conteúdo anda Organizadores de rodeio proibido por Ação Pública da ANDA lançam festa sem crueldade

fazenda

A Ação Civil Pública movida pela ANDA na última semana contra a realização de um rodeio em Jacareí, SP, conquistou grandes vitórias para os direitos animais: o rodeio foi proibido e os organizadores decidiram criar um evento livre de crueldade animal.

A juíza da Vara da Fazenda Pública de Jacareí – SP concedeu liminar em uma Ação Civil Pública movida pela ANDA, protocolada pelo advogado José Eduardo de Vieira Mattos, proibindo o rodeio que seria realizado no último fim de semana.

Diante da proibição, os responsáveis pela Fazenda Coleginho resolveram substituir a exploração animal por um touro mecânico, garantindo a diversão dos participantes sem causar dor e sofrimento a outros seres.

O Encontro dos Amigos na Fazenda Coleginho será realizado neste sábado (1º) e contará com 4 bandas ao vivo e mais uma atração surpresa. A atitude dos organizadores merece ser parabenizada, pois a mudança valoriza o clima de confraternização da festa e representa uma escolha compassiva em defesa dos animais.

Poucos ativistas pelos direitos animais conhecem o decreto estadual nº 40.400, de 24 de outubro de 1995, assinado pelo então governador Mário Covas,  que em seu artigo 1º, parágrafo XIII, determina que rodeios são proibidos em perímetro urbano. A ANDA utilizou este decreto, a Lei de Crimes Ambientais e a Declaração Universal dos Direitos dos Animais para impedir o rodeio, e qualquer pessoa pode mover uma ação semelhante .

“Caso um rodeio seja realizado na sua cidade e em perímetro urbano, procure um promotor levando o cartaz de divulgação do evento, comprovando que o será realizado em área urbana. Para ganhar mais visibilidade, crie um grupo no Facebook e peça ajuda para advogados da causa animal. A lei existe e deve ser cumprida, cabe a nós darmos voz aos animais lutando por seus direitos”, explica o ativista Sérgio Carvalho.

Fonte: ANDA

Anúncios