A MINHA FORMA DE FALAR ESTÁ INTEIRAMENTE DE ACORDO COM A PSQUIATRIA E COM A PSIQUIATRIA FORENSE

A minha forma de falar está de acordo com a Psiquiatria e com a Psiquiatria Forense.

Para a Psiquiatria e para a Psiquiatria Forense, quem maltrata animais não-humanos, é Psicopata; Sociopata; Dutopata.
O toureiro a cavalo, é cruel para com o touro e para com o cavalo.
O toureiro a pé, é cruel para com o touro.
O bandarilheiro, é cruel para com o touro.
Os forcados são cruéis para com o touro.
Toda esta crueldade, chama-se Psicopatia; Sociopatia.
Logo, aqueles que são cruéis para com o touro e para com o cavalo, são Psicopatas; Sociopatas. E quem se alegra a ver esta crueldade, nas praças de touros, e nada faz para acabar com ela, é tão Psicopata; Sociopata, quanto eles!
Por tanto; não posso deixar de falar de acordo com a Psiquiatria e com a Psiquiatria Forense!

Mário Amorim

Anúncios

CIENTIFICAMENTE ERRADO. CIENTIFICAMENTE CERTO.

É assim.
Cientificamente; não existem pró-touradas, defensores da tauromaquia, aficionados. Logo, estes termos, não estando de acordo com a ciência, são errados.
Para a Psiquiatria e para a Psicologia Forense, quem maltrata animais, são Psicopatas; Sociopatas; Dutopatas. Logo, estando de acordo com a ciência, os termos certos são Psicopatas; Sociopatas. Pois é o que pela Psiquiatria e pela Psiquiatria Forense, eles são!

Mário Amorim

ASSIM SE DIVERTEM AS BESTAS HUMANAS EM FRANÇA…

…com uma desventurada bezerra incapaz de se levantar e que arrastam sem escrúpulos. Cruelmente.

Só grandes monstros são capazes de praticar tamanha crueldade.

E ainda pretendem ser “gente”?

 

https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fliberaong%2Fvideos%2F923221514528807%2F&show_text=0&width=560

Fonte: Arco de Almedina

DIZER QUE SÃO PSICOPATAS TAUROMAQUICOS, NÃO É DIZER MAL, NÃO É UM INSULTO. É SER CIENTIFICAMENTE CORRECTO!

Resultado de imagem para Psicopatas

Quem acompanha o meu blog, já leu nele, imensos artigos, que apelidam quem maltrata animais não-humanos de Psicopatas, porque o são, de facto.

Vamos lá relembrar!

Na década de 70 do século passado, o FBI, esteve 10 anos a estudar um grupo de assassinos em série. E ao fim desses 10 anos de estudo, o FBI, passou a apelidar quem maltrata animais não-humanos, de Psicopatas, Sociopatas, Dutopatas.
Logo depois a Psiquiatria e a Psiquiatria Forense americana, quiseram confirmar, ou não, os dados do estudo do FBI. Utilizaram os dados do FBI e os seus dados. E confirmaram que o FBI estava absolutamente correcto.

Daí em diante, o FBI, a Psiquiatria, e a Psiquiatria Forense, americana, passaram a referir-se a quem maltrata animais não-humanos, como Psicopatas.

Então; de acordo com a Ciência, o correcto, é apelidar quem gosta de tauromaquia, de Psicopatas tauromáquicos. Não é, por tanto; dizer mal, e nem insultar. É tão só ser cientificamente correcto!

Mário Amorim

BASTA ! STOP TAUROMAQUIA

ESTA É A IMAGEM DE COBARDES QUE ATACAM BEZERRINHOS

São assim os cobardes tauricidas: atacam touros moribundos, atacam bezerrinhos, espetam-lhes picos, ferem-lhes as carnes, sem dó nem piedade, gozam com o atroz sofrimento deles, e depois ofendem-se quando dizemos que não são seres humanos, não são homens, não são nada, não merecem o mínimo respeito, nem tolerância alguma…

E pensar que existem outros cobardes que num hemiciclo e dentro de templos cristãos dão aval a esta barbaridade, que nem o mais primitivo homem das cavernas cometia!

Grandes cobardes! Cruéis trogloditas! Repugnantes criaturas das trevas, amantes da brutalidade!

COBARDE.jpg

Fonte da imagem:

COBARDIA.jpg

Origem da imagem:

Esta cobardia acontece logo que os bezerros nascem. É assim que passam de crias de bovinos a candidatos a touros bravos, ou seja, a bovinos defensivos, que aprendem a defender-se dos seus carrascos e dão a ilusão de “bravos”, mas “bravo” também significa corajoso, destemido, e apesar de todas as torturas que sofrem antes, durante e depois da lide, existem Toros que reúnem as derradeiras forças e mandam desta para melhor os seus carrascos.

Fonte: Arco de Almedina

ALGO QUE OS FILHOS DOS TAURICIDAS DEVIAM APRENDER NUM CONSERVATÓRIO PARA SEREM HOMENS A SÉRIO

Os filhos dos tauricidas, aprendem dos pais, a arte da Psicopatia, da Sociopatia, da tauromaquia.

Se os pais deles, fossem pessoas minimamente conscientes, dos males mentais que aprender a arte da psicopatia, sociopatia da tauromaquia, provoca aos seus filhos, jamais permitiriam tal monstruosidade par eles.
Mas estes pais, já têm a mente tão danificada, que não lhes permite perceber isto!

O lugar dos filhos dos tauricidas, não são as praças de touros, onde são educados, a se tornarem monstros, criminosos, assassinos, psicopatas, sociopatas. O lugar deles, é o teatro, os conservatórios de musica, o desporto!

Mário Amorim


Em vez de andarem em antros de toureio a aprender a ser monstrinhos… e a atacar com fúria desumana indefesos bezerros

Senhores Governantes, Ministro da Cultura, promovam e apoiem as Escolas de Música, ao invés de subsidiarem “escolas” de toureio, mais antros do que escolas, que transformam as crianças em carrascos, sádicos e cobardes.

As crianças, filhas dos aficionados de selvajaria tauromáquica, merecem melhor sorte do que aquela que o Estado Português lhes proporciona.

Fonte: Arco de Almedina