Por minha parte, a partir de agora, será assim!

Resultado de imagem para psicopatia taurina

A partir de agora, deixarei de apelidar, aqui no meu blog, quem defende a tauromaquia, de defensores da tauromaquia, ou de qualquer outro nome, que não seja o que eles na verdade são.
Eles são Psicopatas, Sociopatas. Por tanto, a partir de agora, irei apelida-los sempre de Psicopatas Tauromáquicos, de Sociopatas Tauromáquicos.
Quem maltrata animais não-humanos, na tauromaquia, nos circos com animais não-humanos, nos aquários com golfinhos, baleias e focas, na caça, nas lutas de cães, nas corridas de cães, nos saltos com cavalos, nas corridas de cavalos, são todos Psicopatas. Por tanto; se o são, devem ser referidos como tal. E quem age assim para com animais não-humanos, também age contra contra o animal-humano.

Até aqui, também apelidava os Psicopatas Tauromáquicos de pró-tourada. De defensores da tauromaquia. Mas a partir de agora, isso acabou. Será apenas de Psicopatas Tauromáquicos, Sociopatas Tauromáquicos!

Mário Amorim

Anúncios

ENTÃO NÃO SE VÊ LOGO QUE OS TAURICIDAS TRATAM O TOURO COM IMENSO AMOR???

Que eles sejam parvos e cegos mentais, nada contra.

Agora que queiram fazer-nos de parvos é outra história.

Vargas Llosa é mais um daqueles cegos mentais escolarizados e irracionais, que não vêem um palmo adiante do nariz.

É que para ser psicopata não é necessário ser analfabeto. Basta nascer com coração e cérebro mirrados…

17361720_1493665350643766_5460480338076442937_n.jp
Diz Vargas Llosa: «O touro é tratado com imenso amor, embora os animalistas o ignorem». Só mesmo um cego mental diria tamanha parvoíce.

Fonte:

Fonte: Arco de Almedina

MORTE NA ARENA

Esta imagem é terrível.

Nos olhos do Touro a morte espreita exactamente do mesmo modo que nos olhos do torturador de Touros.

https://i0.wp.com/c8.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/Gb507f199/20274744_BSoD4.pngRepare-se bem: a expressão é a mesma. Animal Touro e animal homem morreram na arena, com uma diferença: O Touro, com honra, porque foi barbaramente torturado, até à morte; o tauricida, desonrado, porque morreu aos cornos do Touro, que cobardemente torturou.

Obviamente não aplaudo a morte do Touro.  Também não aplaudo a morte do carrasco. Mas não serei hipócrita ao ponto de dizer que e a morte do torturador de Touros abala os meus sentimentos.

Não abala. Não sinto nada.

É terrível quando a morte de uma criatura que se assemelha a um ser humano, mas não se comporta como humano, não nos diz nada.

Pelo contrário, a expressão dolorida do Touro esmaga-me.

Esta imagem mostra-nos dois seres que já foram vivos e agora estão mortos e jazem no chão, desfeitos pela mesma morte, que os atacou de modo diferente.

Existe uma diferença brutal no modo como ambos foram mortos.

O Touro, indefeso, que não foi para a arena por sua livre e espontânea vontade, depois de barbaramente torturado, antes e durante a lide, foi morto propositadamente para gáudio de sádicos tauricidas.

O torturador de Touros, que foi para a arena por sua livre e espontânea vontade de torturar e matar um Touro, foi morto porque o Touro, muito legitimamente, reuniu as derradeiras forças para se defender do seu carrasco.

O Touro morreu com Honra. O torturador morreu sem ela.

E é isto que os sádicos aplaudem e que governantes, com cérebros microscópicos, apoiam.

Fonte: Arco de Almedina

O Dr. Paulo Sargento, hoje

abolicao-poster-2o

Hoje, há hora do almoço, no programa da Júlia Pinheiro, o Dr. Paulo Sargento, que é Psicólogo Forense, a comentar uma notícia, falou de quem maltrata animais.
Ele disse, que maltratar animais, é um indicio de Psicopatia, Sociopatia.
Disse que quem maltrata animais, não reconhece que maltrata animais.
Disse também que maltratar animais em criança, é um sinal de perigo para o futuro.

 

Este é um assunto, que já abordei vezes sem conta, aqui no meu blog.

Quem acompanha o meu blog, sabe que eu não me refiro a quem maltrata, física e psicologicamente o touro e o cavalo, numa praça de touros, se não por aquilo que na realidade são; Psicopatas; Sociopatas.

