Esta é a realidade

Imagem Imagem 35º

Tiram o touro do seu habitat natural. Levam-no para a tortura, física e psicológica da tauromaquia. E como ele não tem voz, não pode opor-se. É obrigado a ir.
Já quem o enfrenta, está lá porque quer. Ninguém o obriga a enfrentar o touro. E como disse anteriormente, o touro tem todo o direito a reagir à tortura de que é vítima na tauromaquia. E quem defende essa tortura, porquê que não se põe no lugar dele? Será que se estivessem no lugar dele, não iriam reagir? — Pimenta no cu dos outros é refresco!

Depois quem defende a tauromaquia afirma; “eu tenho todo o direito de ir as touradas”. Então pergunto: e o direito que o touro tem de não ser torturado, física e psicologicamente para seu gaudio, e o direito que ele tem de viver em paz e sossego, desde o seu nascimento à sua morte, no seu habitat natural; onde fica?

Há cada vez mais pessoas, mesmo entre quem defende a tauromaquia, a chegar a esta conclusão. E essa é uma das razões do nervosismo dos pró-tourada, que é por demais evidente. É que eles vêm que há cada vez mais portugueses, mesmo entre quem defende a tauromaquia, a abominar a tauromaquia!

A tauromaquia em Portugal, está cada vez mais perto do fim. Por muito que os pró-tourada, afirmem o contrário, a realidade é a realidade. E a realidade mostra que a tauromaquia, em Portugal, está cada vez mais perto do fim. E a prova disso está, por exemplo nas praças de touros, cada vez mais vazias se público. E que nem com bilhetes de graça, as praças de touros se enchem de público.

A realidade é que a tauromaquia, só ainda existe em Portugal, devido aos subsídios que ela anualmente recebe. 16.20.000.000 de € anuais, do Estado, das Câmaras Municipais e da União Europeia.
A realidade, é que se fosse como os pró-tourada afirmam, que a tauromaquia, se subsidia, a tauromaquia já não existiria em Portugal. É que para que a tauromaquia se subsidiasse, teria de ter público suficiente para isso. E a realidade, é que a tauromaquia em Portugal, tem cada vez menos público.

A tauromaquia, em Portugal, está cada vez mais perto da Abolição. Esta é a realidade, por muito que os pró-tourada a neguem!

Mário Amorim

Anúncios

Esta é a realidade…

Como disse anteriormente num outro texto que escrevi aqui no meu blog, não é possível ter um dialogo com sete em cada dez defensores da tauromaquia.

Ainda assim, nos anos em que estive presente no Facebook, consegui trazer muitos defensores da tauromaquia, para o lado da luta contra a tauromaquia.
Tinha conversas muito cordiais com eles. Dizia-lhes para se tentarem por no lugar do touro, e lhes perguntava se gostavam de levar com todas aquelas farpas no corpo!?
Fazia-lhes ver que o touro sofre física e psicologicamente, e lhes dizia para observarem com atenção a locomoção do touro. Dizia-lhes para observarem com atenção as expressões faciais do touro. E depois esperava pelas respostas que me iriam dar. E não demorava muito para ter as respostas deles, sempre muito cordiais. Respostas essas que continham agradecimento por ter aceitado conversar com eles, e continham também agradecimento por os ter feito ver o quanto estavam errados. E para terminar diziam-me que de hora em diante passariam a lutar contra a tauromaquia.

A realidade é que é completamente impossível ter um dialogo como deve ser com a maioria dos defensores da tauromaquia. Mas como mostrei, não é assim com todos.
E é com esses que interessa conversar e traze-los para o nosso lado!

A realidade é que a consciência de que a tauromaquia é um atividade bárbara, incluindo entre os seus defensores, está a aumentar cada vez mais em Portugal!

Mário Amorim