Que o mundo tauromáquico é um mundo cobarde, já todos nós sabemos. Mas por aqui também se vê cobardia do mundo da tauromaquia!

Os defensores da tauromaquia, dizem que o touro não sofre.
Eles, porque não lhes convém, ignoram o facto de que o touro, tem um sistema nervoso central, igual ao nosso. Como tal; o touro, tal como nós, sofre, sente dor, quando leva com todas aquelas bandarilhas no seu lombo.

E fazem esta alegação, sem o provar.
Fazem esta alegação, sem realizarem uma única corrida, não com seis touros, mas com seis defensores da tauromaquia, que entram na arena de uma praça, para estar no lugar do touro. São seis defensores da tauromaquia, que vão sentir na pele, a dor, o sofrimento que o touro sente, quando as bandarilhas se são cravadas.

E porquê que esta corrida não acontece? – Não acontece, porque os defensores da tauromaquia, não passam de uns cobardes.

Se alegam que o touro não sofre. Como palavras leva-as o vento, provem-no.
Deixem-se de cobardia, e provem-no, com o vosso lombo!

Mário Amorim

Anúncios