Operação Spirit of Freedom Leões resgatados de circo no Peru aguardam transferência para santuário

Leão Simba, antes de ter sido resgatado. Foto: ADI
Leão Simba, antes de ter sido resgatado.

Os leões que foram resgatados recentemente de um circo no Peru pela ONG Animal Defense International (ADI) agora aguardam para serem levados de helicóptero para a África do Sul no próximo mês, onde serão abrigados no santuário Emoya Big Cat, em Joanesburgo. As informações são do Daily Mail.
O resgate fez parte de uma grande operação da ADI no mundo todo, chamada “Operation Spirit of Freedom”, na qual mais de 90 animais já foram recuperados.
Leoa Rapunzel, também resgatada na operação que já apreendeu mais de 10 circos da América do Sul. Foto: ADI
Leoa Rapunzel, também resgatada na operação que já apreendeu mais de 10 circos da América do Sul.Jan Creamer, presidente da ADI e que liderou a missão de resgate no Peru, disse: “Estamos muito satisfeitos por esses leões que tanto sofreram estarem indo para a sua casa na África, local ao qual eles pertencem”.“O clima e o ambiente são perfeitos para eles. Quando visitamos o Emoya Big Cat, soubemos que esse seria um sonho tornado realidade para a ADI e, mais importante, para esses leões”, explicou Creamer.Leão Ricardo deita para descansar após ser resgatado. Foto: ADI
Leão que ficara cego devido a maus tratos, agora chamado de Joseph.Segundo a reportagem, ele também tinha uma fratura em seus dentes caninos inferiores, o que o deixou em agonia silenciosa por anos.Savannah Heuser, fundador da Emoya Big Cat Sanctuary, acrescentou: “A mudança que está sendo oferecida a estes 33 leões vai alterar radicalmente as suas vidas, que foram violentamente desperdiçadas em gaiolas minúsculas horríveis e na prática de atos estúpidos de circo, e eu não posso sequer imaginar os intermináveis ​​dias de sofrimento que estes animais tiveram de suportar”.Richard, outro leão que estava sem um dos olhos. Foto: ADI
Ricardo, outro leão que estava sem um dos olhos.

Eles têm muito tempo perdido para compensar, e irão viver o resto de suas vidas em um habitat natural, o mais próximo possível da liberdade”.Mais de 50 animais nativos selvagens – incluindo ursos, seis espécies de macacos, quatis, kinkajous e um puma – estão sendo transferidos aos poucos para dois santuários da Amazônia como parte de um enorme programa de recuperação.

Leoa Amazonas recebe água dos ativistas antes de ser resgatada de outro circo, na operação. Foto: ADI
Leoa Amazonas recebe água dos ativistas antes de ser resgatada de outro circo, na operação.
http://www.dailymail.co.uk/embed/video/1210867.html

Fonte: ANDA

 

Anúncios