Este é o Silvério. O Silvério acabou, agora mesmo, de ser torturado em Lisboa.

Este é o Silvério. O Silvério acabou, agora mesmo, de ser torturado em Lisboa. Em condições normais, a esta hora estaria a dormir. Mas tendo em conta que continua a ser legalmente permitido torturar animais em praça pública, acabou de ser estraçalhado ao som de aplausos, olés e até música. De seguida, será abatido. Durante o abate, muitas das pessoas que o viram começar a morrer na arena vão estar a celebrar, sabe-se lá o quê, numa discoteca da capital, em que o acesso é gratuito mediante a apresentação do bilhete da tourada. A tortura, e morte, do Silvério contará para as estatísticas. Cada animal que tem o mesmo destino é convertido numa unidade. Seja qual for o somatório anual de todas estas “unidades”, e por mais que seja inferior ao de 2014, os defensores das touradas dirão que 2015 foi “um ano muito bom” para a tauromaquia. Os números vão decrescendo, ano após ano, mas eles dizem sempre a mesma coisa: foi “muito bom; muito bom”! Pena que não consigam entender que este será mais um ano muito mau para os animais. Consola-nos, de alguma forma, saber que somos cada vez mais os que não admitem que se torturem animais. As touradas vão acabar.

Fonte: http://mgranti-touradas.blogspot.pt/

Anúncios