fofo aqui:

Divulgação

Agora, os cobertores de Meg Churches estão sendo utilizados no resgate de bebês órfãos que precisam de ajuda. Nesse vídeo, dá para ver melhor como funciona o “embrulhinho” do morcego. Dá vontade de chorar de tão bonito, se liga! Ah, e se você quiser acompanhar o trabalho de Meg no Facebook, é só clicar aqui.

Fonte: ANDA

Anúncios