Os toureiros a cavalo, os bandarilheiros, os toureiros a pé, os forcados, quem organiza touradas, e quem cria touros e os manda para as praças de touros, são todos Psicopatas, Sociopatas. Todos eles; uns directa, e outros indirectamente, maltratam física e psicologicamente o touro, numa praça de touros.

Por tanto; abolir a tauromaquia, é também parar com os actos de Psicopatia, de Sociopatia, para com o touro e para com o cavalo, e para com crianças e jovens.

ABOLIÇÃO DA TAUROMAQUIA EM PORTUGAL, JÁ!

Mário Amorim

Gostar de tauromaquia é sinónimo de Psicopatia!

crueldade-para-com-animais-psicopatia-sociopatia

Não são apenas aqueles que maltratam o touro e o cavalo, numa praça de touros, que são Psicopatas. Aqueles que numa praça de touros, são coniventes com eles, observando, aplaudindo, gritando vivas e olés e sem nada fazer para por fim à crueldade, física e psicológica, para com o touro e para com o cavalo, são igualmente Psicopatas.

Por tanto; se gostas de tauromaquia. És conivente com os Psicopatas que maltratam física e psicologicamente o touro e o cavalo. Aplaudes esse maltrato. Gritas vivas e olés. E não fazes nada para por fim ao maltrato físico e psicológico que o touro e o cavalo são vítimas, na arena de uma praça de touros, és Psicopata.

De seguida, vou postar aqui neste artigo, um texto elucidativo.

Recomendo que os Psicopatas tauromáquicos, tanto aqueles que maltratam física e psicologicamente o touro e o cavalo, como os que observam, aplaudem, gritam vivas e olés, o leiam com toda a atenção.

Os sublinhados e itálico são da minha responsabilidade!


Psicopata: O que fazer quando se deparar com um?

Por Fernando Vieira Filho
Psicopatas não são apenas personagens de filmes ou assassinos atrás das grades. A grande maioria vive em sociedade e dificilmente deixa transparecer seu transtorno de personalidade. Entenda a seguir o que é a psicopatia e quais são as características do psicopata.
Psicopatia: o que é?
A psicopatia é um transtorno de personalidade que, segundo estudos, acomete cerca de 3% da população mundial, atingindo mais homens que mulheres. A psicopatia é um estado no qual existe abundância de razão e ausência de emoção. Muitas vezes o indivíduo que tem a psicopatia simula emoções que não sente verdadeiramente com algum objetivo próprio.

Causas

Não se sabe exatamente qual é a causa da psicopatia. Sabe-se que o psicopata tem uma anomalia no funcionamento de uma área específica do cérebro, o córtex pré-frontal (esta região é responsável por levar as emoções ao resto do cérebro e no psicopata ela se apresenta quase sem atividade) e uma atrofia nas amígdalas (estruturas do sistema límbico). Outro fato conhecido é que a psicopatia não é causada por traumas ou eventos ao longo da vida, mas determinada desde o nascimento.
Psicopatia versus Psicose
É comum que se confunda o psicopata com o psicótico. O psicótico é um portador de sofrimento mental que tem problemas no contato com a realidade, distorções, alucinações e manias. Já o psicopata tem um distúrbio de personalidade e não tem problema algum na sua relação com a realidade, ele não alucina, pelo contrário, domina muito bem a realidade e mantem um controle excessivo desta.

Personalidade do psicopata

Autopercepção do psicopata
O psicopata sabe que é diferente, pois se sente superior aos outros. Pessoas que tem esse transtorno de personalidade convivem com um grande vazio interior. Por serem incapazes de sentir emoções, buscam prazer no sofrimento do outro.
Nos relacionamentos
O psicopata na sociedade não é necessariamente um criminoso, mas seu transtorno faz com que ele prejudique outras pessoas de forma emocional, psicológica, social, financeira ou profissional. Quanto mais culta e bem educada é o “alvo” do psicopata, mais sofisticadas é sua forma de ação. Por isso sabe-se que existem diferentes níveis de psicopatia.

Para os psicopatas, não existe certo ou errado.

