Está na altura de perceberem isto, de uma vez por todas!

Tal como disse ontem, os argumentos dos pró-touradas, saíram de uma antiquíssima arca, cheia de teias de aranha. E os pró-touradas repetem esses argumentos como um disco riscado.

Depois, quando confrontados com o dever de apresentarem provas cientificas e éticas, fazem o que fazem sempre; fogem, como se estivessem estado no meio de uma floresta e encontrado um lobisomem. Os pró-touradas têm pavor que lhes falem de apresentarem provas cientificas e éticas. E por essa razão, ano após ano, fogem de as apresentar.

Está na altura de perceberem de que não chega repetirem e repetirem e voltar a repetir os mesmo argumentos, vezes e vezes sem conta. É preciso apresentarem-nos provas cientificas, elaboradas por científicos não ligados à tauromaquia, directa ou indirectamente, científicos que cumpram o código profissional, e não por pseudo cientificos ligados à tauromaquia, como por exemplo o Joaquim Grave!

Mário Amorim

Anúncios