Conteúdo ANDA Parque da China usa animais vivos como alvo em “jogo de argolas”

Foto: CEN/Daily Mail

Animais em minúsculas gaiolas estão sendo usados como parte de um jogo de atirar argolas em um parque da China.

Os “apostadores” são instados a jogar argolas de plástico sobre as gaiolas que contêm variedades de animais, na cidade de Guanghan, que fica na província de Sichuan, segundo reporta a Huanqiu.com, afiliada do Daily Online. Se conseguirem acertar a gaiola, eles ganham um bicho de pelúcia.

Foto: CEN/Daily Mail

Fotos do jogo no Yan Han Park despertaram um acalorado debate online no país, com muitas pessoas apontando o fato do mesmo ser cruel para com os animais.

Em um canto do parque, mais de 20 gaiolas coloridas são colocadas ordenadamente no chão.

Foto: CEN/Daily Mail

Dentro das pequenas gaiolas de metal estão diferentes animais incluindo coelhos, patos, tartarugas e pequenos pássaros.

Eles permanecem debaixo do sol quente, sem nenhuma sombra, e no topo das gaiolas são postas imensas pedras para impedir que os mesmos fujam.

Foto: CEN/Daily Mail

A mídia chinesa descreveu os animais como “apáticos sob o sol, completamente drenados de energia”.

Um visitante falou com um repórter local e sugeriu que o jogo é tão cruel que não deveria ser permitida a participação de crianças.

Foto: CEN/Daily Mail

Segundo o Daily Mail, os animais foram vistos assustados, cheios de medo e ansiosos por escapar, em meio ao ruído alto das argolas de plástico que batiam nas gaiolas. Infelizmente, eles não conseguem fugir.

A partir das fotos, pode-se perceber que as argolas são muito pequenas diante do tamanho das gaiolas, o que aumenta ainda mais o estresse dos animais pois cada pessoa acaba fazendo diversas tentativas.

Foto: CEN/Daily Mail

No entanto, parece que a crueldade contra os animais está desencorajando os visitantes a participar do “jogo”.

Muitos chineses estão indo ao Weibo, rede social da China que equivale ao Twitter, para descrever a prática como algo repugnante e cruel.

Até então, não há relatos de intervenção por parte das autoridades.

Foto: CEN/Daily Mail

Fonte: ANDA

Anúncios