Homem atira cachorro de penhasco em direcção ao mar

Foto: Daily Mail/Reprodução

As imagens chocantes que se tornaram virais nas redes sociais mostram um homem atirando covardemente um cachorro de um penhasco em Falmouth, na Cornualha (Inglaterra) em direcção ao mar enquanto outra pessoa filma a cena cruel.

O animal indefeso, que pode ser visto usando coleira e guia, se debate afoitamente nos braços do agressor e logo após sua queda nas águas é registada em toda a sua extensão até que o cão atinge o mar e nada desesperado em direção à praia.

A polícia da região está tentando localizar as pessoas envolvidas na filmagem, as imagens provocaram indignação depois de terem sido postadas nas redes sociais.

Os responsáveis pela investigação estão em uma verdadeira caçada ao responsável por jogar o cão da imensa altura até o mar enquanto seu amigo ria e filmava o ato cruel e covarde em seu celular.

Imagens do incidente chocante foram publicadas on-line e amplamente compartilhadas antes de serem excluídas.

A pessoa que filma o vídeo pode ser ouvida rindo no penhasco que fica bem acima de uma praia, que se acredita ser próximo a Falmouth, onde algumas falésias se elevam a mais de 100 pés de altura.

“Este assunto está sendo investigado, mas por favor, entenda que precisamos fazer isso efectivamente, sem intrusão ou comentários inapropriados”.

O cachorro é visto nadando desesperadamente para chegar até à costa em terra firme.

Foto: Daily Mail/Reprodução

Foto: Daily Mail/Reprodução

De acordo com o Cornwall Live, a polícia local disse: “Estamos investigando um relatório contendo uma denúncia de infracção às leis de bem-estar relacionada a um cão vítima de maus-tratos em Falmouth na tarde de quarta-feira, 1º de maio”.

“As informações se referem ao vídeo de um cachorro que jogado no mar. O cão foi verificado e não está ferido”.

“A investigação está em andamento e as buscas continuam. Pedimos que as pessoas, incluindo os usuários das mídias sociais, não especulem em torno das circunstâncias desse incidente ou do indivíduo envolvido”.

No Brasil

Um caso semelhante de violência contra cachorros aconteceu no estado do Rio de Janeiro, no município de Barra Mansa, em Março último, onde um cão teria sido jogado do segundo andar de um dos prédios de uma universidade mas felizmente também sobreviveu.

O Centro Universitário de Barra Mansa (UBM), instituição de ensino do município de Barra Mansa, no Rio de Janeiro, promoveu uma entrevista colectiva na quarta-feira (20) para dar explicações sobre o caso do cachorro que teria sido jogado por um funcionário do segundo andar de um dos prédios da universidade. O UBM nega os maus-tratos e afirma que o animal está vivo e passa bem.

O suposto caso de maus-tratos chegou a ser notificado por veículos de comunicação, que afirmaram que o cachorro havia morrido após ser arremessado do prédio. Foi noticiado ainda que o animal teria sido encaminhado para a Clínica de Pequenos Animais do UBM, onde teria sido atendido, o que a universidade também nega. As informações são do jornal A Voz da Cidade.

O que se sabe até o momento, segundo o centro universitário, é que pessoas ouviram um cachorro chorar e depois o viram correr para fora da universidade. As testemunhas teriam afirmado que viram funcionários do UBM enxotando o animal. As câmaras de vídeo monitoramento do local, que poderiam auxiliar na apuração dos fatos, não estariam funcionando há algum tempo.

O UBM investiga o caso para tomar as medidas cabíveis. Para isso, foi criada uma Comissão Interna que conta com integrantes da comunidade académica, administrativa, estudantes e representantes de instituições da sociedade civil.

A direcção do centro universitário declarou ser contra qualquer tipo de maus-tratos a animais e repudiou o acto. Disse ainda que a presença de cachorros na universidade é comum e que, inclusive, eles são alimentados por funcionários.

Fonte: ANDA

Anúncios