Milhares protestaram nas ruas de Madrid por uma Espanha sem touradas

susana vera Reuters

manifestação madrid 2

manifestação madrid

Milhares de espanhóis estiveram ontem em protesto nas ruas de Madrid, reivindicando o fim das touradas, depois de há dias terem sido bem-sucedidos a proibir uma tourada que culminava com a morte do animal em arena.

Em plena Praça Puerta del Sol, bem no centro de Madrid, palavras de ordem como “tourear, escola de crueldade” ou “tourada, vergonha nacional” eram ditas em alto e bom som, escritas nos muitos cartazes empenhados.

Organizada pelo Partido Animalista (PACMA), a manifestação terminou com os apelos da porta-voz do partido, Silvia Barquero, para o “fim de todos os espectáculos taurinos e festividades sangrentas”.

Depois de comemorar a maior manifestação anti-touradas da história, o PACMA quer converter esta data num evento anual até conseguirem a abolição das touradas no país.

A região da Catalunha (noroeste) proibiu a tourada em 2012. Vários presidentes de câmaras e regiões adoptaram medidas para deixarem de subsidiar as touradas, ou mesmo proibi-las.

Segundo o jornal El País, em 2015 foram organizadas na Espanha 1.736 corridas e festas taurinas profissionais, 132 a menos do que em 2014. As festas populares são as mais numerosas com 16.383 eventos a acontecer no país, no ano passado.

Fonte: Greensavers

Anúncios