NA CHAMUSCA FOI ASSIM: O PRESIDENTE DA CÂMARA QUERIA PORQUE QUERIA UMA TOURADA E PAGOU CERCA DE TRINTA E UM MIL EUROS PARA VER…

Isto não é genial?

Isto não é de gente com demasiada “coltura”?

Na Chamusca as carências sociais podem esperar… Mas tortura de Touros não pode faltar….

O pessoal nem dormia bem de noite!!! Bolas!

CHAMUSCA.png

Lê-se na notícia:

«A Câmara da Chamusca investiu dinheiros públicos na organização de uma corrida de toiros na vila, porque temia que o empresário concessionário da praça não fizesse o espectáculo e por capricho do presidente, que queria escolher o cartel de artistas.

O município contratou organização da tourada por ajuste directo, num valor de 30.564 euros (24.849 euros sem IVA), tendo vendido os bilhetes a 15 euros e oferecido as entradas a 300 pessoas que participaram num desfile etnográfico, tendo cobrado entradas mais baratas, a 10 euros, aos acompanhantes dos participantes.»

O cartel foi escolhido pela autarquia, e o presidente da Câmara, Paulo Queimado, disse esta coisa espantosa: «a realização da corrida foi estratégica para a promoção do município», é que «são estas pequenas coisas que fazem a grande diferença»…

Então não foi uma promoção para o município?

O mundo saberá que na Chamusca o presidente da Câmara municipal esbanja dinheiros públicos na tortura de ser vivos, que é assim um evento ao nível da ópera e do ballet (de acordo com a professora catedrática Maria Alzira Seixo), e isto dá um grande prestígio à vila, então não dá? Principalmente entre as pessoas cultas e civilizadas.

E realmente são estas pequenas coisas que fazem a grande diferença entre o atraso civilizacional e a evolução que, na Chamusca, ficou a vários milhares de quilómetros de distância.

E então é assim: o presidente da Câmara retirou do erário público 30.564 euros. A receita da bilheteira ficou em cerca de 18.900 euros, e o autarca, que é um génio a Matemática, disse que as contas das despesas e das receitas «ficaram ela por ela»…

Então não ficaram?

E depois não querem que se diga que a selvajaria tauromáquica é uma questão do foro da psiquiatria…

Fonte:

O Mirante

Fonte: Arco de Almedina

Anúncios

E os Psicopatas da “Pró-toiro”, afirmam que a tourada não é financiada em Portugal. Pois não, não é?! Palavras para quê??? Câmara da Chamusca paga para haver tourada

Município queria muito uma corrida de toiros na vila com o cartel que escolhesse

A Câmara da Chamusca investiu dinheiros públicos na organização de uma corrida de toiros na vila, porque temia que o empresário concessionário da praça não fizesse o espectáculo e por capricho do presidente, que queria escolher o cartel de artistas.

O município contratou organização da tourada por ajuste directo, num valor de 30.564 euros (24.849 euros sem IVA), tendo vendido os bilhetes a 15 euros e oferecido as entradas a 300 pessoas que participaram num desfile etnográfico, tendo cobrado entradas mais baratas, a 10 euros, aos acompanhantes dos participantes.
O cartel escolhido pela autarquia, para a corrida de 3 de Setembro, foi constituído pelos cavaleiros Rui Salvador, Rui Fernandes e pelo ainda recente matador português Manuel Dias Gomes.

O presidente da câmara, Paulo Queimado, considera que a “realização da corrida foi estratégica para a promoção do município”. O autarca entende que são “estas pequenas coisas que fazem a grande diferença”.

A receita da bilheteira ficou em cerca de 18.900 euros e para o autarca, as contas das despesas e das receitas “ficaram ela por ela”.

Fonte: O Mirante

AUTARCAS DA PÓVOA DE VARZIM E RTP JUNTAM-SE PARA UMA SESSÃO DE SELVAJARIA TAUROMÁQUICA

Uma vez mais e, quando em todo o mundo civilizado, os povos rejeitam cada vez mais este “divertimento” de sádicos, a RTP (que mudou de administração, mas não evoluiu) vai à Póvoa de Varzim (que continua com a sua política incultural e retrógrada), na próxima sexta-feira, transmitir (com dinheiros públicos desviados da Saúde, da Educação e da Cultura) mais uma sessão de tortura de Touros.

Por isso aqui ficam as Estrelas de Ferro para a autarquia poveira, liderada por Aires Pereira, e para a RTP, administrada por Gonçalo Reis (que ganha mais do que o primeiro-ministro, para fazer esta triste figura…)

ESTRELA FERRO PÓVOA.png

VENAL ARTE.png

Fonte: http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/autarcas-da-povoa-de-varzim-e-rtp-561109

ESBANJAM-SE DINHEIROS PÚBLICOS NA PRÁTICA DA SELVAJARIA TAUROMÁQUICA EM TERRITÓRIO DE PORTUGAL

Mas não há verbas para melhorar a saúde e as escolas públicas; para apoiar o ensino das artes, nas escolas de música; para bolsas de estudos aos mais carenciados; enfim, não há verbas para o fundamental numa sociedade moderna e evoluída.

Mas nunca falta verbas para a incultura e para a prática selvática de torturar seres vivos para divertir pacóvios.

Portugal ainda não saiu daquela Idade Média onde a ignorância mais grosseira imperava.

Apenas alguns portugueses evoluíram, e nenhum deles detém cargos no poder.

DINHEIROS PÚBLICOS1.jpg

Fonte: http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/esbanjam-se-dinheiros-publicos-na-515690

É uma vergonha!

https://blogcontraatauromaquia.wordpress.com/2015/03/02/portugal-dinheiros-publicos-para-ensinar-criancas-a-matar-bovinos/

Não há dinheiro para os lares da terceira idade, não há dinheiro para dar de comer ás crianças nas escolas, não há dinheiro para as obras que são necessárias, não há dinheiro para dar um lar a quem come e dorme nas ruas, mas há dinheiro, mas há 66.000 € por ano, para ensinar crianças a torturar, a matar seres sensíveis. Mas há dinheiro, mas há 66.000 € por ano, para ensinar crianças a se tornarem Psicopatas. É uma vergonha. É uma indecência, É uma absoluta falta de escrúpulos!

Mário Amorim