Conteúdo ANDA Gatinhos são vendidos como isca para brigas de cães

Gatinhos

A organização de direitos animais baseada no Reino Unido, a RSPCA, lançou uma investigação na cidade de Liverpool após relatos de que pessoas estariam vendendo filhotes de gatos como isca para cães de luta. Posts no Facebook têm oferecido os jovens animais para venda, com uma imagem perturbadora que mostra um cão com sua boca em torno da cabeça de um gato. As informações são do Newsweek.

Um segundo post promete ter uma ninhada de gatinhos brancos “prontos para o Natal”. A RSPCA instou moradores com qualquer conhecimento destas vendas a se pronunciarem. “Quaisquer relatos de animais que estão sendo usados para atacar outros animais são extremamente perturbadores e qualquer pessoa com informações deve nos contactar”, disse um porta-voz do grupo.

Tal como acontece com qualquer comerciante ilegal operando em redes de mídia social, aqueles que vendem os gatinhos usam pseudônimos, muitas vezes, nomes femininos, e criam várias contas no Facebook e as encerram periodicamente. Alguns também oferecem ninhadas no site Gumtree, que é semelhante ao site dos EUA Craigslist. Acredita-se que os fornecedores são parte de uma rede maior.

Muitos dos animais foram separados de suas mães muito cedo e sofrem de problemas de saúde. O grupo de direitos animais PETA, desde então, entrou em cena. “Vendas online de animais são completamente perigosas … esses animais são vulneráveis”, disse a diretora associada da organização, Elisa Allen.

No início deste mês, um gatinho chamado Smurf foi encontrado abandonado em uma estrada na Califórnia. Tingido de roxo, o animal de sete semanas de idade tinha mordidas profundas ao redor de seu corpo – acredita-se que ele também tenha sido usado como isca.

Nota da Redação: A crueldade é de mão dupla, porque também violenta os cães, que são instigados a matar, quando na verdade são dóceis e indefesos por natureza. É preciso salvar esses gatinhos e também os cães das mãos sanguinárias de algumas pessoas.

*É permitida a reprodução total ou parcial desta matéria desde que citada a fonte ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais com o link. Assim você valoriza o trabalho da equipe ANDA formada por jornalistas e profissionais de diversas áreas engajados na causa animal e contribui para um mundo melhor e mais justo.

Fonte: ANDA

Anúncios