(◉‿◉) Ação necessária Piloto desvia voo internacional para salvar cão

Foto: CityTV

Segundo a companhia aérea Air Canada, um dos seus pilotos desviou um voo internacional para garantir que um cão viajasse em segurança.

O buldogue francês identificado pelo The Star como Simba, estava viajando no compartimento de carga de um vôo que ia de Tel Aviv, em Israel, para Toronto, no Canadá.

No caminho, no entanto, o piloto não identificado teve um indicador de que um dos aquecedores no porão de carga estava com mau funcionamento.

De acordo com as regras da Air Canada afirmar, a temperatura ambiente mínima é de 10 graus quando se lida com os viajantes caninos.

Segundo o porta-voz da Air Canada, Peter Fitzpatrick, o piloto reconheceu que o porão de carga ficaria em pouco tempo muito mais frio do que isso quando o avião sobrevoasse o Oceano Atlântico e percebeu que o cão poderia não sobreviver.

Por isso, o piloto desviou o avião para Frankfurt, na Alemanha, e transferiu o cão para outro avião. Ele chegou a Toronto com apenas 75 minutos de atraso.

“Embora reconheçamos este foi um inconveniente para os nossos clientes, a reação geral foi positiva, particularmente quando as pessoas compreenderam que o cão estava em perigo potencial, mas seguro devido ao desvio”, afirmou Fitzpatrick em um e-mail.

O cão e seu tutor voltaram a se encontrar no aeroporto de Toronto, onde o homem disse a uma emissora de TV local que Simba era como um filho.

Fonte: ANDA

Anúncios

ASSASSINATO DE SIMBA, O CÃO, ORIGINA ONDA DE REVOLTA E INDIGNAÇÃO

CAÇA, CAÇADORES, CAÇADEIRAS E VINHO GERAM VIOLÊNCIA GRATUITA CONTRA TUDO O QUE SE MEXE NA NATUREZA

Em Idanha-a-Nova um caçador assassinou a tiros Simba, de apenas cinco anos, um acto bárbaro e gratuito que não deve ficar impune.

Todos os dias, algures, um caçador assassina ou a mulher, ou familiares, ou o vizinho, ou animais não humanos indefesos, inocentes e inofensivos.

Isto é algo intolerável, em que é necessário reflectir.

É preciso acabar com esta cultura da morte, porque matar só será legítimo em legítima defesa.

Tudo o resto será assassinato, que deverá ser punido severamente.

EXIGIMOS QUE O ASSASSINO DO SIMBA SEJA PUNIDO

CÃO SIMBA.jpg

Simba tinha cinco anos e morreu nos braços de Andreia, a sua melhor amiga, após ter sido atingido por disparos de uma caçadeira, pertencente a um caçador…

«José Diogo Castiço, 37 anos, de Monsanto (Idanha-a-Nova), tornou a história pública, contando-a no Facebook. O caso causou de imediato uma onda de choque e de revolta em milhares de pessoas e, ontem à noite, a história de Simba já tinha sido partilhada por mais de 14 mil cibernautas. O casal apresentou queixa do crime às autoridades.

Andreia (na foto) tratava dos produtos hortícolas que cultiva quando “ouviu dois disparos, seguidos de um ganido agudo”, contou José ao JN. “Viu o Simba a correr em direcção a ela, a cambalear. Deitou-se no colo dela, tinha o corpo cheio de chumbos e morreu ali”, explica o empresário, que acredita que o animal tenha ido à propriedade do vizinho atraído pelos cães do mesmo, que tinham estado, momentos antes, na quinta de José e Andreia.

Quando José Diogo chegou à propriedade, com a GNR, correu a casa do vizinho. “Disse-me logo que só tinha disparado para o ar, que não o tinha matado, e acrescentou que já tinha avisado o meu cão”, explica o empresário. A arma dos disparos, uma Flober que estava na posse do vizinho, caçador profissional, foi apreendida pelas autoridades e a queixa já seguiu para o Ministério Público.

“Quando o fui enterrar, decidi que o Simba ia ser um símbolo nacional contra os maus-tratos a animais”, adianta o dono do animal.

O PAN – Partido pelos Animais e pela Natureza, já ofereceu apoio jurídico ao casal. José Diogo diz que não quer “nem um tostão”, mas que se vier a receber indemnização a dará a instituições de animais.»

Fonte:

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=4444185

***

Acrescente-se que os caçadores são portadores de um instinto assassino atávico, pois já não tendo mais necessidade de matar para comer, continuam a ter uma apetência anormal para tirar a vida sempre que lhes dá na gana. Sentem uma necessidade de assassinar seres vivos, por mero prazer. E não lhes interessa se é gente humana ou se é “gente” não humana.

Por isso, não se justifica colocar caçadeiras nas mãos destes psicopatas, que sentem um prazer patológico em assassinar seres vivos.

Está mais do que provado que quando uma mulher é assassinada num episódio de violência doméstica, por detrás dessa morte está uma caçadeira e um sujeito avinhado.

Quantas mais mulheres, quantos mais Simbas, quantas mais mortes são necessárias acontecer para que as autoridades portuguesas tomem medidas firmes contra esta política da morte, nas mais variadas modalidades, que apoiam através de leis anti-éticas?

Todos os dias, em Portugal, seres vivos (sejam humanos ou não) são assassinados pelos projécteis disparados de uma caçadeira.

***

EXIGIMOS QUE O ASSASSINO DO SIMBA SEJA PUNIDO

CHEGA DE IMPUNIDADE

CHEGA DE ASSASSINATOS COMETIDOS POR CAÇADORES

EXIGIMOS QUE A CAÇA SEJA BANIDA DA SOCIEDADE PORTUGUESA

***

POR FAVOR, ASSINEM ESTA PETIÇÃO

«FAZER JUSTIÇA PELA MORTE DO SIMBA»

AQUI:

http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT76386