Singapura fez a maior apreensão de marfim ilegal da década

https://i0.wp.com/greensavers.sapo.pt/files/marfim_SAPO4.jpg

As autoridades de Singapura aprenderam, este mês, o maior carregamento ilegal de marfim e de outras partes de animais exóticos em mais de uma década. O carregamento, avaliado em €5,3 milhões, provinha do Quénia e tinha como destino o Vietname.

O marfim e partes de animais foram descobertos entre sacos de folhas de chá, dentro de vários contentores. No total, foram apreendidas 1.783 peças de marfim, com um peso de 3,7 toneladas – a maior apreensão desde 2002, quando foram interceptadas cerca de seis toneladas, escreve o Phys.org.

Além do marfim foram ainda encontrados quatro chifres de rinoceronte e 22 dentes de grandes felinos.

O transporte de marfim foi banido em 1989, ao abrigo da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas de Fauna e Flora Selvagens (CITES), da qual Singapura, um dos principais centros de comércio ilegal, é signatária.

Fonte: Greensavers

Anúncios