Por minha parte, a partir de agora, será assim!

Resultado de imagem para psicopatia taurina

A partir de agora, deixarei de apelidar, aqui no meu blog, quem defende a tauromaquia, de defensores da tauromaquia, ou de qualquer outro nome, que não seja o que eles na verdade são.
Eles são Psicopatas, Sociopatas. Por tanto, a partir de agora, irei apelida-los sempre de Psicopatas Tauromáquicos, de Sociopatas Tauromáquicos.
Quem maltrata animais não-humanos, na tauromaquia, nos circos com animais não-humanos, nos aquários com golfinhos, baleias e focas, na caça, nas lutas de cães, nas corridas de cães, nos saltos com cavalos, nas corridas de cavalos, são todos Psicopatas. Por tanto; se o são, devem ser referidos como tal. E quem age assim para com animais não-humanos, também age contra contra o animal-humano.

Até aqui, também apelidava os Psicopatas Tauromáquicos de pró-tourada. De defensores da tauromaquia. Mas a partir de agora, isso acabou. Será apenas de Psicopatas Tauromáquicos, Sociopatas Tauromáquicos!

Mário Amorim

Anúncios

MORTE DE TOUROS E TOUREIROS NAS ARENAS DEMONSTRA COMO ESTA PRÁTICA É CRUEL E IRRACIONAL

No meu caso, como sou pelo touro, sempre pelo touro, não fico triste, não fico contente, e nem com pena, sempre que um Psicopata tauromáquico fica ferido ou morre. Fico é indiferente.

O touro defende-se de quem é cruel com ele.
O touro, é obrigado a estar na arena de uma praça de touros.
E o Psicopata tauromáquico, enfrenta o touro, porque quer.
Por tanto; se fica ferido ou morre, foi bem feito. Foi o resultado da sua crueldade para com o touro!

Mário Amorim


Eu nem fico contente, nem triste, com a morte de um toureiro na arena. Não comemoro, mas também não choro. É-me indiferente. Quem ataca touros habilita-se a ser agredido, porque é dos animais, quer sejam humanos ou não humanos, defenderem-se instintivamente, quando são atacados.

Um toureiro ataca o Touro porque é sádico, psicopata. O Touro investe sobre o toureiro porque tem o direito de se defender do ataque do seu carrasco.

Por isso, lamentar que morte? A do Touro, obviamente, que não foi para arena por sua livre e espontânea vontade, e porque o Touro não é carrasco, nem cobarde, nem cruel.

MORTE DE TOUREIRO.jpg

Num artigo intitulado «Mortes e feridos nas Praças de Touros» o professor açoriano Teófilo Braga aborda este tema, a propósito da morte do toureiro basco Iván Fandiño, de trinta e seis anos, no passado dia 17 de Junho, no sudoeste de França.

Refere o autor que Fandiño «matava touros, para divertimento de seres pouco humanos, desde os 14 anos de idade. O toureiro foi atingido pelo corno de um touro quando já estava no chão durante uma tourada em Aire-sur-l’Adour».

«De acordo com a agência de notícias EFE, no século XX, morreram 138 profissionais da tauromaquia devido a sofrimentos sofridos nas arenas.

A morte de toureiros não impressiona muito os adeptos da tauromaquia, pois para estes não há bela sem senão, isto é, não há beleza na tauromaquia se aqueles não colocarem em risco as suas vidas.

Os opositores das touradas não reagem de forma uniforme. Com efeito, se há alguns que se regozijam com as mortes, há outros que lamentam o facto e usam-no como um dos argumentos para combater as touradas.

Em relação ao número de mortes, Fernando Alvarez, doutor em biologia pela Universidade de Tulane (E.U.A.), autor do livro “La Verdade Sobre los Toros” não nega que não haja risco, mas considera-o muito baixo, pois os toureiros estão muito bem informados acerca dos handicaps físicos do touro, em termos de visão, que “não vê ou só vê um vulto entre meio metro e um metro de distância e que ataca sobretudo o que está mais perto e em movimento”.

O mesmo autor refere que os toureiros não têm qualquer razão para se vangloriarem dos seus pretensos feitos já que, segundo as estatísticas, muito maior risco correm as pessoas que trabalham nas minas, nos transportes e na construção civil”.