Um psicopata pode ter uma vida aparentemente “normal”, fingindo ser o que não é, usando diversas máscaras de acordo com o ambiente em que está inserido e seus objetivos nesse local. Tanto é que diferentes pessoas podem ter imagens totalmente diferentes de um mesmo psicopata.
Como é extremamente inteligente, a pessoa psicopata consegue tirar vantagem em quase todas as ocasiões, entrando em cena para localizar alvos interessantes para manipular e servir aos seus propósitos, relacionados com poder, dinheiro ou mesmo sexo.
Como são incapazes de sentir emoções, procuram prazer na tortura física, psicológica e emocional de suas vítimas, por isso, é comum que o psicopata leve suas relações até a destruição dos parceiros. Em consequência, ele está sempre mudando de emprego, de cidade e de parceiro amoroso, até achar um lhe seja vantajoso de alguma forma.
Tendência ao crime
Os psicopatas cometem o crime se essa for a melhor forma ou saída para obter o que ele deseja sem ser descoberto. A polícia através da perícia técnica sabe se um crime é cometido por psicopata ou não pela presença ou ausência de pistas. Um criminoso comum deixa pistas porque se culpa pelo erro cometido e por causa do remorso, busca, de forma absolutamente inconsciente, uma autopunição (Exemplo: ser preso e condenado). O psicopata jamais faria isso, porque ele não sente culpa, remorso ou medo.
Em países de 1º Mundo, como a Suécia, o psicopata criminoso é isolado em presídios específicos, pois ele pode influenciar outros presos, impedindo que eles se recuperem.

Como identificar um psicopata, observando que ela pode se manifestar desde a infância

1º – Atitude aberta de desrespeito por normas, regras e obrigações sociais de forma persistente.
2. – Estabelece relacionamentos com facilidade, é envolvente, fala daquilo que seu interlocutor “quer ouvir”, principalmente quando é do seu interesse.
3. – Baixa tolerância à frustração e facilmente explode em atitudes agressivas e violentas, principalmente quando é surpreendido ou descoberto em pequenos ou grandes delitos.
4. – Incapacidade de assumir culpa ou se responsabilizar pelo que fez de errado, ou de aprender com as punições.
5. – Tendência a culpar os outros ou defender-se com raciocínios lógicos – geralmente, tem uma inteligência acima da média -, porém, improváveis.
6. – Possui um egocentrismo exacerbado.
7. – Emoções superficiais, teatrais e falsas.
8. – Falta de empatia com outros seres humanos, ausência de sentimentos de remorso e de culpa em relação ao seu comportamento.
9. – Sente prazer em maltratar animais.
10. – Uma pessoa geralmente cínica, incapaz de manter uma relação leal e duradoura, manipuladora e incapaz de amar.
11. – É exageradamente mentirosa, sem constrangimento ou vergonha, subestima a insensatez das mentiras, rouba, abusa, trapaceia, manipula dolosamente seus familiares e parentes, coloca em risco a vida de outras pessoas e, decididamente, nunca é capaz de se corrigir.Assim, muitos que estão integrados no meio político, nas polícias estaduais, nas forças armadas, no meio financeiro e no mundo corporativo, podem portar o caráter psicopático.

Quando se deparar com um psicopata o que fazer?

Evite bater de frente, pois eles sempre “invertem o jogo”, de vítima você vira o algoz. Se possível, fuja de sua convivência de forma discreta e tranquila, sem que ele perceba.
Se estiver em litigio judicial, assuma pessoalmente sua defesa, pois eles enganam juristas e jurados.
Caso seja parente próximo, como pais ou filhos, seja firme, tenha sempre um não na ponta da língua. Em dúvida, consulte sempre bons profissionais da área jurídica ou psiquiátrica. E se precisar não hesite recorrer ao auxílio policial.
E sempre orar para não topar com este tipo de ser. E como dizia o psiquiatra e escritor espírita Elias Barbosa: “Para dar jeito no psicopata, só o Cristo”.

Fonte deste texto: Obsessão e as Psicopatologias

TENHO REPULSA

CRUELDADE. Assassinos; Criminosos; Psicopatas; Sociopatas

Tenho repulsa de quem vai para uma praça de touros aplaudir, gritar vivas e óles, ao sangue, à dor, ao sofrimento para com seres sensíveis. Tenho, por tanto repulsa, de quem gosta de tauromaquia.

Quem gosta de tauromaquia, afirma que tem liberdade de ir às touradas. A esta afirmação, respondo da seguinte maneira; quando a liberdade de uns, colide com o direito de outros, de não serem vítimas de crueldade para seu gaudio, essa liberdade não existe.

Tenho repulsa de quem não quer entender, que quem, nas bancadas de uma praça de touros, é conivente com a crueldade, na arena de uma praça de touros, é tão sádico, é tão assassino, é tão criminoso, é tão psicopata, é tão sociopata quanto eles.

