Não posso calar o que acho que está profundamente errado em Portugal!

Antes de mais nada, vou colocar aqui neste texto um excerto e depois coloco o link do artigo:

“O projeto de lei (PL) 24/2016 que quer instituir a vaquejada como patrimônio cultural brasileiro vem gerando muita polêmica. E não é para menos, já que tanto a vaquejada com o rodeio são práticas que causam maus tratos aos animais.

Para lutar contra isso, ocorrerão neste domingo, 27, em 38 cidades de todo o Brasil, manifestações em protesto ao PL que quer legitimar a prática da vaquejada. Em 19 estados, as entidades de proteção aos animais já estão organizadas para a manifestação.”

Fonte: https://www.greenme.com.br/informar-se/animais/4553-domingo-27-manifestacoes-no-brasil-contra-rodeios-e-vaquejadas

***

Sempre que se realiza algum protesto contra a tauromaquia, em Portugal, é sempre numa só cidade.

E agora pergunto: é isso que o touro e o cavalo querem?
– Não é. Repito; não é!

O que eles querem é que a sua voz seja ouvida, com a máxima força possível. E jamais uma só cidade o permitirá. O que eles querem; por tanto, é que a sua voz seja ouvida de Norte a Sul do país e Ilhas.

Espero que quem habitualmente organiza protestos contra a tauromaquia, em Portugal, olhe para o exemplo, hoje vivido no Brasil, e de uma vez por todas, corrija o erro, de não dar voz ao touro, e ao cavalo, tal como é vontade deles; por todo o país, num ou mais protestos contra a tauromaquia, no maior numero possível de cidades.

Agora; estou decido, a não calar a minha voz, até que isso se faça, em Portugal.
Vou falar disso, as vezes que forem necessárias, até que isso se faça, em Portugal!

Mário Amorim

Anúncios

CRUELDADE NUNCA MAIS – Espero que esta manifestação, esteja a correr pelo melhor!

Que vergonha!
Que vergonha para Portugal.
Que ensinamento vem do Brasil.
Espero que esta lição de bem lutar contra práticas cruéis, que hoje está a decorrer no Brasil, esteja a correr pelo melhor!

Quando ser quer lutar contra uma pratica cruel, como a vaquejada, e os rodeos, no Brasil, ou a tauromaquia, em Portugal, nas ruas, a luta, não pode ser em uma ou em outra cidade, seja no Brasil, ou em Portugal. Se sequer lutar e vencer, essa luta tem de ocorrer um pouco por todo o país, seja no Brasil, ou em Portugal pois isso, é obedecer à vontade dos nossos irmãos irmãos não-humanos, que a voz deles seja ouvida com força, em todo o país.

Gostaria imenso de poder estar hoje no Brasil, para participar com os nossos irmãos brasileiros, neste grande e correcto protesto.
Não estou fisicamente, mas estou de coração!

Mário Amorim

É JÁ NO PRÓXIMO DOMINGO, DIA 27, QUE ACONTECERÁ NO BRASIL, O QUE TAMBÉM DEVERIA DE ACONTECER EM PORTUGAL

Imagem relacionada

No próximo Domingo, dia 27 de Novembro, os nossos irmãos brasileiros vão sair à rua, por todo o país, em protesto contra os rodeos, e contra as vaquejadas.

Os nossos irmãos brasileiros querem vencer esta causa. E porque a querem vencer, resolveram fazer como tem de ser feito.

No próximo Domingo, dia 27, estarei de coração, com os nossos irmãos brasileiros.

Força, irmãos brasileiros.
Vençam essa luta.
Erradiquem do Brasil, os rodeos e as vaquejadas!

Já em Portugal, em que existe a tauromaquia, tal como diz uma amiga que muito preso “em Portugal, brincasse ao activismo”. E concordo com ela.
Hoje sei que é preciso lutar por fora. Hoje sei que é preciso ser um activista individual, para se ficar a perceber melhor, que o activismo em colectivo, contra a tauromaquia em Portugal, é uma brincadeira.

Não existe uma plataforma a sério, contra a tauromaquia, em Portugal.
Não existe uma plataforma contra a tauromaquia, que tenha delegações por todo o país, e que em consonância com a sede realize manifestações contra a tauromaquia, nas respectivas cidades.

Este ano, foram discutidos, e votados, na Assembleia da Republica, vários projectos lei contra a tauromaquia. Para qualquer deles, não se mobilizou os portugueses que são contra a tauromaquia, pelo país todo, no fim de semana anterior, para pressionar a Assembleia da Republica, a aprovar esses projectos. Limitou-se a esperar que eles fossem discutidos e votados, na Assembleia da Republica. Resultado; foram chumbados.

E agora pergunto; isto é activismo?
– Isto não é nada!

Ou as coisas mudam em Portugal, e passa a existir um verdadeiro activismo contra a tauromaquia, ou quem continuará a ganhar, será quem defende a tauromaquia.

Ou aprendem com os nossos irmãos brasileiros, e realizam em Portugal, nos próximos meses, um protesto por todo o país, contra a tauromaquia, ou quem continuará a ganhar, será quem a defende!

Mário Amorim

Mais uma vez, de um outro país, vem o ensinamento, de como a luta contra os rodeos, vaquejadas e tauromaquia, deve ser feita!

Resultado de imagem para Brasil

Se repararem no vídeo da manifestação de 27 de Novembro, contra os rodeos e contra as vaquejadas, não está assinalado que a manifestação acontece na cidade tal. A manifestação, acontece por tanto, por todo o Brasil.

https://blogcontraatauromaquia.wordpress.com/2016/11/09/crueldade-nunca-mais/

E aqui em Portugal. Alguma vez se fez o mesmo, contra a tauromaquia? – Não. E há muitos anos que me bato por isso!

É assim que a luta contra os rodeos e contra as vaquejadas deve ser feita. É assim que se deve lutar em Portugal, contra a tauromaquia!

Por isso, estou plenamente de acordo com a jornada de protesto contra os rodeos e contra as vaquejadas, de 27 de Novembro, em todo o Brasil.

Está mais do que na hora de em Portugal, se perceba como deve ser feito!
Espero que esta manifestação de 27 de Novembro, por todo o Brasil, faça com que em Portugal, se venha a fazer o mesmo, em 2017, contra a tauromaquia!

Mário Amorim