Petição contra a 1.ª Corrida de Toiros de Sta. Eufémia

Leiria
_
Vamos impedir que se realize em Sta. Eufémia a sua 1.ª Corrida de Touros. Não deixem de assinar esta petição!
***
Considerando que:a) A ciência reconhece, inquestionavelmente, a maioria dos animais – incluindo cavalos e touros – como seres sencientes, capazes de sentir dor e prazer, físicos e psicológicos, bem como: sentimentos de medo, angústia, stress e ansiedade;b) As touradas gozam em Portugal de um injustificado regime de excepção legal, uma vez que, o n.º 2, do artigo 3.º, da Lei n.º 92/95 admite que: « 2 – É lícita a realização de touradas, sem prejuízo da indispensabilidade de prévia autorização do espectáculo nos termos gerais e nos estabelecidos nos regulamentos próprios»; contradizendo, frontalmente, com o n.º 1 do artigo 1.º da mesma lei, que declara que: «São proibidas todas as violências injustificadas contra animais, considerando-se como tais os actos consistentes em, sem necessidade, se infligir a morte, o sofrimento cruel e prolongado ou graves lesões a um animal.» – o que é, manifestamente, o caso das touradas;

c) Em pleno séc. XXI as touradas são tradições que não são aceitáveis em termos de evolução de um povo. Sendo que o progressivo abandono de tradições retrógradas, contrárias a um sentido humanista de cultura como aquilo que contribui para nos tornar melhores seres humanos, é o que caracteriza a evolução mental e civilizacional das sociedades e melhor corresponde à sensibilidade contemporânea;

d) A maioria da população portuguesa é contra a tauromaquia, conforme mostra um estudo realizado em 2007, pelo Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do ISCTE;

e) Não existe um único argumento que permita validar que a tortura em nome do entretenimento seja aceitável em termos éticos ou morais;

Pelo exposto, vimos requerer a V.Exa que não permita que estas práticas, e em particular este evento (e outros possivelmente agendados) aconteçam na sua Freguesia pois, ao contrário de as dignificarem, as denigrem aos olhos dos cidadãos leirienses e portugueses, pois violam deveres elementares no que respeita ao nosso relacionamento com os animais, além da própria dignidade e evolução Humana.

Anúncios