CONTEÚDO ANDA Imagem impactante mostra a imensa crueldade cometida contra tubarões

https://i2.wp.com/www.anda.jor.br/wp-content/uploads/2017/01/tub-e1483714302820.jpg

À primeira vista, esta imagem parece inofensiva, quase bela – como se estivéssemos olhando para um calçadão de paralelepípedos e para um porto tranquilo. Porém, observe mais de perto: estes não são paralelepípedos, mas barbatanas de tubarão.

Esta imagem perturbadora foi capturada por Paul Hilton em um terraço em Hong Kong. O fotógrafo subiu até o topo de um prédio para documentar esta atrocidade. As barbatanas que estão neste local, como se fossem várias telhas, representam a matança de cerca de 30 mil tubarões.

Infelizmente, cenas como esta são muito comuns. Cientistas acreditam que 100 milhões de tubarões são arrancados dos oceanos por caçadores ou redes de pescadores. Alguns estimam que este número possa ser tão alto quanto 273 milhões. Os tubarões são então massacrados, suas barbatanas são cortadas e, eventualmente, transformadas em sopas.

A população da espécie diminuiu de 60% a 90% nos últimos 15 anos e, se algo não for feito, os tubarões serão extintos em 10 anos.

Se isso ocorrer, toda a vida nos oceanos – de que dependemos para sobreviver – terá o mesmo destino. Os tubarões desempenham um papel essencial nos mares porque agem como agentes de equilíbrio que mantêm esses delicados ecossistemas em ordem.

Sem eles e outros predadores, as menores criaturas aquáticas destruirão a vegetação do fundo do mar. Esta vegetação ajuda a fornecer cerca de 70% do oxigênio da Terra e é crucial para o armazenamento de dióxido de carbono e outros gases de efeito estufa também. Se não pararmos de caçar tubarões até extinção, podemos provocar nossa própria extinção.

Podemos ajudar a prevenir esta tragédia de várias maneiras. Uma é apoiar as pessoas, como Paul Hilton, que estão lutando para espalhar esta mensagem para todo o mundo.

Também é fundamental aumentar a conscientização sobre o perigo enfrentado pela espécie. Finalmente, podemos ajudar os tubarões ao não consumir peixes e outros animais, já que um grande número de tubarões são arrancados do oceano por instrumentos de pesca, informou o One Green Planet.

Fonte: ANDA

Anúncios