Papa Francisco fala em defesa dos direitos animais

Foto: Reprodução Internet

Em uma carta recente, o papa implorou ao mundo que reconheça as tristes verdades sobre a interferência humana no meio ambiente e sobre os danos terríveis causados aos seres vivos, incluindo os animais, segundo informações de reportagem do site The Dodo.

O papa afirma que seres humanos e animais estão todos interconectados:

“Temos um só coração, e as mesmas mazelas que nos levam a maltratar um animal logo se manifestarão no nosso relacionamento com outras pessoas. Todo ato de crueldade contra qualquer criatura é contrário à dignidade humana.”

Mais adiante, o papa Francisco aborda temas graves como a devastação ecológica:

Seres humanos causam a extinção em massa de animais

“Por nossa causa, milhares de espécies cessarão de dar glória a Deus pelo simples fato de existirem, deixarão de levar sua mensagem até nós. Não temos esse direito.”

Menções divinas à parte, a mensagem do papa ressoa entre cientistas e quaisquer pessoas que apreciem a biodiversidade do planeta e que estejam cientes dos efeitos da atividade humana. O papa pede que as pessoas e governos demonstrem respeito pelas espécies, levando em conta a maneira como as tratamos.

Os seres humanos precisam assumir responsabilidade pelas consequências de suas ações

“Quando se avalia o impacto ambiental de um projeto, normalmente se preocupam com os efeitos sobre o solo, água e ar, mas poucos estudos cuidadosos são feitos acerca do impacto sobre a biodiversidade, como se o prejuízo a espécies de plantas e animais fosse de pequena importância. (…) Como resultado, algumas espécies enfrentam o risco de extinção.”

O papa diz que os empreendimentos econômicos da humanidade sobrepujam as necessidades básicas de animais e plantas. O sumo pontífice repudiou aqueles que priorizam ganhos financeiros em relação ao bem-estar dos animais.

Animais são seres sencientes, não são propriedade

“Não é o bastante encarar espécies diferentes como ‘recursos’ em potencial para ser explorados, sem enxergar o fato de que eles têm valor por si mesmos. ”

Apesar de os animais serem muito explorados pelos humanos, o papa distingue entre usos apropriados e violações flagrantes da dignidade animal.

O papa, cujo nome de nascença é Jorge Mario Bergoglio, explica também porque escolheu Francisco como nome pontifício.

Todos podemos aprender com o inspirador do nome do papa: São Francisco, o santo padroeiro dos animais

“Sua reação ao mundo que o cercava ia muito além da apreciação intelectual ou do cálculo econômico, para ele, toda e qualquer criatura era uma irmã, com quem estava unido por vínculos de afeto… Tal convicção não pode ser descartada como romantismo ingênuo, pois ela afeta as escolhas que determinam nosso comportamento.”

As fábulas contam que São Francisco pregava para animais silvestres, especialmente pássaros. O papa espelha essa reverência por todos os organismos terrestres e defende a seriedade da posição do santo.

Estamos todos conectados uns aos outros

“Tudo está relacionado, e nós seres humanos estamos unidos como irmãs e irmãos numa peregrinação maravilhosa, unidos pelo amor que Deus tem por cada uma de suas criaturas e que também nos une numa calorosa afeição com os irmãos sol, lua, rio e com a mãe terra.”

Humanos, animais e o planeta são um só. Se a opinião do papa soa familiar, deve ser porque ele não foi o primeiro ser humano a transmitir essa mensagem tão importante. Em 2015, o papa Francisco aderiu a uma tradição de pregadores que sentiram amor pelos animais.

Fonte: ANDA

***

A igreja católica portuguesa, apoia a Tauromaquia. Espero que estas palavras do Papa Francisco, venham a fazer com que a igreja católica portuguesa, deixe de apoiar, a selvática, assina e psicopata prática, chamada Tauromaquia!

Anúncios