As verdades têm que quer ditas.
Por muito que quem gosta de tauromaquia não goste, as verdades têm de ser ditas, ainda mais, quando essas verdades, estão alicerçadas em estudos científicos sobejamente conhecidos.

Sou contra a tauromaquia.
Sou contra de quem gosta de tauromaquia.
Sou pelo touro e pelo cavalo. E jamais irei calar a minha voz, em defesa deles, pois a minha voz, é a voz deles!

Mário Amorim

Absolutamente MONSTRO. A imagem do artigo fala por si! AnimaNaturalis entrega informes sobre el daño al que Fran Rivera ha expuesto a su hija

AnimaNaturalis entrega informes sobre el daño al que Fran Rivera ha expuesto a su hija

Las redes sociales y medios de comunicación se encuentran revolucionados por la ocurrencia del torero Francisco Rivera de posar junto a su hija de cuatro años mientras practicaba con un toro.

Tanto el Defensor del Pueblo Andaluz como el Defensor del Menor en Andalucía están reuniendo información para valorar si se debe actuar ante la fiscalía por este caso. Sin embargo, mientras las instituciones se alertan de los riesgos a los que el torero ha expuesto a su hija, otros toreros han publicado fotos similares a la suya en redes sociales. Toreros de la fama de El Cordobés, Álvaro Oliver, Eduardo DávilaMiura y Andrés Sánchez han cometido la misma falta de criterio que su colega Fran Rivera, y probablemente sean investigados de la misma manera.

Con el fin de actuar responsablemente, AnimaNaturalis ha entregado como apoyo a estas diligencias dos informes acerca de los daños a los niños que significa la cercanía a las corridas de toros y espectáculos de sangre, como la tauromaquia. El primero es un informe de la Organización de Naciones Unidas (ONU) que insta a que los niños no asistan a los festejos taurinos, porque vulnera sus derechos esenciales. Y el segundo, es un estudio de la Universidad Complutense de Madrid sobre los efectos nocivos de presenciar corridas de toros.

“Es especialmente preocupante que los toreros consideren completamente natural exponer a sus hijos a estas prácticas, e incluso lo hagan con orgullo”, expresa Daniela Romero Waldhorn, psicóloga y directora internacional de AnimaNaturalis. “El toreo es un oficio donde se tortura y quita la vida a un animal que los toreros dicen amar y respetar profundamente… eso sólo genera dudas acerca de qué entienden por querer, proteger y respetar a sus propios niños”, agrega.

También la organización recomendó revisar el estudio encargado por el el Defensor del Menor en la Comunidad de Madrid titulado “Posibles repercusiones psicológicas de las corridas de toros en menores de 14 años” (1999).

“La tauromaquia deja al descubierto, entre otras cosas, que existe un abismo entre lo que la sociedad considera mayoritariamente correcto y ético, y lo que los toreros consideran bueno”, expresa Aida Gascón, directora de AnimaNaturalis en España. “Exponer a una niña pequeña de esa manera no se puede defender de ninguna forma, incluso para quienes aún sienten afición a ver cómo se tortura y mata un animal en público”, agrega.

La encuesta online realizada por Ipsos MORI para la organización Word Animal Protection el pasado mes de diciembre de 2015, revela que el 19% de los adultos españoles, de edad comprendida entre los 16-65 años, afirmó que apoyaba la tauromaquia, frente al 58% que se oponían a la misma –tres veces más. Esto supone una fuerte caída si lo comparamos con una encuesta similar realizada también por Ipsos MORI en marzo de 2013, en la que la tauromaquia era respaldada por el 30% de adultos españoles entre los 16-65 años. Es decir, el apoyo a esta actividad ha caído de un 30% a un 19% en menos de 3 años.

Fonte: ANIMANATURALIS

***

Hoje é cada vez mais evidente que a mente dos torturadores do touro e do cavalo, é uma mente PSICOPATA, SOCIOPATA. Só um PSICOPATA, SOCIOPATA, submete, ou permite que o seu filho/a, se envolva no mundo da tauromaquia.
E quando um tauricida faz o que a imagem deste artigo documenta, é um claro indicio de uma mente psicopata, sociopata, pois um psicopata, sociopata, para com animais não-humanos, terá actos psicopatas, sociopatas, para com outros animais-humanos. E neste caso, este tauricida demonstra ser psicopata, sociopata, não apenas para com o pequeno toro, mas também para com a sua própria filha!