Maldade Pombos morrem expostos ao sol em armadilha em Vila Franca de Xira, Portugal

pombos

Estrutura para capturar pombos foi colocada no telhado do Museu Municipal de Vila Franca de Xira

Foi colocada uma estrutura para capturar pombos no telhado do Museu Municipal de Vila Franca de Xira. A jaula está a indignar munícipes, que se queixam de ver os animais a “morrerem ao sol”. Um dos vizinhos da gaiola, Sérgio Messias, garante que as aves são atraídas para a estrutura com comida “e já não saem, ficando ali até morrer, ao sol e sem água”.

“Já não consigo ir à janela do meu quarto e ver isto todos os dias. Nem consigo dormir de noite, tal é a aflição dos animais a tentar sair e a embater nos ferros”, confessa o morador, que vê a gaiola da janela do quarto e assegura que os animais ficam lá durante vários dias.

Em fotografias enviadas para o CM, pode ver-se uma estrutura que permite a entrada (mas não a saída) dos animais e onde figuram diversos pombos, dois dos quais já mortos, sem indicação visual de qualquer recipiente com água. Vê-se, no entanto, comida espalhada pelo chão.

Susana Santos, da assessoria de imprensa da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, confirma ao CM que a autarquia decidiu “levar a cabo medidas de controlo” da espécie “nas áreas urbanas”, devido aos “prejuízos para a saúde pública, ambiente e patrimônio” que o “aumento exponencial de pombos no concelho está a provocar”.

Optaram, explica, por “estruturas que permitem a relocalização” das aves, medida que está ainda “em fase experimental”, mas que está a ser “devidamente monitorizada”. “A monitorização é diária”, acrescenta, adiantando que “é colocada comida e água e são seguidas recomendações da Direção-Geral da Alimentação e Veterinária”.

Fica por saber para onde são relocalizados os animais capturados.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: ANDA

Anúncios