Não me incluo nos que ficam contentes quando alguém fica ferido ou morre numa tourada porque o que desejo é que não haja derramamento de sangue, nem abuso de animais, nem mortes nas praças ou nos matadouros, “às escondidas”, depois das touradas. Teófilo Braga (Correio dos Açores, 31305, 15 de agosto de 2017, p.8).

De acordo com a agência de notícias EFE, no século XX, morreram 138 profissionais da tauromaquia devido a sofrimentos sofridos nas arenas.

A morte de toureiros não impressiona muito os adeptos da tauromaquia, pois para estes não há bela sem senão, isto é, não há beleza na tauromaquia se aqueles não colocarem em risco as suas vidas.

Os opositores das touradas não reagem de forma uniforme. Com efeito, se há alguns que se regozijam com as mortes, há outros que lamentam o facto e usam-no como um dos argumentos para combater as touradas.

Em relação ao número de mortes, Fernando Alvarez, doutor em biologia pela Universidade de Tulane (E.U.A.), autor do livro “La Verdade Sobre los Toros” não nega que não haja risco, mas considera-o muito baixo, pois os toureiros estão muito bem informados acerca dos handicaps físicos do touro, em termos de visão, que “não vê ou só vê um vulto entre meio metro e um metro de distância e que ataca sobretudo o que está mais perto e em movimento”.

O mesmo autor refere que os toureiros não têm qualquer razão para se vangloriarem dos seus pretensos feitos já que, segundo as estatísticas, muito maior risco correm as pessoas que trabalham nas minas, nos transportes e na construção civil”.

Não me incluo nos que ficam contentes quando alguém fica ferido ou morre numa tourada porque o que desejo é que não haja derramamento de sangue, nem abuso de animais, nem mortes nas praças ou nos matadouros, “às escondidas”, depois das touradas» conclui Teófilo Braga.

(in Correio dos Açores, 31305, 15 de Agosto de 2017, p.8)

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1760480257299893&set=a.166480236699911.42193.100000138080317&type=3&theater

Fonte: Arco de Almedina

Mensagem de um Psicopata tauromáquico de nome Gabriel

Recebi esta mensagem, aqui no meu blog:

“Incultos e anti-democratas, FASCISTAS. Ocupem-se dos verdadeiros problemas humanitaires.”
Linguagem habitual dos Psicopatas tauromáquicos.
Como não têm argumentos para defender o indefensável, vêm com este tipo de linguagem!

E para terminar, digo o seguinte, para deixar muito claro:
Este blog, não é para receber mensagens dos tauricidas, dos psicopatas tauromáquicos.
Se querem deixar as vossas mensagens, mostrando o vosso lado psicopata, este blog, não é para isso.

DEIXEM ESTE BLOG EM PAZ, PSICOPATAS TAUROMÁQUICOS!!!

Mário Amorim

O PERFEITO PSICOPATA TAUROMÁQUICO

A tourada é uma reminiscência cruel, perversa e atávica de tempos passados, quando torturar e matar touros era considerado um “espectáculo” mas logo – qual inútil moléstia – cairá no poço profundo da ignomínia, para sempre.

Os demais animais também têm o direito de viver e de não serem torturados.

Por favor: Ajudem a acabar com essa selvajaria!

PSICOPATA.jpg

Fonte:

https://www.facebook.com/groups/230552723711587/778967242203463/?notif_t=group_activity&notif_id=1464950430214683

Fonte: Arco de Almdedina

Psicopata: ele está mais perto do que você pode imaginar

Os psicopatas estão entre nós. Conheçam as principais características daqueles que possuem algum grau de psicopatia.

O psicopata pode estar ao seu lado

De acordo com os estudiosos sobre a psicologia humana, em cada grupo de cem indivíduos existem três a quatro pessoas que possuem algum tipo de psicopatia. Sendo assim é possível afirmar que convivemos diariamente com um psicopata. O psicopata inicialmente se mostra como uma pessoa solícita, simpática, educada, inteligente e extremamente sedutora. Um indivíduo que possui tais características consegue transitar com muita facilidade nas mais diversas esferas da sociedade. Por serem indivíduos considerados “camaleões” e muito sociáveis, fazem parte do dia a dia pessoas, independente da classe social, condição econômica e grau de instrução.

