Em campanha contra touradas, mulher espeta 2.500 agulhas no corpo

Em campanha contra touradas, mulher espeta 2.500 agulhas no corpo

Uma colombiana bateu um recorde mundial ao ficar com 2.500 agulhas espetadas no corpo em simultâneo, como parte de uma iniciativa que visa banir as touradas no seu país.

Fanny Pachon considera «cruel e bárbaro» o ritual da tradição, em que o «matador» tira a vida do touro em frente ao público, depois de o provocar durante o espectáculo.

Na tentativa de realizar um gesto simbólico de união com os animais, Pachon ficou com 2.500 agulhas espetadas no corpo e também fez uma tatuagem no braço com a imagem da cabeça ensanguentada de um touro.

«Eu e os meus colegas tentámos durante anos obter visibilidade apropriada para uma campanha contra as touradas, mas parecia que nunca nos escutavam», explicou a mulher de 35 anos.

«Apercebemo-nos que era preciso fazer algo significativo porque estão a chegar duas datas importantes no calendário das touradas», acrescentou.

Fanny referiu que decidiu tomar medidas mais drásticas depois de os seus protestos em Cartagena não terem surtido efeito.

A manifestante também lançou um desafio aos «matadores»: «Torero, já que és tão valente, desafio-te a sentires o que os touros sentem».

Os media da Colômbia apontaram que Fanny bateu um recorde mundial do Guinness com o número de agulhas espetadas no corpo ao mesmo tempo.

«Não me interessam os recordes, só quero ajudar os animais», comentou Pachon.

 

Fonte: http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=754240 (com vídeo)

**

Retiro esta frase: “A manifestante também lançou um desafio aos «matadores»: «Torero, já que és tão valente, desafio-te a sentires o que os touros sentem».”

-Eles jamais se colocarão no lugar dos touros. São demasiadamente cobardes para isso!

Anúncios