CONTEÚDO ANDA Fêmea de dugongo e seu filho são presos e explorados para fotos

Foto: Divulgação

Foram divulgadas imagens perturbadoras de uma fêmea de dugongo amarrada debaixo da água em um aquário da Indonésia.

O animal estava preso em uma espécie de jaula improvisada enquanto seu filhote foi separado dela e mantido em outro cercado.

Foto: Divulgação

As fotos e o vídeo dos dois foram capturadas por um grupo de mergulhadores, na ilha remota de Kokoya, em North Maluku.

O vídeo mostra a mãe flutuando dentro de sua pequena gaiola, atada pela cauda por uma corda.

http://www.dailymail.co.uk/embed/video/1274575.html
Shocking video shows a rare dugong chained underwater and separated from…

O filhote estava enjaulado, mas não contido, disseram os mergulhadores.

Segundo reportagem do Daily Mail, os dugongos, que são considerados uma espécie vulnerável, estavam sendo mantidos presos por pescadores locais que cobravam das pessoas para poderem ver os animais.

“Ele pediu dinheiro se nós quiséssemos tirar uma foto”, disse Delom Lim, um dos mergulhadores, ao The Dodo.

Não se sabe há quanto tempo os animais estão sendo mantidos no local, mas Lim acredita que eles estejam lá há semanas ou meses.

“As cordas estão desgastadas. As cicatrizes e a ferida na cauda da mãe estão muito profundas. Foi muito comovente”, disse ele.

Foto: Divulgação

Outro mergulhador, Ryandito Mahendradani, disse no Instagram que o animal maior tinha ferimentos severos.

Chocados com o que viram, eles pediram aos pescadores que libertassem os animais e – incrivelmente – os mesmos concordaram.

“Quando nós deixamos a ilha, os pescadores concordaram em soltá-los”, contou Lim. “Mas como não fiquei convencido de que eles o fariam, eu postei o vídeo nas redes sociais”.

O grupo fez uma campanha nas redes, que incluiu tuitar à Ministra de Relações Marinhas da Indonésia Susi Pudjiasti, alertando-a sobre a situação dos animais.

No dia 14 de março, os animais foram libertados pelas autoridades.

Os dugongos, que também são conhecidos como peixes-boi ou vacas-marinhas, pastam pacificamente na vegetação do mar nas águas da Índia e do oceano Pacífico, de acordo com a reportagem.

Foto: Divulgação

Fonte: ANDA

Anúncios