HORROR Parque inicia captura de bisões em programa de extermínio em massa

Oficiais começaram a polêmica operação de captura de bisões no Yellowstone National Park, nos Estados Unidos

Atualmente, existem 96 bisões encurralados nas instalações do Stephens Creek, do lado de fora de Gardiner e na entrada norte para Yellowstone.

Alguns serão mantidos em quarentena e outros serão transferidos para tribos nativas americanas e enviados para matadouros.

A instalação é o mesmo lugar onde uma cerca foi cortada para permitir a fuga de 52 animais em Janeiro. Não foram feitas acusações nesse incidente e a cerca foi consertada.

A captura e o envio de bisões para matadouros fazem parte do Plano de Cooperação de Controle de Bisões estabelecido entre funcionários estaduais e federais com o objetivo de reduzir a população de bisões no parque.

Durante o inverno, as autoridades planejam matar de 600 a 900 animais, enviando-os a matadouros e autorizando a caça pública e tribal. O relatório mais recente afirma que caçadores tribais e públicos mataram 91 bisontes no parque.

Yellowstone abriga cerca de 4.800 bisões. O estado de Montana, onde os animais migram durante o inverno para fora do parque em áreas próximas a Gardiner e West Yellowstone, possui uma tolerância limitada para as migrações dos animais do parque devido ao medo da disseminação da doença brucelose, que pode matar bois e vacas explorados por fazendeiros. A mesma doença atinge os alces da região.

De acordo com o Billings Gazette, as operações de captura e transporte para matadouros de bisões podem continuar até março, dependendo do número de animais.

As informações sobre o número de animais que são capturados, e caçados são a cada duas semanas pelo site do IBMP.

Fonte: ANDA

Resultado de imagem para Bisontes

Nota: Bisões?
É Bisontes e não Bisões!