LIBERDADE Elefante cega cria laços com sua nova manada após ser resgatada de circo

A elefante cega resgatada é Ploy Thong, e foi vista emitindo sons e vibrações que deixam os outros elefantes de sua nova manada saberem que ela estava ali

Não demorou muito para que a nova manada da elefante cega Ploy Thong a notasse. A elefante foi resgatada pela equipe da Save Elephant Foundation (Fundação “Salvem os Elefantes, em tradução literal). Os outros elefantes da manada foram conhecer a nova integrante da equipe, tocando-a com suas trombas de maneira afetuosa.

A equipe da Save Elephant Foundation negociou a liberdade da elefante cega com o homem que tinha a guarda do animal. Com sucesso, ela foi levada para o Elephant Nature Park (Foto: Save Elephant Foundation / Caters)
A equipe da Save Elephant Foundation negociou a liberdade da elefante cega com o homem que tinha a guarda do animal. Com sucesso, ela foi levada para o Elephant Nature Park

O momento, capturado no Elephant Nature Park (Parque Natural dos Elefantes, em tradução literal), na Tailândia, certamente foi um enorme alívio para Ploy Thong, que sofreu anos de torturas antes de ser resgatada cega dos dois olhos. A elefante Ploy Thong tem cerca de 30 anos de idade.

Ploy costumava carregar turistas em suas costas na região de Pattaya, na Tailândia, por 16 anos. Antes disso, a elefante cega sofreu trabalhando como atração em um circo.

A nova manada estava intrigada com a chegada de Ploy Thong, a elefante cega resgatada. (Foto: Save Elephant Foundation / Caters)
A nova manada estava intrigada com a chegada de Ploy Thong, a elefante cega resgatada.

A equipe da Save Elephant Foundation negociou a liberdade da elefante cega com o homem que tinha a guarda do animal. Com sucesso, ela foi levada para o Elephant Nature Park, em Chiang Mai, onde aconteceu a incrível primeira interação com sua nova manada, em fevereiro de 2018. Em entrevista ao Metro UK, a equipe do Parque Natural dos Elefantes disse: ‘Ploy Thong é mais um elefante que decidimos resgatar”.

‘Mesmo cega, ela transportava turistas todos os dias. Ela usava sua tromba para farejar o caminho enquanto o turista andava em suas costas.  Agora, sua jornada para a liberdade começa”, disseram.

Fonte: ANDA