O quê que eu faria, se estivesse no facebook?

Resultado de imagem para facebook

Por opção pessoal, já estou fora do Facebook, desde 2013. E nunca mais voltarei a ter lá conta.

Mas se lá estivesse, o quê que faria, e já? – Criaria um evento, para Maio de 2017, a convidar os portugueses que são contra a tauromaquia, a realizarem para Maio, uma manifestação contra a tauromaquia na sua cidade, que seria coordenada, com todas as outras manifestações, nas outras cidades, para um dia especifico.

Essas pessoas criariam um evento, no Facebook, para a sua cidade.

E dessa forma, seria criada uma corrente cada vez mais forte a crescente, que se uniria contra a tauromaquia, em Maio de 2017, num numero bem grande de cidades, do continente e das ilhas.

E como não estou e nem voltarei a estar no Facebook, desafio alguém que seja contra a tauromaquia, e que tenha conta no Facebook, a por esta ideia em marcha, e já. Sem mais demoras.
O Touro; o Cavalo e as crianças e jovens, merecem que esta ideia, seja posta em Marcha!

 

PARA ABOLIR A TAUROMAQUIA DE PORTUGAL, EM 2017!

Mário Amorim

Anúncios

Depois desta, se voltar a ter conta no facebook, era impossível, mais impossível se tornou! CONTEÚDO ANDA Prazer em matar: Mark Zuckerberg diz que os animais que caça têm mais sabor

Em 2010, mal soube que James Hetfield é caçador, enojado com a sua atitude, deitei tudo o que tinha de Metallica para o lixo, e passei a detestar Metallica.
Agora, estas declarações de Mark Zuckerberg, voltam-me a meter o mesmo nojo.
E agora, depois destas declarações deste asqueroso sujeito, (tanto quanto James Hetfield), deixo uma pergunta pertinente: os defensores dos animais não-humanos, vão continuar a ter conta no facebook?
– No que me diz respeito; depois desta, por respeito para com os meus irmãos não-humanos que ele mata, jamais voltarei a ter conta no facebook.
Por isso; lanço o desafio aos defensores dos animais não-humanos, a excluírem as suas contas do Facebook, depois destas nojentas e asquerosas declarações de Mark Zuckerberg!

Mário Amorim


Reprodução/Facebook

O criador do Facebook Mark Zuckerberg fez uma declaração repugnante afirmando que os animais tem um sabor melhor quando são caçados por ele.

Zuckerberg revelou gostar de caçar e apareceu ao lado de uma churrasqueira em um vídeo ao vivo colocado no Facebook antes do debate presidencial dos Estados Unidos na noite de domingo (9).

Ele disse que estava à espera de amigos e interagiu com o público por pouco mais de meia hora. No vídeo, que teve quase 10 milhões de visualizações, o bilionário acrescentou que prefere comer os animais que mata.

“O sabor é duplamente melhor quando você caça o animal”, disse Zuckerberg que relatou assassinar animais há cerca de quatro ou cinco anos sob o argumento de que é uma “boa maneira de se sentir conectado com a natureza”.

Para agravar ainda mais a situação, ele declarou que caçar é “muito divertido e por isso as muitas pessoas gostam disso”, informou o Daily Mail.

Nota da Redação: É deplorável perceber a frieza e o desrespeito de Mark Zuckerberg em relação às vidas de outros animais. A caça é realizada por assassinos impiedosos, covardes e egocêntricos que sentem prazer em infligir dor e em matar. A afirmação de Zuckerberg de que um assassinato pode ser considerado “divertido” atesta a extrema crueldade de indivíduos que sentem um enorme desprezo por outros seres vivos. Isto não é se conectar com a natureza, mas contribuir com sua destruição.

Fonte: ANDA

Monstra; Assassina; Psicopata! Caçadora de animais selvagens exibe troféus no Facebook

Sabrina Corgatelli

Ver e ler este artigo é revoltante; http://www.tvi24.iol.pt/internacional/cacadora-de-trofeus/cacadora-de-animais-selvagens-exibe-trofeus-no-facebook

A Psicopatia que esta mulher demonstra, está claramente visível no artigo; nas imagens que ela postou no Facebook, e nas suas declarações, também no Facebook, como se pode ver no artigo.

A caça, mais não é, do que uma demonstração de Psicopatia. Só uma mente Psicopata tira a vida de outro ser sensível, por prazer. Só uma mente Psicopata tira a vida de outro ser sensível por divertimento!