«QUANDO NÃO TIVEREM FRUTOS COMAM OS TRONCOS» – DIÁLOGO ENTRE UM HOMO SAPIENS E UM HOMO PARVUS

Maria Helena Capeto, uma cientista e escritora que muito prezo, escreveu este curto mas interessantíssimo diálogo, que diz tudo sobre a tentativa que fazemos para passar aos desinformados, as informações necessárias para que evoluam e saiam da ignorância em que estão mergulhados até à ponta dos cabelos.

Porém, a missão torna-se impossível, porque assim como o pior cego é aquele que não quer ver, o pior ignorante é o que, por opção, prefere continuar ignorante.

SAPIENS - PARVUS.png
Homo Sapiens versus Homo Parvus

Sapiens – Não arranques a árvore, colhe só os frutos!

Parvus – Eu quero a árvore toda para mim!

Sapiens – Se não arrancares a árvore todos vão poder comer os frutos, tu incluído.

Parvus – És parvo ou quê? Estão ali mais duas árvores!

Sapiens – Mas se arrancas essa, os teus irmãos também arrancam as outras.

Parvus – E depois?

Sapiens – Depois não há mais frutos para ninguém!

Parvus – Mas nós ficamos com eles, por isso não há problema. É tradição.

Sapiens – Os frutos vão apodrecer e nem vocês vão ter mais.

Parvus – Lá estás tu com as tretas das teorias sempre armado em sabichão! Aprendeste isso onde? Sempre arrancámos as árvores! Não consegues perceber que assim estamos a protegê-las? Se não as arrancássemos já não existiam! Vê se vais aprender alguma coisa de jeito! Se soubesses do que falas ias arrancar as árvores como nós!

Sapiens – Desisto. Quando não tiverem frutos comam os troncos!

Maria Helena Capeto

Fonte: Arco de Almedina

Anúncios