NOVA VIDA Chimpanzé bebê é resgatada de traficantes e demonstra gratidão a socorristas

Uma chimpanzé órfã foi resgatada de traficantes na Libéria e demonstrou muito afeto e carinho aos seus cuidadores, aparentemente feliz por estar a salvo

Uma chimpanzé bebê foi resgatada do tráfico cruel de animais, na Libéria, e agora só consegue demonstrar gratidão aos seus socorristas por estar sã e salva.

Bebê chimpanzé
Bebê chimpanzé resgatada

Chamada carinhosamente de Gaia, a chimpanzé perdeu sua mãe, que foi morta por carne de caça. Esses belos primatas são traficados como animais domésticos ou para fins de caça, o que perpetua o cruel e terrível tráfico de animais.

Na natureza, as chimpanzés que são mães fazem contato visual com seus bebês mais de 20 vezes em uma única hora, se conectando com sua cria, e geralmente passam seus dias com seus filhotes, agarrados a eles. Dessa forma, com a morte de sua mãe, Gaia certamente sentiu solidão e tristeza.

Bebê chimpanzé
A bebê chimpanzé Gaia dorme nos braços de socorrista no santuário em que está após o resgate

Felizmente, Gaia foi socorrida pela Liberia Chimpanzee Rescue & Protection (LCRP), organização de resgate a animais violentados e vítima do tráfico e violência.

O intuito da organização é dar aos chimpanzés órfãos do brutal e ilegal comércio de carne de animais selvagens da Libéria um lugar seguro para crescer e aumentar a conscientização sobre as ameaças a esses incríveis animais. Agora, Gaia vive feliz no santuário da LCRP.
Em comunicado no Facebook, a LCRP escreveu: “Gaia é um exemplo perfeito de porquê pedimos às pessoas que respeitem as leis e nunca comprem animais silvestres”, reforçando a maldade do tráfico destes animais.

Nova vida

Gaia tinha pouco menos de dois meses quando chegou à LCRP, pouco antes do Dia das Mães, e em um dia que tinha um significado especial para uma das socorristas, Jenny: o aniversário do dia em que ela perdeu a própria mãe, cujo nome era Gaia.

Assim, Jenny nomeou a bebê chimpanzé de Gaia e a manteve por perto, fornecendo amor e proteção. Jenny começou a dar a Gaia a maternidade que ela tanto precisava, como um lugar confortável para dormir.

Bebê chimpanzé
A chimpanzé Gaia e sua cuidadora, Jenny. Após se recuperar, Gaia começará a interagir com os outros chimpanzés do santuário

A bebê chimpanzé quase imediatamente começou a fazer aquele importante contato visual com Jenny. “Ela está perto de mim 24 horas por dia”, contou Jenny em entrevista ao The Dodo.

“Chimpanzés da idade de Gaia não choram – eles não precisam”, explicou a socorrista e cuidadora de chimpanzés no Facebook. “Eles são abraçados pela mãe que atende a todas as suas necessidades 24 horas por dia. Nós tentamos o nosso melhor para reproduzir isso no santuário da LCRP“.

Bebê chimpanzé
A chimpanzé Gaia é brincalhona e demonstra gratidão e carinho aos socorristas

Depois de apenas alguns dias no santuário, recebendo constante amor e conforto, Gaia já parecia estar em um espírito muito mais brilhante. Após se recuperar, a bebê chimpanzé começará a interagir com outros chimpanzés resgatados no santuário.

Fonte: ANDA

Anúncios