Novas regras para praças desmontáveis podem afastar tourada das aldeias

Obrigatoriedade de curros nas praças desmontáveis coloca sérios problemas à continuação deste espectáculo.

Com a obrigatoriedade das praças desmontáveis terem curros para os toiros, a realização de touradas em localidades sem praças fixas está comprometida.

O MIRANTE esteve na 2.ª Grande Corrida de Toiros de Casével, Santarém, e falou com o veterinário da IGAC – Inspecção Geral das Actividades Culturais, José Luís Cruz, que admitiu que a obrigatoriedade de curros nas praças desmontáveis coloca sérios problemas à continuação deste espectáculo.

Sobre a corrida da freguesia do concelho de Santarém, revelou ainda que só à meia-noite é que foi conseguida a legalização da praça, a 17 horas do espectáculo. Esta foi a primeira corrida com a obrigatoriedade de curros.

O director de corrida de Casével, afirmou que as condições estarão sempre garantidas: “são obrigatórios curros fixos, mas também têm de ser amovíveis para que possam ser retiradas do local para outros espectáculos e isto implica mais infra-estruturas e mais trabalho”.

Pedro Reinhardt admite que as localidades sem praça fixa poderão estar em risco de vir a ter mais corridas, apesar de sublinhar que ainda é prematuro chegar a essa conclusão.

Fonte: omirante.pt

Anúncios