HOSPITAL DA ILHA TERCEIRA NÃO PODERÁ ACEITAR DINHEIRO SUJO DE SANGUE DE INOCENTES SERES VIVOS QUE IRÃO SER TORTURADOS EM SEU NOME

A tertúlia tauromáquica terceirense não desiste

Depois de a Liga Portuguesa Contra o Cancro ter recusado dinheiro sujo de sangue, esta TTT pretende entregar a receita sangrenta da tortura de Touros ao Serviço de Epidemiologia e Biologia Molecular do Hospital da Ilha Terceira

Vamos dizer novamente NÃO!

HospitalSantoEspirito_FS_01[1] HOSPITAL TERCEIRA.j

A Direcção do Núcleo da Liga Portuguesa Contra o Cancro dos Açores demite-se em bloco

Em conferência de imprensa, Gonçalo Forjaz, presidente da direcção do Núcleo dos Açores da LPCC, afirmou não se rever na tomada de posição da direcção nacional, que proibiu o núcleo regional de participar numa corrida de touros agendada para a ilha Terceira, e esta manhã demitiu-se em bloco.

No que a direcção nacional fez muito bem, pois dinheiros sujos de sangue não podem ser utilizados em serviços hospitalares a seres humanos que sofrem.

Gonçalo Forjaz esclareceu ainda que a direcção nacional tinha sido informada, em Dezembro, da realização desta corrida de touros, cujas receitas reverteriam para a Liga Contra o Cancro.

Sabemos que se não tivéssemos gritado a nossa repulsa por tal atitude, talvez o Núcleo dos Açores da LPCC tivesse beneficiado deste dinheiro ensanguentado.

Mas o bom senso e a razão falou mais alto.

A corrida de touros, iniciativa conjunta da TTT e do Núcleo dos Açores da Liga Portuguesa Contra o Cancro, foi contestada veementemente por várias Associações de Amigos dos Animais e por abolicionistas apostados em acabar com esta vergonha nacional, levando a direcção nacional da Liga a proibir tal ignomínia.

Entretanto, a tertúlia tauromáquica da Ilha Terceira, teimando em levar adiante a vergonhosa realização de uma tourada para fazer caridadezinha, pensando que com isso diminui a má fama que tem, já veio a público dizer que a tourada irá realizar-se e que a receita dessa selvajaria será entregue ao Serviço de Epidemiologia e Biologia Molecular do Hospital da Ilha Terceira.

A demissão da Direcção do Núcleo dos Açores da Liga Portuguesa Contra o Cancro foi bastante acertada, pois demonstrou não servir para dirigir tão nobre instituição.

Foi saudável que a direcção nacional da LPCC se apartasse destas iniciativas sangrentas e primitivas que só desprestigiam Portugal e quem se envolve nelas.

Agora resta ao Serviço de Epidemiologia e Biologia Molecular do Hospital da Ilha Terceira seguir os passos da Liga Portuguesa Contra o Cancro e RECUSAR receber um dinheiro que resultará da tortura de seres sencientes, carnificina que se realizará em nome dessa instituição hospitalar.

Quanto à TTT não é de esperar outra coisa de quem não evoluiu e só sabe de tortura, violência, crueldade e muitos €€€€€€€€€€ para os bolsos dos ganadeiros.

É lamentável que a ilha Terceira continue especada no tempo das trevas.

Esperamos que os responsáveis pelo Serviço de Epidemiologia e Biologia Molecular do Hospital da Ilha Terceira tenham a hombridade de não conspurcar esta instituição.

Fontes:
http://www.rtp.pt/acores/sociedade/direcao-da-liga-contra-o-cancro-demite-se-em-bloco-nos-acores-_50298

http://www.rtp.pt/acores/sociedade/direcao-da-liga-contra-o-cancro-demite-se-em-bloco-nos-acores-_50298#sthash.owyLFcI1.dpuf

Fonte: Arco de Almedina

Anúncios