Conteúdo ANDA Laboratório denunciado por maus-tratos some com cerca de 6 mil animais

Cabra chora por trás de cerca de confinamento no laboratório Santa Cruz Biotechnology. Foto: Humane Society
Cabra chora por trás de cerca de confinamento no laboratório Santa Cruz Biotechnology.

O laboratório americano Santa Cruz Biotechnology, que é o segundo maior fornecedor de anticorpos em escala global, tem uma longa história de atrocidades contra animais em sua unidade central, na Califórnia. A empresa explora centenas de cabras e coelhos, dos quais extrai anticorpos para uso em testes laboratoriais. No entanto, desta vez, durante a última inspeção federal nas suas instalações realizada pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), os fiscais não encontraram violações de bem-estar animal – pois simplesmente não encontraram nenhum animal. As informações são do One Green Planet.

Cabra confinada em espaço muito estreito do laboratório. Foto: Indibay
Cabra confinada em espaço muito estreito do laboratório.

De acordo com relatórios, todos os 2.471 coelhos e as 3.202 cabras desapareceram “misteriosamente” da unidade, exatamente em tempo da mais recente inspeção. Isso ocorre enquanto a companhia se prepara para audiências no USDA a respeito de múltiplas violações de bem-estar animal, que incluem absoluta falta de cuidados veterinários às cabras confinadas no local desde 2013.

Uma história de negligência

Atualmente, o Santa Cruz Biotechnology é alvo de três ações movidas no USDA, resultantes sobretudo de evidências de que a companhia maltrata severamente os animais. Segundo o The New Yorker, a empresa pagou milhares de dólares em multas por dezenas de citações lançadas pelo USDA por suas violações da Lei de Bem Estar Animal desde 2003. Funcionários da agência disseram ter encontrado uma cabra que havia sido mordida por um coiote mas não estava recebendo nenhum tratamento; além disso, havia uma cabra manca que não conseguia chegar até o seu prato de comida, e uma cabra doente deitada sob o sol em uma temperatura de 36°. Em 2013, o USDA também reportou que a companhia estava escondendo um celeiro que abrigava mais de 800 cabras havia mais de dois anos, para exploração, conforme publicado na ocasião pela ANDA.

Cabras em um dos cercados abertos do laboratório em Monterey Bay, Califórnia. Foto: Franslanting
Cabras em um dos cercados abertos do laboratório em Monterey Bay, Califórnia.

Mais recentemente, no dia 7 de julho do ano passado, uma cabra que agonizava foi morta por um tiro de pistola na testa “sem anestesia”, pois não havia um veterinário disponível. De acordo com o Santa Cruz Sentinel, na mesma queixa de 2015, foi registrado que as cabras doentes sofriam de uma série de moléstias que incluíam anemia, perda de peso (uma cabra pesava apenas 13 kg), dermatites, lesões nas pernas, problemas respiratórios e uma mordida de cascavel.

Como esse abuso pode ter continuado por tanto tempo?

Com tantas violações registradas nos últimos 13 anos, é deplorável que nenhuma ação tenha sido tomada antes para fechar essa empresa. Segundo a reportagem, ao invés de ser forçada a cumprir a lei, a rentável companhia levava um “puxão de orelhas” e era autorizada a continuar maltratando os animais.

Em uma reportagem a Nature, o especialista em Direito Animal David Favre comentou que a falta de ação por parte do USDA é inaceitável. “Toda a atitude do departamento girou em torno de ‘dar um tempo’ para que eles consertassem a situação, ao invés de impor punições”, disse Favre, acrescentando que não há justificativas para uma companhia de tal porte não ser capaz de obedecer as leis.

Destino desconhecido

Sobre as cabras e coelhos desaparecidos das instalações, o seu destino é desconhecido. Alguns especialistas acreditam que os animais foram mortos, uma vez que é improvável que milhares de animais reproduzidos em laboratório fossem capazes de conseguir pessoas interessadas em adotá-los ou “comprá-los”.

A New England Anti-Vivisection Society (Sociedade Anti Vivissecção de New England – NEAVS) está exigindo que o USDA suspenda a licença do laboratório, por causa de suas inúmeras violações. Assine a petição para ajudar a cobrar essa ação do USDA. Ajude a fechar o Santa Cruz Biotechnology.

Foto: Petition Site

Fonte: ANDA

Anúncios