Saibam como identificar o comportamento do psicopata

De acordo com o site da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira – Albert Einstein, o psicopata consegue fazer uma leitura minuciosa do outro, analisando friamente seu ponto fraco, buscando o melhor momento para agir, geralmente quando sua “presa” está mais vulnerável. O psicopata não é capaz de compaixão, culpa ou remorso, não demonstrando qualquer tipo de sentimento verdadeiro. Se preocupa somente com seu bem estar, buscando alcançar seus objetivos a qualquer preço, sem se preocupar com o próximo.

Vejam as principais características do psicopata

  • É uma pessoa que parece ser “perfeita“, quando a conhece superficialmente.
  • Elogia em demasia o outro.
  • Sempre oferece ajuda, mesmo quando não solicitado.
  •  Aproxima-se do outro em momentos de vulnerabilidade.
  • É um grande observador da conduta do outro.
  • É uma pessoa egocêntrica.
  • Ele é incapaz de sentir culpa, remorso, empatia e medo.
  • O psicopata tem natureza transgressora, e se torna agressivo sem motivo aparente.
  • É uma pessoa extremamente eloquente, conseguindo assim a atenção daqueles que o cercam.
  • É sempre muito artificial.
  • Exímio mentiroso, trapaceador nato e manipulador

Diagnosticando o psicopata

É possível realizar o diagnóstico de psicopatia somente após os 18 anos de, idade através do acompanhamento psiquiátrico. Antes disso o indivíduo que apresenta tais características geralmente é considerado uma pessoa com Transtorno de Conduta.

Entretanto, alguns comportamentos na infância podem indicar que o indivíduo, quando se tornar adulto, vá desenvolver algum tipo de psicopatia, saibam quais são os mais comuns:

  • Maltrato a animais.
  • Mentem em demasia.
  • Promovem o Bullying.
  • São avessos as regras.
  • Têm atitudes transgressoras como vandalismo, violência gratuita e roubo.
  • Possuem dificuldades em manter amizades.

É bom deixar claro que nem todo psicopata é um assassino. Existem vários tipos de psicopatias, que podem ser classificadas como leves, moderadas e graves. Como a frieza é uma das suas principais características, e geralmente por sua grande capacidade de persuasão eles podem se tornar empresários bem sucedidos, líderes religiosos, políticos e tantos outros que vivem de roubos, golpes, fraudes e estelionato.

O psicopata quando comente assassinatos é extremamente covarde e cruel. Geralmente suas vítimas são subjugadas e torturadas. Porém existem aqueles que comentem crimes aleatórios somente pelo prazer de matar. Caso encontre alguém com tais comportamentos e características o melhor a se fazer é manter distância.

Fonte: blastingnews

***

Vou destacar apenas umas partes: “O psicopata não é capaz de compaixão, culpa ou remorso, não demonstrando qualquer tipo de sentimento verdadeiro. Se preocupa somente com seu bem estar, buscando alcançar seus objetivos a qualquer preço, sem se preocupar com o próximo.” -Ora nem mais. Os Psicopatas Tauromáquicos não são capazes de compaixão, culpa ou remorso não mostrando qualquer tipo de sentimento verdadeiro. Se preocupa somente com seu bem estar, buscando alcançar seus objetivos a qualquer preço, sem se preocupar com os animais não-humanos que barbaramente tortura na tauromaquia!

  • Maltrato a animais.
  • Mentem em demasia.

Maltratam física e psicologicamente os touros e os cavalos, na tauromaquia.
Mentir é com eles. Eles, por exemplo mentem, dizendo que a tauromaquia subsidiasse a si própria, e que não é subsidiada pelo Estado, pela União Europeia, e pelas Câmaras Municipais. Aliás, eles, não só mentem, como não provam as mentiras!

 

Para saber mais: Crianças Psicopatas

Artigo muito, muito esclarecedor, que pode ser lido aqui:

 http://oaprendizverde.com.br/2012/10/11/pra-saber-mais-criancas-psicopatas/

***

Está mais do que na hora das nossas autoridades e dos nossos legisladores agirem e de uma vez por todas, deixarem de permitir que os Psicopatas, os Sociopatas tauromáquicos, eduquem crianças e jovens até aos 18 anos, para a barbaridade da tauromaquia, e com isso, com o passar dos anos, tornarem-se Psicopatas, Sociopatas, há imagem e semelhança de quem os educou para isso!

Mário Amorim