Conteúdo anda Marca de molho de soja Kikkoman anuncia fim de testes em animais

Foto: iStock

Depois de uma forte campanha do PETA que incluiu mais de 100.000 emails de protesto, inúmeros posts críticos em mídias sociais, matérias na imprensa e ligações para os escritórios da companhia, Kikkoman – a marca de molho de soja mais popular dos EUA e Japão – pôs fim na sua prática prolongada de testes em animais. A companhia anunciou que “A Kikkoman firmou um compromisso de que mais nenhum teste em animal será praticado.”

A nova política, postada no site da companhia, declara: “Agora, a Kikkoman está comprometida com uma abordagem sem uso de animais para testar a segurança de nossos produtos quando usamos métodos biológicos. A Kikkoman está introduzindo e desenvolvendo métodos de teste sem animais, e não conduz nenhum teste em animais em nenhuma de suas linhas de produtos.”

Por mais de 15 anos, a Kikkoman conduziu experimentos onde animais foram cortados abertos, alimentados à força com soja e outros produtos, expostos à radiação e decapitados para fazer alegações de saúde duvidosas – incluindo sobre comportamento sexual – mesmo as autoridades afirmando claramente que experimentos em animais não podem ser usadas para fundamentar alegações de saúde sobre comida.

Ao aceitar banir testes em animais e se comprometendo a desenvolver métodos de testes sem uso de animais, a Kikkoman agora se tornou um modelo a ser seguido por outras companhias de comida e bebidas que ainda conduzem testes em animais, mesmo com métodos mais humanos e precisos disponíveis.

A Kikkoman se juntou à uma lista crescente de companhias – incluindo a Coca-Cola, PepsiCo e Barilla – que trabalharam junto à PETA para acabar com testes em animais.

Fonte: ANDA

Anúncios