Gâmbia investe na educação em defesa dos animais (corrigido para português correcto)

Iniciactiva partiu de um grupo de advogados que actua em defesa dos animais


Rinocerontes estão entre os animais mais visados por caçadores no país

Na Gâmbia, na África Ocidental, um grupo de advogados, um grupo veterinário e uma universidade pública se uniram para lançar no mês passado um projeto de educação em defesa dos animais. O objectivo principal é qualificar cidadãos para actuarem como activistas, ajudando a fortalecer ainda mais a conscientização sobre a importância da vida animal.

O coordenador da Associação de advogados em Defesa do Bem-Estar dos Animais da Gâmbia, Abdou Manneh, disse ao portal de notícias Foroyaa que a princípio a meta é capacitar pelo menos 200 pessoas. A iniciativa realizada em parceria com a Universidade da Gâmbia e com a Veterinarian Utan Granser deve se pautar a princípio em informações e acções que visam mostrar na teoria e na prática a importância de se proteger animais ameaçados pela caça como elefantes e rinocerontes, que têm espécies bem próximas da extinção.

Fonte: Vegazeta