O CAVALO LUSITANO Á UMA DAS MARAVILHAS DE PORTUGAL, MAS O QUE FAZEM COM ELE É UM CRIME CONSENTIDO

Um Cavalo magnífico que o homem usou e abusou, e continua a usar e abusar. Um Cavalo que nasceu LIVRE e o homem condenou-o a uma vida de constante tortura.

O que aqui se diz sobre o Cavalo Lusitano é uma vergonha para a Humanidade.

Escravizar, deste modo, um ser tão magnífico devia ser crime. E é crime. Um crime consentido.

O Cavalo Lusitano é uma MARAVILHA de Portugal.

Mas o que fazem com ele é a VERGONHA de Portugal.

Morrem cerca de 200 cavalos, anualmente, nas arenas. Por vezes, ficam esventrados, e têm de suportar os ferimentos causados pelas esporas, os puxões das rédeas, que lhes afectam a cervical, o freio atravessado sobre a língua, e as feridas que este lhes provoca nos lábios, gengivas, palato. Os pré-molares quebram-se, os ossos nasais deslocam-se, etc. etc., etc.

Os montadores de Cavalos afirmam que os “amam muito“…

O que não fariam se os odiassem…!!!

Nas corridas de Cavalos acontece o mesmo. Eles sofrem horrores. E muitos morrem por motivos vários.

Bem como quando são utilizados para puxar carroças e charretes.

Quando é que é alterada a Lei nº 69/2014, de 29 de Agosto, que se esqueceu de que os Cavalos também são animais como nós, como os cães, como os gatos?…

São seres extremamente sensíveis, para serem tratados deste modo BRUTO.

Apenas os BRUTOS acham que os Cavalos gostam de arreios… de serem montados, de serem (ab)usados deste modo ignóbil.

Fonte: Arco de Almedina

Anúncios