Cão levou tiro na cabeça e foi abandonado

Apresenta um enorme buraco na cabeça, que pode ter sido provocado por um tiro, e inúmeras feridas no corpo.

“Jim”, assim batizado, foi socorrido por elementos daquela organização, no domingo, na zona de Mateus, e levado para o Hospital Veterinário de Trás-os-Montes, onde permanece internado. Para além daqueles ferimentos, apresentava várias cicatrizes antigas, encontrava-se muito desidratado, magro e com pneumonia.

“É incrível como o cão sobreviveu a tão maus-tratos”, disse, ao JN, António Brandão, daquela plataforma de Vila Real, acrescentando que, “segundo os veterinários que o atenderam, o buraco já teria pelo menos uma semana”.

“Jim” está estável

A organização avisa logo no início do vídeo, que pode ser visto na página da Plataforma Animal oficial no Facebook, que contém imagens que podem chocar os mais sensíveis. Mesmo assim, a divulgação é necessária para “conseguir apoios para ajudar a pagar os tratamentos dos muitos animais salvos e angariar candidatos à sua adoção”.

Neste momento, “Jim” encontra-se “estável, consegue andar e tem apetite”, mas António Brandão adianta que “a sua situação é grave e não existem nenhumas garantias de que possa recuperar”. Apesar disso, “está a tentar-se tudo para que o animal ainda possa ter qualidade de vida”.

No passado mês de agosto, também foi muito mediatizado o caso de “Sam”, um cão que foi metido num saco de plástico e condenado à morte dentro de um contentor do lixo, em Bustelo, Vila Real. Depois de tratado no mesmo hospital, foi adotado por uma veterinária.

Fonte: JN

Anúncios